Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

9 Formas de responder quando alguém disser que você deveria ter mais filhos

8161
644

Ter um filho não quer dizer que você vai parar de ouvir perguntas inconvenientes feitas por pessoas que insistem em saber quando virá a próxima gravidez. E apesar de questionamentos assim não serem considerados agressivos, o fato é que eles têm muito em comum. Eles rotulam as pessoas, fazendo-as pensar que há algo de errado com elas. Além disso, estimulam preconceitos e revelam mesquinhez. Logo, não há nada de errado em usar certas respostas caso precise lidar com gente curiosa que exagera nas perguntas

Na próxima vez em que alguém tentar convencer você a ter mais filhos, o Incrível.club sugere que responda usando uma das alternativas presentes em nossa lista. Confira!

1. Dê uma resposta honesta e direta

Essa maneira é sempre a melhor para deixar os curiosos quietos. Você é a única pessoa capaz de decidir quantos filhos quer ter. Além disso, não há o menor motivo para dar detalhes sobre o assunto a quem quer que seja, ainda que seja sua mãe perguntando. Aproveitando, é bom já pedir para a pessoa não fazer mais essa pergunta.

2. Faça uma brincadeira sobre o assunto

Em determinados casos, a pessoa não para de perguntar nem depois de receber uma resposta direta. Nessas horas, você pode apelar para o bom humor e dar o “troco” com uma resposta criativa e espirituosa.

3. Transmita segurança em sua resposta

Ser sozinho não significa necessariamente ser solitário. Por outro lado, é sempre possível estar na companhia de muita gente e se sentir só. De certa forma, cada indivíduo está sozinho no mundo, e precisamos encontrar a paz quando estamos apenas com nossa própria companhia. Filhos únicos aprendem essa lição desde cedo.

4. Forneça informações de cunho científico

Às vezes, a pessoa pode acabar sendo vítima de preconceitos e esquecer as verdades mais simples. Situações dessa natureza podem ser ótimas chances para educar o outro, lembrando-o de que você não deixa seu filho trancado em casa, e que a criança tem vários amigos com quem brincar. Um estudo aponta que filhos únicos e aqueles que têm irmãos apresentam a mesma média de interações sociais. Mais do que isso: filhos únicos tendem a participar mais de conversas que não envolvem os próprios pais.

5. Lembre a pessoa que devemos viver um dia de cada vez

A vida é imprevisível, e tudo pode acontecer. Mas o medo de perder um filho não é um bom motivo para ter outro. É sempre melhor não criar caraminholas na cabeça e simplesmente dar o melhor possível à criança.

6. Expresse seus sentimentos

Comentários desse tipo são irritantes, mas novas acusações podem provocar uma discussão ainda mais acalorada. Nesse caso, o ideal é deixar claro para a pessoa que aquelas palavras te magoaram. E como o tema central aqui são seus sentimentos, não se refira às ações do outro (prefira começar frases com “Eu sinto ...” em vez de “Você me faz sentir...”). Ninguém gosta de ser responsabilizado pelas coisas, e seu interlocutor pode acabar assumindo uma posição defensiva.

7. Use uma não resposta

Você não é obrigado a defender seu ponto de vista nem fazer com que outra pessoa mude de opinião. Em casos assim, uma não resposta costuma funcionar. Depois dela, você pode simplesmente mudar de assunto.

8. Deixe o outro expressar sua opinião

Não discuta com uma pessoa que tem uma opinião diferente da sua — deixe que ela discuta sozinha. Afinal de contas, ninguém sabe quando você vai morrer. Sem falar que a criança pode ter avós, tias e tios que podem cuidar dela. E quando crescer, ela certamente terá amigos que a ajudarão a lidar com eventuais perdas.

9. Responda fazendo outra pergunta

Às vezes, o melhor a fazer é responder à pergunta com outra pergunta, dentro do mesmo assunto. Ao levantar assuntos tão delicados, seu interlocutor pode fazer com que você duvide de suas próprias decisões. Portanto, independentemente da estratégia que você escolher para lidar com uma pessoa curiosa, o fundamental é ter claro as razões pelas quais ter mais filhos não está em seus planos. Além disso, procurar o apoio de quem compartilha das mesmas opiniões que você pode ser de grande ajuda.

Qual foi a pergunta mais inconveniente que já lhe fizeram? Como você costuma agir em situações assim? Comente!

8161
644