Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Estudo sugere que irmão mais novo pode ser mais divertido e ter mais chances de ficar rico

Cada membro de uma família possui traços que fazem com que ele seja diferente dos demais. No caso dos irmãos mais novos, eles tendem a ser mais simpáticos. Ao menos é o que sugere uma pesquisa que abordou as diversas características dos irmãos de acordo com sua ordem de nascimento.

Além disso, o Incrível.club quer mostrar para você, leitor, como outro estudo chegou à conclusão de que o filho mais novo também tem mais probabilidade de tornar-se o mais rico. Você é o caçula da família? Se sim, vai adorar ler este post.

Os mais novos ficam com a simpatia

“Estou com a invejosa”
“Estou com o gênio”

Um estudo promovido pela YouGov, empresa internacional de pesquisas de mercado e análises de dados com base na Internet, apontou que existe uma diferença significativa entre os traços de personalidade dos irmãos mais velhos e mais novos nas famílias britânicas. Os responsáveis pela pesquisa pediram que os participantes avaliassem diversas qualidades comparadas com as de seus irmãos, e foi assim que eles conseguiram identificar os traços mais particulares de cada irmão de acordo com a ordem de sua chegada na família e com suas próprias percepções.

Os resultados obtidos indicam que os irmãos mais novos se acham mais divertidos (46% em comparação com os 36% verificados entre os irmãos mais velhos). Além disso, eles consideram que são mais favorecidos pelos próprios pais, assim como mais tranquilos e relaxados.

Enquanto a balança das habilidades sociais penderam para o lado dos filhos caçulas, os irmãos mais velhos foram considerados mais responsáveis (54% em comparação com 31% dos irmãos mais novos), e ainda mais organizados, confiantes, capazes de priorizar sua própria vida e voltados à família do que seus irmãos que vieram depois.

Curiosamente, alguns dos comediantes mais bem-sucedidos são os caçulas de suas famílias; Ellen DeGeneres, Eddie Murphy, Jim Carrey, Steve Martin, Charlie Chaplin e Whoopi Goldberg são alguns exemplos.

As diferenças notadas entre as personalidades de quem cresceu em um ambiente praticamente idêntico podem ser explicadas pelo papel que cada um dos filhos desempenha na dinâmica familiar. Quando um novo bebê chega à família, a atenção que antes era toda do irmão ou dos irmãos mais velhos volta-se ao recém-nascido. Os maiores precisam tornar-se menos dependentes dos pais, o que estimula neles o senso de responsabilidade.

Por outro lado, o mais jovem da família inspira mais cuidados, fazendo com que ele se sinta mais relaxado e desenvolva um melhor senso de humor.

Ordem de nascimento e personalidade

É interessante que essa pesquisa tenha apontado que a ordem de nascimento possa ter efeitos na personalidade do indivíduo, pois, em 1927, o psicólogo Alfred Adler já tinha escrito sobre como isso pode afetar o comportamento. Outras teorias já descreveram os filhos mais novos como altamente sociáveis, confiáveis, criativos, eficientes na hora de resolver problemas e em fazer com que outras pessoas façam coisas em seu lugar.

Adler considerava ainda que, além da ordem cronológica do nascimento, era preciso considerar também o real papel desempenhado pelo filho na família. Por exemplo, se o primogênito adoecer e precisar receber cuidados, ou se, por algum motivo, o mais velho for obrigado a deixar a casa dos pais relativamente cedo, o irmão mais novo pode acabar assumindo maior responsabilidade. O mesmo acontece em famílias mais numerosas, quando existem dois grupos de irmãos com vários anos de diferença entre si. Em casos assim, cada grupo pode assumir um determinado papel.

Outras características dos irmãos mais novos são:

  • Espírito aventureiro: Os irmãos mais velhos costumam assumir um papel de líder em relação aos mais novos. Já estes últimos tendem a sentir necessidade de sair em busca de sua própria função, ficando mais abertos a sair da zona de conforto e viver novas experiências;

  • Lidam melhor com o estresse: Os pais costumam ser mais permissivos com os filhos caçulas do que com os primogênitos, levando os mais jovens a se sentirem mais livres e relaxados;

  • Têm melhores habilidades interpessoais: Para eles, é mais fácil fazer amigos, já que são experientes em estar em situações nas quais são os “novatos”;

  • São mais criativos: Enquanto os irmãos mais velhos geralmente são mais inteligentes, os mais novos pendem para a criatividade. Em parte, isso se deve ao desejo de não seguir os mesmos passos já dados pelos irmãos que vieram antes.

Irmãos mais novos têm mais chance de se tornarem ricos

A surpreendente relação entre a ordem de nascimento e as chances de tornar-se milionário é sustentada por um estudo realizado na Universidade de Birmingham e na Universidade de Reading, ambas no Reino Unido. A pesquisa sugere que, por um impulso de “rebeldia”, o mais jovem da família tem mais probabilidade de empreender, abrindo caminho para a riqueza de maneira mais sólida.

O estudo analisou cerca de 17 mil pessoas nascidas em 1970. Todas elas foram novamente entrevistadas quando fizeram 38 anos. Assim, os pesquisadores descobriram que os filhos caçulas de famílias que não trabalhavam por conta própria têm 50% mais possibilidades de se tornarem homens e mulheres de negócios abertos a correr riscos. Já entre famílias empreendedoras, esse número chegou a 65%.

Outra conclusão curiosa: quando existe um negócio familiar, os irmãos mais velhos e os do meio tendem mais a seguir no mesmo ramo, enquanto o caçula costuma seguir seu próprio caminho, novamente por se sentirem mais à vontade para correr riscos.

No entanto, é fundamental ter em mente que estudos desse tipo funcionam apenas como marcos de referência, e não como verdades absolutas. Independentemente de você ser o mais novo ou o mais velho, sempre terá a chance de se destacar.

O que achou das informações presentes nesse post? Acha que elas se aplicam à sua família? Deixe seu comentário, estamos ansiosos para saber mais sobre a sua dinâmica familiar!

Compartilhar este artigo