10 Erros que podemos evitar para proteger nossos celulares do calor extremo

Quatro horas e 10 minutos é o tempo médio diário que as pessoas passam em seu celular. Por isso, o mínimo que esperamos é que esse aparelho tão presente em nossas vidas, tanto nas relações pessoais e laborais como no ócio, funcione sempre de forma impecável. E, quando isso não acontece, pode significar momentos de muita frustração para as pessoas.

Um dos problemas que você pode estar enfrentando é o excesso de calor em seu smartphone. Por isso, o Incrível.club decidiu dar uma mãozinha para que você saiba o que fazer e o que não quando seu celular estiver pegando fogo (literalmente).

Sinais de que seu celular pode estar sofrendo com o calor

Temperatura
O iPhone precisa esfriar para que você possa usá-lo.
Emergência

Antes de acontecer o óbvio, ou seja, que você sinta seu smartphone um pouco mais quente que o habitual ou aparecer um alerta sobre isso, existem outros comportamentos que podem ser um sinal de que seu celular está superaquecendo:

  • Os processos de funcionamento são mais lentos, alguns aplicativos demoram para abrir ou fecham repentinamente.
  • O flash da sua câmera deixa de funcionar.
  • Seu celular demora mais do que o normal para carregar ou simplesmente não carrega.
  • A tela pode ficar escura ou desligar.
  • Apresenta falhas no sinal, já que o celular passa para o modo de baixo consumo.

1. Usá-lo ou deixá-lo em qualquer lugar em um dia quente

Mesmo que soe óbvio, em um dia de calor evite deixar seu aparelho exposto ao sol ou dentro do carro. Isso poderia acontecer até mesmo sem percebermos, por exemplo, se estamos almoçando ao ar livre com o celular sobre a mesa ou tirando fotos na praia. Também costumamos, muitas vezes, utilizar o navegador com o celular posto no suporte do para-brisas.

Se a temperatura superar os 35 ºC, você deve evitar utilizá-lo, além de não expô-lo à luz do sol.

2. Mantê-lo sempre junto de um computador, tablet ou outro celular...

Em nosso ambiente de trabalho, costumamos colocar por perto todas as ferramentas que necessitamos, como o computador perto do celular e às vezes do tablet. E até mesmo depois de usá-los, guardamos tudo num mesmo compartimento.

Se algum deles estiver aquecido, a simples proximidade entre os aparelhos transmitirá o calor aos outros dispositivos, modificando sua temperatura e afetando seu funcionamento a longo prazo. Por isso, é melhor mantê-los separados.

3. Levar o celular no bolso

Se for um dia com temperaturas elevadas, somado ao seu calor corporal, será muito difícil esfriar um celular que esteja superaquecido, ou até mesmo evitar que isso aconteça. Por isso, não é recomendável levar seu celular no bolso, menos ainda em um dia de muito calor.

4. Você presta pouca atenção ao que seu celular apresenta

Deixar seu aparelho próximo a uma fonte de calor não é o único fator de aquecimento. Ao ser como um pequeno computador sem ventiladores, os seus componentes internos também podem aquecer-se consideravelmente. Se você está com esse problema, desative algumas funções, como a localização ou processos desnecessários como atualizações em segundo plano, que consomem recursos e energia do seu celular.

5. Nunca tirar a capa

As capas para os celulares protegem-no de qualquer queda ou dano externo que possa sofrer. Infelizmente, nem todas são adequadas para que o aparelho ventile o suficiente. Se você sentir que ele está ligeiramente mais quente que o normal, experimente tirar sua capa. Você também pode fazer isso quando estiver carregando sua bateria. E se você sabe que ficará muito tempo no sol, pode conseguir uma capa especial para evitar esse tipo de problema.

6. Não desativar as conexões sem fio

Muitas vezes, nossos aparelhos estão funcionando sem que percebamos, e até mesmo sem tê-los por perto. Por exemplo, se estamos em um lugar com pouco sinal ou com uma conexão de internet ruim, nosso celular segue em sua busca de redes ou, no caso do bluetooth, buscando outros dispositivos para se conectar. Se o seu smartphone começar a esquentar, experimente desligar as conexões, pelo menos até que a temperatura normalize.

7. Ignorar os “modos” de que seu celular precisa

Se você sente seu celular ligeiramente mais quente do que o normal, experimente usar o modo escuro, que reduz o trabalho da tela e, portanto, gera menos calor. Isso pode ser ativado desde a configuração geral do aparelho ou em alguns aplicativos populares, como Facebook ou WhatsApp. Outro truque para esfriar um pouco seu dispositivo é ativando o modo avião, que também reduz o seu funcionamento interno.

8. Utilizar aplicativos que exigem muito do celular

Se você ama jogar no celular ou talvez ver um filme ou uma temporada completa de alguma série, tudo no seu smartphone, tenha em conta que esse tipo de ação pode ocasionar um aquecimento acima do normal do aparelho. Ao utilizar tanto tempo a tela você força seus processadores, gerando mais calor.

9. Carregar a bateria de forma incorreta

Os problemas com a bateria e sua carga costumam ser as causas mais comuns para que seu celular superaqueça. É por isso que você deve evitar cometer alguns erros, como usá-lo enquanto está carregando a bateria ou utilizar qualquer carregador genérico. Outro erro que pode gerar maior calor enquanto está sendo carregado é colocá-lo debaixo do travesseiro ou sobre uma superfície que não permita uma ventilação correta.

10. Não manter seu celular e seus aplicativos atualizados

Tente manter o seu celular sempre atualizado. Isso se aplica tanto ao sistema operacional como aos aplicativos, já que em muitos casos essas atualizações servem para corrigir algumas falhas e melhorar os processos em seu funcionamento, o que poderia influenciar no aquecimento do seu dispositivo.

Também acostume-se a fazer uma limpeza nos aplicativos que não utiliza. Talvez algum funcione em segundo plano, o que gera mais trabalho para o processador e a bateria do seu aparelho.

Que passos você pode seguir se seu celular já aqueceu

Se você não comete nenhum dos erros que mencionamos acima e ainda assim seu celular segue aquecendo, você pode experimentar os seguintes conselhos:

  • Desligue-o e deixe-o descansar até que sua temperatura se normalize.
  • Coloque-o ao lado de um ventilador ou em um ambiente com ar-condicionado.
  • Nunca o coloque no refrigerador para esfriá-lo, já que as mudanças bruscas de temperatura podem ser mais prejudiciais a longo prazo. Por outro lado, a condensação que se pode gerar umedece internamente seu celular.

Se você vive em uma zona quente, talvez enfrente mais seguidamente esse tipo de problemas. Quantas são suas horas de uso diárias? Pode nos contar o que faz para que seu smartphone não aqueça ao ser utilizado? Aguardamos seus comentários!

Compartilhar este artigo