Incrível

10 Conselhos para que recém-habilitados percam o medo de dirigir e evitem acidentes

1-3-
869

Segundo dados da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, estima-se que 2 milhões de brasileiros têm medo de dirigir, desse total 80% são mulheres. As causas dos medos são variadas, sendo as principais motivadas pela insegurança na condução do veículo e o receio de provocar acidentes, uma vez que o motorista recém-habilitado agora passa a enfrentar sozinho e, em seu próprio veículo, a rotina no trânsito. Mas, a boa notícia é que existem formas de superar o medo de dirigir e ser um ótimo motorista.

Diante disso, o Incrível.club traz 10 conselhos para ajudar os motoristas recém-habilitados a driblarem o medo de dirigir e se sentirem mais seguros no trânsito. Há também um bônus especial no final do post. Confira só!

10. Movimente-se

Logo após retirar a PPD (Permissão Para Dirigir), os motoristas precisam se movimentar para que não se esqueçam do conhecimento prático e teórico que foi aprendido na autoescola. Mas isso não significa que é só entrar no automóvel e ir dirigindo para qualquer lugar. Antes de tudo, é necessário mais treinamento para que os recém-habilitados conquistem mais confiança na direção e conheçam melhor os comandos do veículo.

9. Treinar é fundamental

Estipule pequenas metas e aos poucos vá aumentando o grau de dificuldade. O treinamento pode começar por tirar e colocar o carro na garagem, depois dar uma volta no quarteirão e quando se sentir mais seguro, fazer trajetos maiores e mais complexos.

8. Controle da ansiedade

Estudos relataram que motoristas muito ansiosos cometem mais erros na direção, já que ao ficarem mais tensos, prejudicam seus movimentos corporais e se distraem. O importante é se concentrar e respeitar cada ponto do trajeto (semáforos e paradas obrigatórias, por exemplo) e não sair de casa já pensando em todos os obstáculos que enfrentará até chegar ao trabalho.

7. Conheça bem o seu veículo

Muitos recém-habilitados se veem perdidos por ter que conduzir um carro diferente do que eles aprenderam na autoescola. Dessa forma, é necessário se familiarizar e explorar os comandos e componentes do novo veículo que, agora, irão conduzir. Antes de sair com o automóvel pelas ruas, o motorista precisa dominar o uso dos pedais, ter uma boa coordenação motora e noção do espaço que seu veículo ocupa.

6. Escolha do local e horário para dirigir

No início, prefira horários e endereços com menor fluxo de veículos para praticar a direção com mais tranquilidade. Isso o ajudará a entender melhor o funcionamento do veículo e regras de trânsito, longe do estresse da movimentação caótica de automóveis e de motoristas impacientes.

5. Convide alguém para acompanhá-lo

Escolha um motorista experiente para acompanhá-lo e dar dicas em suas primeiras voltas ou até que se sinta mais confiante no trânsito. Opte por pessoas mais tranquilas e que o motivem a superar suas falhas na direção do veículo.

4. Não perca as oportunidades

Para não esquecer o carro estacionado na garagem, aproveite as oportunidades que surgirem para praticar com o veículo. Nesse sentido, ofereça-se para dar caronas e levar seu irmão para a escola, por exemplo. Com isso, será possível adquirir cada vez mais experiência.

3. Hora de procurar ajuda profissional

Se mesmo após todos os esforços, o medo e a insegurança persistirem, pode ser necessário procurar um instrutor de treinamento para motoristas habilitados. Os instrutores, além de ajudarem os motoristas a dominarem melhor o veículo, também podem colaborar indiretamente com o psicológico, incentivando o motorista a ter uma real percepção dos riscos do trânsito, como por exemplo, ao mostrar que subir a ladeira não é tão arriscado quanto parece.

2. Mais tranquilidade em caso de emergências

Contratar um seguro de automóvel poderá deixar você mais tranquilo em caso de acidentes, porque faz a reposição de seu bem. Mas essa tranquilidade também pode custar caro, isso porque condutores jovens e solteiros pagam mais pelo seguro, já que segundo as estatísticas e estudos analisados pelas seguradoras, são os que mais se envolvem em acidentes.

1. Dirigir como meta de vida

Por fim, estabeleça “dirigir” como uma meta em sua vida. Segundo estudos, ao definimos um objetivo e um prazo para alcançá-lo, a mente se foca e motiva os nossos comportamentos a se esforçarem até que consigam o resultado previsto.

Bônus: histórias de recém-habilitados que viralizaram nas redes sociais

A jovem motorista que bateu seu carro em uma viatura policial e reagiu com bom humor nas redes sociais

Fazia menos de 1 semana que Carolina Antoniete, de Franca (São Paulo), havia recebido a PPD (também conhecida como habilitação provisória) e resolveu levar sua irmã para a faculdade. No caminho, Carolina entrou em uma rotatória sem se dar conta que do lado direito da rua havia uma viatura policial que também estaria avançando para fazer o mesmo trajeto.

Ao avistar a viatura na rotatória, a reação de Carolina foi tirar os pés dos pedais e firmar as mãos no volante, mas isso não foi o suficiente para evitar uma colisão com o carro dos policiais.

Apesar do susto, ninguém saiu ferido e Carolina não perdeu a PPD. Ela manteve a calma, tratando o ocorrido com bom humor. Tirou as fotos no local do acidente e divulgou em seu Twitter, sem imaginar que as imagens viralizariam tão rapidamente, e rendessem a ela uma grande visibilidade na internet e em emissoras de TV.

Forma que recém-habilitados encontraram para driblar a hostilidade no trânsito

Muitos recém-habilitados ficam inseguros em colocar as mãos no volante, seja por medo de causar acidentes ou mesmo por ficarem nervosos com a pressão de outros motoristas que parecem não ter paciência. Para driblar a hostilidade no trânsito, alguns recém-habilitados optam por colar cartazes e adesivos nos carros.

Como é o caso da gaúcha Débora Corrêa que em 2017, ficou famosa na internet após publicar seu depoimento em uma rede social sobre as dificuldades de ser uma motorista inexperiente e formas que ela encontrou para superar isso. Débora fixou um cartaz escrito à mão na traseira de seu veículo com os dizeres “Sou recém-habilitada. Agradeço a paciência!”. Como resultado, Débora contou que os motoristas foram mais compreensivos com ela e essa ideia serviu de inspiração para outras pessoas.

Assim como Débora, outros motoristas resolveram alertar sobre sua estreia no trânsito. Confira 5 exemplos a seguir:

Enquanto no Brasil os adesivos são uma escolha individual dos novos motoristas, no Japão é um item obrigatório a ser colado no veículo, a fim de sinalizar que o motorista é um recém-habilitado. O adesivo é chamado de “Shoshinsha” — popularmente conhecido como “wakaba”.

Conhece algum recém-habilitado? Qual a maior dificuldade que ele enfrenta no trânsito? Conte para nós!

1-3-
869