Incrível
Incrível

10 Tipos de alimentos que parecem a mesma coisa, mas carregam algumas diferenças

Quem nunca teve uma dúvida sequer diante de uma gôndola de supermercado, que atire a primeira pedra! O caso é que alguns alimentos são tão parecidos que podem causar uma verdadeira confusão na cabeça do consumidor, afinal, como saber se não estamos “comprando gato por lebre”, não é mesmo?

Nós, do Incrível.com, preparamos um artigo que explica qual é a diferença entre 10 produtos que parecem a mesma coisa, mas são um pouco diferentes. Confira!

1. Cream cracker x Água e sal

Olhando assim, nem dá para perceber, mas existem duas grandes diferenças entre cream cracker e biscoito do tipo água e sal. A primeira delas é que o cream cracker pode conter diversos temperos, como queijo, ervas e especiarias em sua composição. A segunda diferença é a quantidade maior de gordura no preparo do cream cracker. Isso é necessário para deixar a massa mais macia e folheada.

O biscoito água e sal é feito, basicamente, com os mesmos ingredientes, mas é mais recomendado para quem se preocupa com as calorias: enquanto o cream cracker leva em torno de 16% de gordura, o biscoito água e sal possui mais ou menos 7% do ingrediente em sua composição.

2. Cacau 100% x Chocolate em pó x Achocolatado

Se você gosta de se aventurar na cozinha, principalmente no preparo de doces, pode ter tido essa dúvida em algum momento: afinal, cacau 100% e chocolate em pó são a mesma coisa? A resposta é: não! O cacau 100% é o mais puro deles e é composto, quase totalmente, das partes sólidas do cacau — ele também tem um pouco da manteiga do próprio cacau — e não leva outros aditivos. É uma opção mais amarga que os outros derivados em pó, mas é, de longe, a mais saudável delas.

O chocolate em pó possui em sua composição uma quantidade maior de manteiga de cacau e apresenta adição de açúcar, geralmente, na mesma proporção (50% de cada). Ele é mais suave que o cacau 100%, mas por sofrer essa alteração, já não é tão saudável. Por sua vez, o achocolatado se apresenta como a pior opção entre as três, já que além de conter ainda mais açúcar que o chocolate em pó, também tem aromatizantes, corantes, solubilizantes e outros aditivos em sua composição.

3. Manteiga x Margarina

Apesar da semelhança física, existe uma grande diferença entre esses dois produtos. A manteiga é um produto natural que pode, inclusive, ser feito em casa com o auxílio de uma batedeira. A consistência mais firme é obtida através do batimento do creme de leite de vaca fresco, em alguns lugares conhecido como nata. Apesar de ser um produto natural, deve ser consumido com atenção, já que é rica em gordura saturada.

A margarina é um dos alimentos que se enquadra na categoria dos ultraprocessados, pois é feita a partir da hidrogenação de óleos vegetais. Ela é rica em gorduras trans que, se consumidas em excesso, podem gerar alguns transtornos para a saúde, como obesidade, aumento de risco para doenças cardíacas, problemas no fígado e no sistema nervoso central.

4. Café moído x Café solúvel

Se você é um verdadeiro fã de café, pode até já saber desta informação, mas a verdade é que existe uma grande diferença entre o café moído e o café solúvel. O café moído nada mais é que o grão de café torrado e triturado, prontinho para ser coado e transformado naquela maravilha que perfuma toda a casa.

Por sua vez, o café solúvel é feito a partir de um extrato concentrado do café moído, que passa por alguns procedimentos, como a retirada das partículas de água e a secagem rápida, sobrando apenas o pó ou os grânulos, prontos para serem dissolvidos. Quando se trata dos benefícios, eles estão praticamente empatados. Os admiradores de café tendem a preferir o café coado, que possui aroma e sabor mais acentuados em comparação com o instantâneo, que, por sua vez, tem uma durabilidade maior.

5. Massa seca x Massa instantânea

Quando se fala em alimentação saudável, dar preferência a ingredientes frescos é essencial. Porém, as massas secas são uma verdadeira “mão na roda” para quem não tem tempo ou não gosta de cozinhar. Elas são, basicamente, a versão fresca da massa, que passou por um processo de secagem. A durabilidade pode ser de meses e o tempo de cozimento varia, geralmente, entre 6 e 10 minutos.

As massas instantâneas do tipo miojo, no entanto, são opções bem menos saudáveis, embora sejam mais rápidas para o preparo — geralmente, três minutos. Essa economia de tempo deve-se ao fato de que são um produto ultraprocessado, pré-cozido e seco para conservar a textura. Além disso, as massas instantâneas têm alto teor de sódio, conservantes e gordura.

