Incrível
Incrível

20 Hábitos do passado que seriam uma piada de mau gosto hoje em dia

Hoje em dia é muito comum as pessoas tomarem banho praticamente todos os dias. Nesse sentido, é difícil imaginar que alguns séculos atrás nem mesmo a realeza podia se permitir um luxo com esse. No passado as pessoas tinham muitos hábitos que hoje em dia seriam vistos como inapropriados, e eles não se relacionam apenas com a higiene, mas também com o vestuário, com o trabalho e com outros aspectos da vida em geral. Comparar o estilo de vida de algumas regiões do mundo em épocas passadas com o século XXI é uma forma de entendermos melhor a passagem do tempo e como o mundo mudou.

Na Grécia Antiga

  • Na Grécia Antiga a barba era considerada um símbolo de masculinidad e sabedoria. Quanto mais grossa, mais elevado o status do homem. Um rosto liso era considerado um símbolo de feminilidade.
  • Naquela época os Jogos Olímpicos despertavam uma espécie de necessidade de se manter um corpo saudável e atlético, sobretudo para evitar lesões. As técnicas para que isso fosse alcançado variavam e incluíam o uso de azeite de oliva para elevar a temperatura corporal (um corpo aquecido diminuía a possibilidade de lesões).
  • Rosto hipocrático” era uma expressão usada para descrever um rosto antes de morrer. Ou seja, se a pessoa apresentasse determinados traços e não melhorasse, o médico começava a suspeitar que a morte estava por perto. Os sinais incluíam nariz mais fino, olhos afundados, orelhas frias e retraídas e com os lóbulos distorcidos, pele facial dura, esticada e seca, rosto pálido e com um aspecto tenebroso.

Na Idade Média

  • Segundo uma versão, a tradição de brindar tocando um copo no outro vem da Idade Média. As pessoas pensavam que os demônios podiam entrar pela boca das pessoas e eram liberados quando um copo se chocava com outro. É por isso também que as pessoas cobriam a boca na hora de bocejar.
  • A tradição de tirar o chapéu como um sinal de cumprimento também vem da Idade Média. Naquela época, era costuma os guerreiros tirarem os elmos (como capacetes) para demonstrar que não tinham más intenções.
  • Na Pérsia, os homens pertencentes a uma mesma classe social se cumprimentavam com beijos nos lábios. Já os que pertenciam a uma classe inferior se beijavam na bochecha. E se a diferença fosse muito grande, a pessoa da classe mais baixa devia se curvar.
  • Os talheres começaram a aparecer no século XII. Antes, as pessoas usavam colheres para comer doces e os garfos não eram bem-vindos porque eram considerados instrumentos demoníacos.
  • Na França medieval, as pessoas limpavam as mãos na toalha de mesa e bebiam sopa diretamente dos potes.
  • Na Idade Média as pessoas tinham o hábito de lavar as mãos antes de comer, mas o curioso era que elas as enxaguavam diretamente na mesa com água que era levada pelos serviçais.

Hábitos da realeza na Idade Média

  • Como os médicos pensavam que tomar banho era perigoso, algumas pessoas chegavam a se consultar com astrólogos para saber qual era o melhor momento para isso. Por exemplo, a Rainha Isabel I de Castela só tomou banho duas vezes na vida.
  • Henrique VIII obrigava seus súditos a beijar sua roupa de cama todas as manhãs para garantir que não estivesse coberta de veneno.
  • As pessoas davam mais atenção à pureza da alma do que à física. Maria Antonieta, por exemplo, tinha orgulho dos seus piolhos, que eram considerados um sinal de santidade. Naquela época, esses insetos eram chamados de “pérolas de Deus”.
  • A moda do século XVIII não era fácil. A estrutura do cabelo levava horas para ficar pronta, e as pessoas usavam cabelo artificial e uma estrutura de arame para dar mais altura. Os penteados também eram decorados com frutas, flores e até bichos de pelúcia. Para que tudo ficasse no lugar se usava manteiga de porco.

Era Vitoriana

  • Como na era vitoriana era proibido mostrar o corpo as pessoas usavam estruturas (o nome em inglês é “bathing machine”, algo como “máquina de banho”, em tradução livre) que permitiam tirar a roupa e vestir traje de banho para poder nadar nas praias.
  • As mulheres solteiras não podiam sair sozinhas. Além disso, era proibido que as senhoritas olhassem para os lados em busca de conhecidos ou conversassem com alguém quando a rua estava cheia de gente.
  • Quando uma dama queria falar com um cavalheiro que já conhecia ela tinha de estender a mão. O homem, por outro lado, tinha que parar o que estava fazendo e acompanhá-la por um tempo.
  • As mulheres precisavam se manter castas até o casamento. E elas não podiam falar com os homens a menos que houvesse outra mulher presente ao lado delas.
  • As famílias mais ricas tinham o hábito de vestir as crianças pequenas com vestidos brancos com rendas. Quanto mais rica a família, mais rendas, independentemente do gênero. Além disso, tanto meninas como meninos usavam chapeuzinhos com fitas.
  • O “período da crinolina”, que aconteceu entre 1850 e 1870, exigia que as mulheres usassem várias saias, uma mais enfeitada do que a outra, sobre um grande aro de madeira. Com frequência, as mulheres que usavam crinolinas ficavam presas nas portas.
  • As mulheres e alguns homens colocavam no rosto finas fatias de carne crua como uma espécie de máscara facial para evitar que a pele ficasse enrugada e que aparecessem espinhas.

Qual desses aspectos te impressionou mais? E se você pudesse escolher um novo ano para nascer, que ano escolheria? Conte nos comentários.

Incrível/Crianças/20 Hábitos do passado que seriam uma piada de mau gosto hoje em dia
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos