Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
12 sábias observações feitas por crianças e que arrancam gargalhadas

12 sábias observações feitas por crianças e que arrancam gargalhadas

As crianças estão apenas começando a explorar o mundo e o sentido das coisas, então é normal que pensem 'fora da caixa'. Às vezes, isso provoca situações divertidas que, durante anos, são relembradas pela família, sempre com um sorriso no rosto.

O Incrível.club reuniu algumas observações feitas por crianças e que foram compartilhadas pelos pais na internet.

  • Meu filho adormeceu no sofá e eu decidi levá-lo à cama. Peguei-o com cuidado em meus braços e, no meio do sono, ele disse:
    - Pode me deixar onde eu estava.
  • Estava arrumando meu filho para um passeio. Ele calçava os sapatos, e eu decidi ajudá-lo para agilizar o processo:
    — Dá um pé.
    Meu filho levanta um e eu tenho a impressão de que não é o mesmo pé do sapato que eu tenho nas mãos. Digo a ele:
    — O outro pé!
    Ele levanta o outro é. Me dou conta de que o pé correto é o que ele havia levantado primeiro. Digo novamente:
    — O outro pé!
    Meu filho, assustado, olha ao redor, encolhe os ombros e diz:
    — Eu não tenho outro pé!
  • Estamos numa consulta, examinando a audição do meu filho. O médico sussurra:
    — Chocolate.
    Sebastian (3 anos), responde sussurrando:
    — Não posso, tenho alergia...
  • João tem 3 anos. Seu pai está fumando na varanda. Joãozinho o espera na porta. Irritado, tem a testa franzida. O pai entra em casa: 
    — O que foi, filho?
    — Papai, fumar faz mal?
    — Sim, meu filho, faz mal.
    — Papai, você fuma?
    — Sim, filho.
    — Papai, você é bobo?
  • Estávamos brincando de teatro. Carol tinha uns 2 anos. A mãe (eu) fazia o papel de cabra, e Carol era a cabrita. De repente, o pai entra no quarto, sem saber do que estava acontecendo, e ouve sua filha dando-lhe uma ordem:
    —  Ei, seu bode, traga um copo de suco para mim!
     
  • – Papai, você ainda vai crescer?
    – Não, filho.
    – E por que você ainda come?
  • Da varanda de casa, uma mãe observava seu filho brincando do lado de fora. De repente, ela grita:
    — Luís! Venha para casa!
    O menino levanta e cabeça e grita, em resposta:
    — Eu já estou com frio?
    — Não! Mas já está com fome!
  • Meu filho tinha uns 6 anos. Ficou prestando atenção nas unhas da sua professora.
    — Professora, como as suas unhas são compridas...
    — Sim. Você gosta?
    — Muito! Elas devem ser ótimas na hora de subir em árvores.
  • Minha filha tem 5 anos. Ela voltou triste do jardim de infância. Teve sua primeira aula de leitura, e não se saiu bem.
    — Como eu sou burra! — dizia a menina ao seu reflexo no espelho, quase chorando.
    De repente, ficou calma e começou a pensar... e com um tom de voz muito tranquilo, disse:
    — Mas sou linda...
  • A melhor amiga de Carlos no jardim de infância é Célia. A amizade entre os dois começou logo que eles entraram na escolinha. 
    Hoje pela manhã, tentei acordar o meu filho. Ele não reagia. Puxei o cobertor, fiz cócegas em seus pés. 
    Em meio ao sono, Carlos murmurou com um sorriso:
    — Para, Celinha!
  • Hoje, numa loja, eu recebia o troco e uma cédula caiu no chão. Disse ao meu filho:
    — Amor, por favor, apanhe.
    O homem que estava atrás de mim na fila apanhou o dinheiro e me deu, dizendo:
    — Não sou seu amor, mas...
    Meu filho ficou indignado, e perguntou:
    — Então por que você apanhou o dinheiro?
  • Vamos caminhando, meu filho de nove anos e eu. Nos encontramos com uma conhecida:
    — Você já está grande, mas continua andando de mãos dadas com sua mãe.
    Eric, olhando-me nos olhos, diz em voz alta:
    — Mamãe, ela está com inveja de você porque os filhos dela já cresceram! Não se preocupe, eu lhe darei um beijinho.

Fonte: det.org
CapaGracie Films