Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

O perigo de alguns objetos para os nossos bebês

Berços e outros artigos para bebês são úteis e práticos, mas muitas vezes podem ser perigosos. Segundo uma pesquisa da Academia Americana de Pediatria, a cada 8 minutos uma criança se machuca por culpa desses objetos.

Confira algumas dicas que trazemos e vão te ajudar a escolher os artigos mais seguros. No Brasil, uma diica, no caso dos brinquedos, é verificar se possui o certificado do Inmetro.

Berço

Como escolher:

  • Em espaços maiores de 0,2 cm, os dedinhos dos bebês podem ficar presos. A altura do berço evita que o bebê saia do berço sozinho.
  • Se a distância entre as barras é menor que a indicada no desenho, entre elas podem ficar presos um braço ou um pé do bebê. Se a distância for maior, o bebê pode tentar colocar a cabeça no espaço.

Regras de segurança:

  • O berço deve ficar longe de aquecedores ou do ar condicionado, de cortinas ou de fios elétricos. Não pendure quadros ou espelho sobre ele.
  • No berço, não deve haver objetos que o bebê possa usar como suporte para escalar. Evite também roupa de cama com partes esvoaçantes.
  • Se certifique de que todos os parafusos estejam fixos e que as barras não se movam.

Trocador (de fralda)

Como escolher:

  • As bordas e a cavidade na superfície para trocar a fralda evitam que o bebê caia.
  • As prateleiras e as gavetas com fraldas, roupas e cosméticos são boas para que você não se distraia enquanto trocar o seu filho. Tudo deve estar à mão antes de começar o processo de troca da fralda.

Regras de segurança:

  • Ao trocar a fralda, sempre mantenha uma mão sobre o corpo do bebê.
  • Nunca deixe o bebê sozinho.

Cadeirão (para comer)

Como escolher:

  • Se o cadeirão não tiver cinto, compre separadamente. Seu mecanismo deve ser o mais simples possível.
  • A armação em madeira ou metal é mais resistente que a de plástico.
  • O alimento cai mais facilmente de bandejas sem borda.

Regras de segurança:

  • Coloque o cadeirão longe da janela, do fogão e de outras fontes de perigo.
  • Sempre feche o cinto em pelo menos dois pontos.
  • Comprove o estado do cinto de segurança.
  • Não deixe a criança ficar em pé no cadeirão.

Andador

Muitas organizações que trabalham com segurança infantil recomendam usar andador em casos extremos ou não usar. Elas alegam que eles são perigosos para as crianças, na medida em que desestimulam a postura correta da coluna.

Como escolher:

  • Um pegador cômodo é fundamental para evitar que a criança caia.

  • Se o tamanho for menor que a largura das portas, a criança poderá entrar em locais perigosos, como por exemplo a cozinha.

Regras de segurança:

  • Não use andador na cozinha nem em quartos com lareira ou aquecedor.
  • Verifique se não há objetos perigosos que o bebê possa derrubar: potes com água quente, eletrodomésticos, objetos afiados, etc.
  • Use o andador apenas em quartos com piso liso.

Cercado

Como escolher:

  • Os buracos na rede devem ser pequenos, para que não seja possível passar nem um botão. Em cercados com barras, a distância entre elas de ser de 6 cm no máximo.
  • O tecido do acabamento deve ser grosso, para que o bebê não possa morder.

Regras de segurança:

  • Sempre que colocar o bebê, o cercado deve estar montado, nunca desarmado.
  • Não coloque almofadas grandes no cercado.
  • Comprove que a rede não esteja rasgada.

Porta de segurança

Como escolher:

  • Os modelos com grades em forma de 'V' estão proibidos em alguns países. Por elas, o bebê pode passar a cabeça.
  • Portas instaladas diretamente na parede são mais resistentes.
  • Entre o chão e a linha inferior não deve caber a mão do bebê.

Regras de segurança:

  • Não use portas para crianças maiores de 2 anos.
  • Não tente consertar sozinho uma portinha dessas. É melhor deixar um profissional fazer o serviço, para não correr riscos.

Carrinho

Como escolher:

  • Se o carrinho não tiver cinto de segurança de 5 pontos, compre separadamente.
  • O mecanismo travador evita que o carrinho dobre sozinho.
  • Os carrinhos para bebês com menos de 5 meses devem ter um assento móvel.
  • A cesta (veja o desenho) ajuda a estabilizar o carrinho.
  • Os pegadores acima do nível da cintura fazem com que o manuseio do carrinho seja incômodo.

Regras de segurança:

  • Não sobrecarregue o carrinho com sacolas e não pendure sacolas nos pegadores.
  • Comprove que o carrinho esteja estável.
  • Comprove que os freios estejam bons, tanto em superfície lisa como inclinada - o teste, claro, deve ser feito sem a criança no carrinho.
  • Na hora de armar e desarmar o carrinho, o bebê não deve estar próximo.
Ilustradora Ekaterina Gapanovich exclusivo para Incrível.club
Produzido com base em material de European Child Safety Alliance, KidsHealth