6. Biscoito x Bolacha

Se você gosta de polêmica, aqui está uma das grandes: afinal, é bolacha ou biscoito? De acordo com a legislação brasileira, ambas estão corretas e podem nomear todos os alimentos do tipo sem prejuízos. De acordo com a etimologia, biscoito vem do latim e significa “algo que foi cozido duas vezes”, (bis + coctus). Atualmente, quem se enquadra nessa categoria, no Brasil, são os biscoitos recheados, assados quatro vezes para aumentar a durabilidade e preservar o aspecto crocante.

bolacha também deriva do latim e significa “objeto esférico pequeno” (bulla + acha). Porém, também existe a palavra holandesa koekje, que tem o mesmo significado de bolacha, mas é usada em alimentos que, diferentemente dos biscoitos, possuem algum tipo de fermento em sua composição. A título de curiosidade, a palavra biscoito é usada no Brasil desde 1317, enquanto bolacha só passou a ser usada a partir de 1543.

7. Presunto x Apresuntado

Outra dúvida bastante comum quando se trata de alimentação é sobre o presunto e o apresuntado: afinal, eles são a mesma coisa? Quase! Os produtos têm a mesma origem, o pernil traseiro do porco. A diferença, nesse caso, é que o presunto é feito com partes inteiras e puras da peça, com baixo teor de gordura, sendo considerado mais nobre.

O apresuntado, por sua vez, é feito a partir da junção dos restos de carne que sobram no pernil após a retirada do presunto e pode conter outros cortes do porco em sua composição. O apresuntado também apresenta mais gordura que o presunto, por isso, pode ser encontrado a preços mais baixos pelos consumidores.

8. Extrato de tomate x Molho de tomate

Um molho de tomate bem feito pode fazer verdadeiros milagres na cozinha e socorrer qualquer pessoa em um momento de necessidade, já que é muito prático e combina com vários pratos. Mas será que existe diferença entre molho e extrato? Claro que sim!

O extrato de tomate surgiu a partir da necessidade de conservar os frutos por mais tempo, e deve ser usado como um tempero a mais no preparo dos alimentos, já que é mais concentrado. O molho de tomate é mais aguado, natural e leve, desde que seja feito artesanalmente, a partir de tomates frescos. Ele também preserva mais os nutrientes em relação ao extrato de tomate, porque o tempo de cozimento necessário para o preparo é menor.

9. Milho comum x Pipoca x Canjica

Você já se perguntou por que a pipoca estoura e o milho não? E como a canjica fica tão macia? Todos eles são milhos, mas a planta tem uma variedade genética incrível e aí está a diferença entre eles! O segredo está no “recheio” do grão de milho, ou seja, a camada do grão chamada de endosperma. Quanto mais dura for essa camada, mais capacidade de estourar e virar pipoca o grão tem.

Isso significa, na prática, que o milho de pipoca tem o endosperma mais duro em relação ao milho comum. A canjica, por sua vez, é o milho que apresenta endosperma mais macio em relação aos outros tipos. A variedade dos grãos de milho é tanta que existem várias colorações como branco, azul e vermelho, além das populares tonalidades de amarelo.

10. Ovo vermelho x Ovo branco

Muitas pessoas não fazem ideia de qual é a diferença entre os ovos de coloração vermelha ou branca. Outras acreditam que se trata de ovos de granja e ovos caipiras, mas a verdade é só uma: a diferença entre a cor dos ovos é determinada pela coloração das penas das galinhas! Isso mesmo: galinhas com penas brancas, botarão ovos brancos ou azulados, galinhas com penas marrons ou avermelhadas, botarão ovos nessas cores.

Mas existe uma diferença entre os ovos de granja e caipiras, e ela diz respeito a forma como as galinhas são criadas. As galinhas caipiras botam ovos com gema mais alaranjada, já que vivem mais livremente, tomam sol e consomem mais betacaroteno, o que dá a coloração forte à gema. As galinhas de granja são criadas em galpões e alimentadas exclusivamente com ração, o que deixa a gema mais amarelada. Mas a diferença fica por aí: todos os ovos são igualmente nutritivos.

Quais desses alimentos você mais consome em seu dia a dia? Já sabia dessas diferenças entre eles? Lembra de alguma outra categoria de alimentos que parecem ser a mesma coisa, mas não são? Deixe sua resposta nos comentários.

Incrível/Dicas/10 Tipos de alimentos que parecem a mesma coisa, mas carregam algumas diferenças
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos