10 Brincadeiras que as crianças podem fazer com os pais em casa facilmente

Com as telas oferecendo inúmeras opções de diversão, pode ser difícil encontrar brincadeiras que as crianças realmente se interessem. Entretanto, é essencial pensar e promover atividades que façam elas se mexerem, além de unir a família em torno de momentos divertidos. Às vezes, não há espaço disponível para isso e nem sempre é possível ir a um parque ou uma praça. Nesses casos, é possível fazer várias coisas dentro de casa mesmo, sem muitos materiais, mas com muita curtição.

Incrível.club ficou sabendo de algumas brincadeiras muito animadas e fáceis para fazer com as crianças em casa e reuniu nesta lista. Divirtam-se!

1. Jogo dos erros real

Essa brincadeira pode ser feita colocando alguns objetos sobre o chão ou uma cama. Também, pode ser usado um móvel (como uma estante) ou um cômodo da casa. A quantidade de itens vai depender da capacidade de raciocínio da criança, geralmente, menos para as mais novas e vai aumentando conforme a idade. Então, a criança observa os objetos ou o cômodo por cerca de 30 segundos a 1 minuto. Depois, ela fecha os olhos, ou sai do local, e outra pessoa altera alguns elementos da cena. Assim, é preciso acertar o que foi mudado. O ideal é revezar entre os adultos e as crianças, para ficar mais divertido.

2. Câmera quente

Essa é similar àquela antiga “batata quente”, na qual todo mundo senta em círculo e tem de passar um objeto de mão em mão. Neste caso, é uma câmera ou um celular que deve circular, por isso, é recomendado brincar sobre uma superfície macia, como uma cama ou um tapete. Então, deve-se ligar o disparo automático no maior tempo e cada pessoa aponta a lente para si mesmo, dizendo um “xis”, antes de passar para quem está ao lado. Assim, fotos hilárias serão tiradas da cara de espanto de quem for pego na hora do clique e ele ainda pode pagar uma prenda.

3. Jogo da memória sensorial

Essa brincadeira estimula a memória e a percepção pelo toque. É assim: todos ficam em um mesmo cômodo e passam um tempo observando os objetos ao redor. Então, uma pessoa é escolhida para ser vendada e outra seleciona um objeto para colocar em suas mãos. Ela deve usar o tato e a memória para dizer o que é aquilo. Essa atividade pode ficar ainda mais difícil se forem usados objetos da casa inteira. Se muita gente estiver presente, podem ser feitos grupos e ganha quem acertar mais.

4. Desenho sorteado

Essa é muito divertida, incentiva a criatividade e ainda rende boas risadas. É assim: escreva nomes de animais, objetos ou coisas em cerca de dez pedaços de papel e separe. Agora, escreva mais dez com alguns lugares aleatórios, como praia, academia, etc. Embaralhe os grupos de papéis separadamente e sorteie um de cada. O participante da vez deve desenhar a união do primeiro elemento no lugar descrito pelo segundo, por exemplo, um gato na lua. Aqui, não há limites para a imaginação.

5. Corrida de foguete de balão

Essa mistura de diversão com uma pitada de ciência pode ser feita com apenas alguns materiais. São eles:

  • barbante;
  • fita adesiva;
  • canudos;
  • pregadores de roupa;
  • balões.

Escolha dois locais com uma certa distância, separe pedaços de barbante do mesmo tamanho e amarre uma das pontas. Então, passe o barbante por dentro de um canudo e amarre a outra ponta, essa será a linha de trajetória do foguete. Assim, encha os balões com ar, prenda as pontas com um pregador e cole a lateral no canudo com uma fita. Você pode colocar outras linhas com balões lado a lado para competirem entre si. Daí, basta soltar o prendedor do balão para fazer o “lançamento” do foguete.

6. Bingo com fotos de família

Essa brincadeira reforça os laços familiares e estimula a memória. Para jogar, imprima 9 ou 16 pequenas fotos de pessoas da sua família e forme “cartelas” com três ou quatro fileiras e colunas. Cada cartela deve ser diferente uma da outra e os jogadores devem ter “fichas” para marcar as fotos, como grãos de milho ou de feijão. Depois, escreva cada nome ou parentesco em papéis, embaralhe e sorteie um a um — chamando “vovô”, “tia”, “bisa”, etc. Quem completar todas as fotos em linha reta ganha a rodada.

7. Qual é o filme?

Essa é bem simples, mas muito divertida e pode ser feita em qualquer lugar, basta ter caneta e papel, ou mesmo um app de rabisco no celular. É só desenhar algum item de um filme e as outras pessoas devem dizer qual é a obra. Se ninguém conseguir na primeira figura, deve-se fazer outra relacionada à primeira e repetir até que alguém acerte.

8. História com emojis

Uma brincadeira que vai incrementar a contação de histórias e requer apenas um celular. Basta abrir uma conversa com alguém que esteja presente, ou um conhecido, e começar a contar uma história. Assim, você vai enviando certos emojis que representem o que você diz, podendo até se inspirar nos ícones para continuar o enredo. Se a criança for mais velha, ela pode participar com um celular, complementando a história e enviando outros emojis.

9. Percurso de obstáculos

Você pode criar uma verdadeira gincana em casa com uma pista de obstáculos. O ideal é, antes, fazer um planejamento do percurso, que pode ser desenhado em um papel. Para os obstáculos, é possível usar diversos objetos da casa. Por exemplo:

  • mesas;
  • cadeiras;
  • lençóis;
  • caixas de papelão;
  • almofadas;
  • bambolês;
  • fita adesiva;
  • entre muitos outros brinquedos e itens.

Então, de acordo com o plano, espalhe os obstáculos pela casa ou quintal e defina as regras. Pode ser passar por baixo da mesa, andar em uma linha reta de fita adesiva, atravessar um túnel feito de bambolês e lençóis, etc. Quem completar todo o percurso em menos tempo ganha a brincadeira.

10. Adivinhe o som

Para essa brincadeira, use o gravador do celular para registrar certos sons aleatórios. Por exemplo, o barulho da chuva, da descarga do banheiro, da chave destrancando a porta, entre outros, você pode criar uma “biblioteca de sons” no celular aos poucos. Na hora de brincar, toque o som e as crianças devem identificar do que se trata. Além da diversão, isso vai ajudar a desenvolver a atenção e a audição delas.

Gostou das sugestões de brincadeiras? Você se lembra de alguma outra que costumava brincar em casa quando criança? Conte para a gente nos comentários!

Compartilhar este artigo