Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Comportamentos infantis que refletem os erros dos pais

Por mais que os pais tenham a tendência de exibir o filho como se ele fosse o mais bem educado do mundo, a criação sempre é permeada por alguns erros. E algumas falhas pedagógicas cometidas pelos pais podem acabar gerando reflexos nos comportamentos da criança. Mas calma, isso é algo que pode ser resolvido. O primeiro passo é identificar que falhas são essas.

Para te ajudar nesse processo, o Incrível.club fez uma lista com os erros mais comuns cometidos pelos pais.

1. O hábito de interromper

A frase "Não me interrompa!" não funciona.

Por isso, a criança precisa, diariamente e em casa, aprender a esperar sua vez de falar: durante um jantar em família ou quando você está reunido com amigos do trabalho. Por exemplo, antes de fazer uma ligação, você pode dizer ao seu filho:

  • "Vou fazer uma ligação e você não pode me distrair. Quando o ponteiro do relógio chegar neste ponto, terminarei a chamada!".

2. A criança insiste em pegar produtos na loja e exige que você compre

É importante que a criança aprenda a controlar os próprios desejos, pois é impossível (e desnecessário) comprar tudo que está à venda. O pequeno pode achar que você pega coisas nas lojas sem nenhum propósito, sem entender que você possui uma lista de compras. Por isso, antes de sair com seu filho para fazer compras, é bom se preparar.

  • Elabore uma lista de compras junto com a criança (para as que ainda não sabem ler, você pode desenhar os produtos). E deixe que seu filho se entretenha com a lista, permitindo que ele mesmo procure as coisas presentes nela.

3. Esquecer de dizer "por favor"

Quanto mais cedo você estimular a boa educação em seu filho, melhor. Algumas crianças aprendem rapidamente essas regras, enquanto outras têm mais dificuldade. Ensine aos pequenos a "magia" das palavras adequadas: não atenda suas exigências ("Me dá") sem a expressão "por favor". Cumprimente, despeça-se e agradeça as pessoas. Quando você menos esperar, seu filho estará fazendo o mesmo.

4. Não conhecer limites

Claro que a criança pode ter dificuldade em entender que certas informações não devem ser compartilhadas em público. Os pequenos são espontâneos, não sentem vergonha e ainda não possuem experiência suficiente para fazê-los entender que certas coisas devem ficar em "segredo". Mas a verdade é que uma fala inconveniente por parte da criança pode deixar os pais numa tremenda "saia justa". Como evitar este tipo de situação?

  • Tente criar a noção de "segredo familiar", que deve ser usada sempre que você fizer referência a algo que a criança não pode contar às pessoas de fora do círculo da família.

5. A criança tem medo de se afastar dos pais

Quando os adultos criam barreiras imaginárias para "proteger" a criança de atividades corriqueiras, ela começa a sentir medo de se afastar dos pais. Afinal, ele terá em sua mente a imagem fixa de que irá cair caso suba em um escorregador, ou que a roupa irá rasgar caso ele utilize o brinquedo, etc.

  • Por isso, quando o adulto enfim permitir que o filho corra pelo parquinho, a criança não terá coragem de fazê-lo, preferindo não "arriscar sua vida" por um prazer passageiro.

6. O pequeno incomoda outros adultos

Se seu filho for capaz de manter facilmente uma conversa com uma pessoa adulta, isso pode indicar que ele cresce numa família em que impera a confiança. Mas também pode querer dizer que a criança não entende que os adultos têm outras atividades às quais precisam se dedicar. O pequeno cresce com esta ideia quando os pais não conseguem cuidar dos próprios assuntos por dedicarem 100% de seu tempo ao filho.

  • Assim, não é de surpreender que a criança não compreenda que os adultos podem ter necessidades diferentes dos seus desejos.
Ilustradora Mariya Zavolokina exclusivo para Incrível.club