Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10 formas de verificar a qualidade dos alimentos

Existem muitas formas de atestar a qualidade dos alimentos, mas boa parte delas é complicada e requer a atuação de especialistas.

O Incrível.club publica a seguir alguns truques que você pode aplicar em casa para verificar produtos antes de consumi-los

Frango

Preste atenção às fibras brancas e à espessura da camada de gordura. Isto significa que a ave foi alimentada com aditivos hormonais para crescer mais rapidamente. E este tipo de alimento não é nem um pouco saudável.

A cor é outro fator importante: a cor amarelada indica que a carne não está fresca. Carne de frango deve estar sempre rosada e firme.

Ricota

Alguns fabricantes adicionam amido e gorduras vegetais à ricota ou ao queijo cottage. Para verificar se estas substâncias estão nos alimentos, use uma gota de iodo. Se o queijo cottage possuir amido, ficará azul. Se não tiver, a cor do iodo não mudará.

Deixe um pouco de ricota à temperatura ambiente. Se tiver gorduras vegetais, após algumas horas, o alimento mudará de cor e ganhará uma crosta amarelada. Já o produto normal ficará mais azedo, mas não mudará de cor.

Mel

Observe como o mel escorre da colher. O produto de má qualidade escorre de forma instável e forma uma poça. Enquanto isso, o mel bom escorre numa coluna elástica, formando uma espécie de alto relevo sobre a superfície.

O sabor de caramelo indica que o mel foi aquecido. Já o sabor excessivamente doce revela a adição de açúcar.

Creme azedo

Para verificar se o creme azedo tem óleos vegetais, coloque uma colherada do alimento num copo com água quente. O produto de má qualidade formará formará flocos brancos, e o bom creme dissolverá até formar um líquido homogêneo e turvo.

Frutas e legumes congelados

Verifique se estes alimentos congelados têm flocos de gelo. Se a resposta for "sim", o produto foi armazenado de forma incorreta. Prefira aqueles que têm uma camada discreta de gelo.

Peixe

Quando não está muito fresco, os peixes têm olhos e brânquias escurecidas. O peixe fresco tem sempre escamas brilhantes, firmes e sem secreções.

Carne

Na hora de comprar carne, pressione-a com um dedo: a carne fresca é firme e volta rapidamente à forma inicial.

Corte um pedaço: se a carne por dentro estiver escura e com um contorno claro, é porque passou por um processo artificial para simular o efeito de frescor. Passe um guardanapo pela superfície: a carne fresca não deixa muita umidade nem manchas de sangue.

Ervas frescas

Segure o ramo com a mãe. Se as ervas estiverem frescas, mas caírem para os lados, sua cor for muito escura e os talos muito longos, o mais provável é que tenham recebido um tratamento com nitratos para que crescessem mais. As ervas frescas boas são firmes e possuem uma cor naturalmente verde.

Queijo

Você pode reconhecer queijos com óleos vegetais por meio dos seguintes sinais: o produto de baixa qualidade desmancha ao ser cortado (a dica não se aplica a queijos duros, como o parmesão) e, quando sob temperatura ambiente, fica duro e enrugado.

Deixe um pedaço do queijo sob o sol e observe: um bom queijo ficará macio, já um queijo de menor qualidade ficará endurecido e surgirão gotas de óleo em sua superfície.

Sorvete

Deixe um pouco de sorvete num prato: o produto com substâncias vegetais em sua composição irá demorar para derreter, virando uma poça quase transparente. Já o sorvete natural ficará mais mole, porém conservando sua consistência densa e cremosa.

Imagem de capa depositphotos