Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Por que cada vez mais mulheres optam pelo parto em casa

11-5
433

Em alguns países, 20% dos partos acontecem em casa, apesar de a maioria dos médicos afirmar que hospitais e maternidades são os locais mais seguros para recepcionar uma nova vida. Enquanto diversas mulheres vêm optando por dar à luz no próprio lar, por ser mais barato, ou por quererem passar pelo processo em um ambiente familiar, estudos já provaram que o parto domiciliar tem seus benefícios.

Sabendo que cada vez mais mães estão preferindo receber seus bebês em seus próprios lares, o Incrível.club reuniu algumas informações sobre o tema para que você entenda melhor o que o parto em casa significa e os motivos pelos quais tanta gente tem feito essa escolha.

O que significa o parto em casa?

Quando se opta pelo parto domiciliar, a mãe terá todos os procedimentos de trabalho de parto realizados em sua própria casa, com a ajuda de uma parteira, enfermeira ou de um médico obstetra. Tudo deve ser previamente acordado com o médico que acompanhou a gestação, pois, é preciso levar alguns critérios em consideração. Afinal de contas não são todas as mulheres que estão aptas a realizar esse tipo de parto.

Com o aumento no número de partos feitos em casa, pesquisadores de todo o mundo têm demonstrado interesse no assunto, descobrindo benefícios surpreendentes do método.

1. É possível ter maior controle

No hospital, as mulheres podem se ver obrigadas a lidar com intervenções de enfermeiras, interrupções e a presença de pessoas indesejadas. Por outro lado, em casa, a futura mãe tem o controle total da situação. Nesse contexto, ela pode escolher quem estará presente para dar apoio, algo que ajuda no processo.

2. A família pode ficar por perto

Como é possível ter maior controle, é comum que as mulheres queiram estar cercadas pelos entes queridos nesse momento tão mágico quanto difícil. Alguns hospitais limitam o número de pessoas que podem estar presentes e, às vezes, a futura mãe precisa questionar os responsáveis pela maternidade sobre as políticas que envolvem o tema, antes de escolherem onde ter o filho.

3. Pode ser muito mais barato

Em alguns países, o parto é um procedimento caro. Por conta disso, muitas mães estão optando ter o filho em casa, até para não gastar todas as economias. A diferença de custo entre um método e outro pode chegar aos milhares de reais, dinheiro que pode ser investido, por exemplo, nos cuidados com a criança no futuro.

4. A mãe pode passar por tudo sem medicamentos

Algumas mulheres acreditam na importância do parto natural, e dar entrada em um hospital pode representar um obstáculo para isso. Em boa parte dos casos, ao escolher ter o filho em casa, a mãe passa pelo processo sem o uso de medicamentos nem de procedimentos invasivos. Isso significa nada de anestesia nem de cesárias.

5. Tudo pode ficar mais confortável

Em casa, a mulher pode escolher fazer o parto onde bem entender. Algumas preferem dar à luz na banheira, no chão, cercadas por almofadas e até mesmo na própria cama. Ficar o mais confortável possível tem o potencial de tornar o parto um processo mais natural e descomplicado.

Se você tem filhos, conte como foi a experiência de trazê-lo ao mundo. E se ainda não os tem, deixe um comentário contando qual seria a sua opção de parto. Participe!

Imagem de capa shutterstock.com
11-5
433
Compartilhar este artigo