Incrível

Por que as crianças não dizem que estão ansiosas, mas sim que “o estômago dói”

De acordo com um estudo, 30% de 10 mil crianças que foram entrevistadas desenvolveram algum transtorno de ansiedade antes dos 18 anos. Além disso, 80% delas não receberam qualquer tipo de tratamento. Há muitas razões por trás disso, e uma delas é o simples fato de os pais nem sempre reconhecerem que o filho apresenta esse distúrbio, pois ele pode ser confundido com uma dor de estômago comum e tratado como tal.

Incrível.club quer ensiná-lo a reconhecer quando seu filho apresenta um quadro de ansiedade e ajudá-lo a lidar com isso. Reunimos algumas explicações para que você entenda por que ele diz que está com dor de estômago quando, na verdade, está ansioso.

As crianças podem ter ansiedade, mas talvez não saibam o que é isso

Crianças dizem que o estômago dói quando estão ansiosas, porque ele realmente dói. É assim que a ansiedade ou o estresse podem se manifestar; é uma maneira de seu corpo mostrar que há uma ameaça com a qual você precisa lidar. E como as crianças podem não entender realmente o que está acontecendo emocionalmente com elas, apenas dizem aos pais o que estão passando fisicamente.

Existem outros sinais de que seu filho pode ter ansiedade

  • Ele é duro consigo mesmo, busca a perfeição e, se acha que não consegue fazer algo direito, pede aos pais para fazê-lo. Ele também pode pedir desculpas ou buscar sua aprovação e seu consolo com muita frequência;
  • Ele não sente fome, porque a ansiedade retarda a digestão;
  • Ele até pode se sentir cansado, mas tem dificuldade em adormecer;
  • Dores de cabeça, sensação de calor, dificuldade em respirar, dor no peito, tonturas e calafrios podem ser sinais de um ataque de ansiedade;
  • Ele pode ficar irritado, chorar e fazer “birra”;
  • Ele pode querer evitar de ir à escola ou socializar com seus colegas;
  • Ele pode ficar agitado e incapaz de se concentrar;
  • Ele se sente constantemente angustiado e faz perguntas como “E se ...?”, e se preocupa com o futuro distante. Ele também pode ter certos medos, como a possibilidade de um desastre acontecer ou de perder os pais;
  • Ele pode ficar muito sensível e levar as coisas para o lado pessoal;
  • Ele fica muito “grudento” e não gosta de ser deixado sozinho.

Situações que causam ansiedade

É comum que crianças de 6 meses a 3 anos apresentem a “ansiedade de separação”. Eles podem ficar pegajosos e chorar quando os pais se ausentam, por isso, às vezes, é difícil deixá-los na escola ou no jardim de infância.

As crianças em idade pré-escolar também podem desenvolver certos medos de coisas como animais, insetos, desastres naturais, sangue e escuridão.

Outras situações que podem causar ansiedade são as interações sociais, como quando ocorre uma transferência para uma nova escola ou o estresse antes de uma prova.

Você já percebeu algum desses sinais em seu filho? O que faz com que ele se sinta ansioso? Como você lida com isso? Por favor, compartilhe conosco as suas experiências e a sua opinião nos comentários!