Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

13 Regras para a segurança de seus filhos

---1
10k

Acreditamos que nada de mau pode acontecer conosco ou com nossos filhos. Por isso, não estamos acostumados a tomar algumas precauções simples para evitar que algo ruim aconteça aos pequenos.

O Incrivel.club conta para você como prevenir tais situações perigosas na cidade ou em suas viagens.

Transforme em um costume familiar ligar um para o outro ao sair da escola, do trabalho ou de casa e depois quando chegar bem ao destino previsto. Se as crianças veem que os adultos o fazem, percebem que essas ligações não são uma forma de controle, e sim um maior cuidado e que é recíproco entre os membros da família.

Se a criança te conta algo que soa um pouco suspeito, mesmo que se trate de amigos da família ou professores, confie em suas palavras e assegure-se de conferir todas as circunstâncias que cercam tal situação pois, às vezes, os sequestradores e molestadores são pessoas próximas.

Se o seu filho te ligar e pedir que vá buscá-lo, faça-o. Talvez por telefone ele não possa mencionar diretamente suas suspeitas e dúvidas.

Se o seu filho não chegar na hora estabelecida, escreva ou ligue para os amigos dele, colegas de escola, familiares e professores. Quando uma criança se perde, cada minuto é muito valioso, portanto o mais importante é se colocar em contato imediato com aqueles que possam ter visto onde ou com quem ele poderia estar. Mantenha à mão os números de emergência atuais e dos serviços de busca.

Como regra geral, os números dos serviços de emergência é o 190 pois o primeiro passo é procurar a ajuda da delegacia de policia mais próxima.

Uma vez que a criança foi encontrada, não se esqueça de avisar a todas as pessoas que você tenha acionado.

Se por acaso uma criança se perder, ter que descrever sua aparência e a roupa com a qual estava vestida seria mais complicado que mostrar uma foto para aqueles que poderiam tê-lo visto, assim como envia-la às pessoas que estão envolvidas na busca.

É um mito que alguém precise esperar 24 horas para procurar a polícia. Procure imediatamente a delegacia mais próxima e se assegure de que o Boletim de Ocorrência seja registrado. Informe o desaparecimento da criança para organizações voluntárias que, assim como a polícia, podem organizar buscas imediatas após a sua ligação.

Em uma situação extrema, a criança pode se confundir mesmo que conheça a maneira em como deveria se comportar. Prepare-o antecipadamente. Em vária ocasiões, repita com ele o seu endereço e os números de telefone de seus pais, brinque simulando situações diferentes: o que fazer se ele se perder em uma loja, se perder dos pais no transporte público ou se uma pessoa estranha tentar leva-lo embora oferecendo balas ou pedindo ajuda. Em um lugar mais isolado, pratique com ele gritando e pedindo ajuda juntos. É simples.

Se vocês vão a um campo ou bosque recolher gravetos ou mesmo para fazer um pique-nique, fazer uma foto da sola dos calçados de seu filho pode ser de grande ajuda. Se ele se perder, essas imagens ajudarão com as medidas de busca. Não vista a criança com roupas de camuflagem. Deixe essa parte para quando forem adolescentes. Você deve escolher, de preferência, as cores vivas e chamativas.

Se vocês chegam a um lugar onde há muito tumulto (um show, um centro comercial, um parque), você deve combinar onde vai espera-lo caso vocês se percam um do outro. Inclusive se os dois estiverem com seus telefones celulares (por azar ele pode ficar sem bateria ou se perder). É melhor escolher um lugar onde vocês possam se localizar mesmo de longe: uma fonte ou a entrada principal, por exemplo.

Proibir seu filho de usar as redes sociais só vai servir para aumentar a curiosidade dele. O mais provável é que, mesmo assim, ele o faça utilizando contas falsas ou com nomes fictícios. Em vez disso, permita que ele tenha sua própria conta: assim poderá ver o que lhe interessa e quem são seus amigos.

Ensine a seu filho as regras de segurança na Internet: como responder à publicidade on-line, o cyberbullying, as mensagens de fraudes e as tentativas de adultos suspeitos para conhecê-lo.

Você também pode instalar um programa de "controle de pais" que bloqueia os sites perigosos e mostra as páginas que a criança tem visitado.

Este artigo sobre o tema pode ajudar bastante. Leia-o.

Instale no telefone do seu filho um aplicativo (por exemplo, Family Locator) que determine suas coordenadas e tenha a opção de enviar um sinal de SOS. Se o seu telefone é analógico ou não tem acesso à Internet, contrate com a operadora do celular o serviço que permita determinar as coordenadas do proprietário.

Você pode comprar um GPS-tracker avulso, em forma de pulseira ou relógio, que realiza um rastreamento e localização da criança.

Registre o número de telefone de seu filho juntamente com seus documentos de identidade e então, se surgir a necessidade, você pode obter imediatamente da operadora de telefonia móvel a lista das últimas chamadas. Se você não o fizer, pode ser que tenha que esperar alguns dias.

Escreva em um papel seus números de telefone e os de amigos e familiares, se por algum motivo não consigam se comunicar com você. Também é necessário especificar os detalhes clínicos ou alergias que a criança possui. Que essa folha sempre acompanhe seu filho, por exemplo, em um bolso de dentro de uma jaqueta ou algo assim.

Quando uma criança se perde, o stress se soma ao medo de que os pais fiquem bravos com ele. Portanto, ele pode se esquecer de como deveria se comportar em uma situação assim. Conversando sobre as regras de segurança, assegure-se de enfatizar que, em nenhum caso, você vai ficar irritado com ele.

Se seu filho se perdeu e logo foi encontrado, acalme-o, abrace-o, olhe em seus olhos e respire fundo com ele.

Quando ele se tranquilizar (e você também), converse com ele calmamente sobre o que aconteceu: por que isso aconteceu e o que fazer para que tal fato jamais aconteça de novo.

Existem estudos que demonstram que 9 em cada 10 crianças, de boa vontade, contam para os desconhecido coisas sobre si mesmos e seus entes queridos. Com a mesma inocência, elas tendem a acompanha-los onde forem convidados.

Com algumas organizações voluntárias você pode combinar uma aula sobre como não cair em situações perigosas e como se comportar caso elas aconteçam.

Ninguém quer ou pretende criar um filho ansioso, que tenha medo da própria sombra. Não gere terror em seus filhos, mas seja coerente em sua formação e com as regras de segurança que ele deve aprender, pois não existe nada mais valioso que a vida e a saúde da família e seus entes queridos.

Imagem de capa Facebook
---1
10k