Incrível
Incrível

10 Atitudes dos pais que envergonham os filhos

É muito comum os pais sentirem que os filhos crescem rápido demais. Em um dia ele está no seu colo e no outro se nega a dar as mãos na rua, ou pede para que você saia do quarto por qualquer besteira. Em alguns casos, os pais sentem que os filhos têm vergonha deles, e isso também é muito comum.

Tentamos entender um pouco mais o que acontece nesse processo e encontramos 10 erros que os pais cometem na relação com os filhos. Tente evitá-los para que o relacionamento entre vocês fique mais saudável.

1. Intrometer-se na vida da criança

Enfrentar a professora junto com o filho é quase um desejo natural dos pais. Não obstante, isso pode fazer com que o filho se sinta invadido, até mesmo desrespeitado, porque ele sabe que você não faria o mesmo por um adulto. Portanto, sempre antes de tentar ajudar o seu filho, pergunte se ele precisa de você. Caso contrário, deixe ele resolver a situação e evite que passe vergonha.

2. Superproteção invasiva

Não há nada de errado em andar de mãos dadas com seu filho, ou fechar o agasalho de uma criança de 5 anos, mas os filhos com mais de 10 anos morrem de vergonha quando os pais fazem isso na frente dos colegas. Isso não acontece apenas porque eles querem ser autossuficientes, mas porque eles viram motivo de piada entre os amigos. Se você quer que seu filho se sinta bem, segure os impulsos em público e mostre o carinho excessivo em casa.

3. Muita rigidez em público

Na presença de outras pessoas não é bom exagerar nem para mais nem para menos em relação ao comportamento dos filhos. Se você quiser que seu filho aprenda, melhor esperar até chegar em casa. Brigar em público é algo que não fazemos com outros adultos, portanto tampouco devemos fazê-lo com as crianças. Mas o mais importante é que atitudes como essa fazem com que a criança sinta vergonha dos pais.

4. Muitas proibições

As crianças estão sempre experimentando o mundo, por isso é importante que tenham liberdade para isso. Se quiser, faça uma 'lista negra' de coisas perigosas demais, dê liberdade para o resto. Ao fim e ao cabo, é sempre muito vergonhoso para uma criança explicar para os colegas as razões de alguma proibição.

5. Tentativa de parecer mais jovem

Uma mulher mais velha com uma saia super curta e um batom vermelho vivo e um senhor sério com um chapéu de time de futebol são dois exemplos de comportamento que deveriam ser evitados. Alguns adultos acham que estão arrasando, mas os filhos veem isso como uma probabilidade quase certa de que alguém vai tirar sarro deles. Você obviamente não quer algo assim para o seu filho, portanto não tente ser alguém que você não é e se comporte como alguém normal.

6. Falta de vontade de entender os interesses dos filhos

Antes de responder com hostilidade sobre as aflições da sua filha, é melhor parar para entender o que está acontecendo. Ainda que você não queira ver vídeos, memes e gifs modernos, se não participar de nada jamais terá assunto com os mais jovens. Aproveite os momentos em que você está a sós com seus filhos para que ele não sinta vergonha da sua ignorância sobre alguns temas da modernidade na frente dos colegas.

7. Curtidas e comentários nas redes sociais

É melhor não mostrar atividade excessiva no perfil das redes sociais dos filhos. Se você não gostar de alguma coisa, fale com ele mais tarde, cara a cara. Caso contrário, ele vai passar vergonha com os amigos e o problema pode virar uma bola de neve.

8. Sempre as mesmas histórias de família

O que as crianças menos gostam é que os pais fiquem o tempo todo contando histórias sobre seus erros quando eram mais novos. O primeiro amor aos 3 anos, a luta para tirar as fraldas, fazer xixi na cama e mais muitas histórias que devem ser contadas apenas para os mais íntimos e não o tempo todo e para qualquer um. O melhor antes de contar alguma coisa é se colocar no papel do filho: como você se sentiria?

9. Falar sobre a vida sexual

A vida sexual dos pais é o que menos importa para os filhos. Ainda que saibam exatamente como vieram ao mundo, eles não querem saber de mais detalhes. Sendo assim, evite piadinhas sobre o tema e permita que os filhos sejam os que falem e perguntem sobre sexo. Se for importante, pergunte se eles têm alguma pergunta. Caso contrário, a relação pode se ver prejudicada.

10. Tentar alcançar uma imagem de pais ideais

Cada criança tem uma opinião sobre o que são pais ideais. O importante é que os pais saibam que não preenchem com o ideal de pai ou de mãe dos filhos. Você não precisa se ajustar às expectativas deles. Isso pode virar manipulação. O ideal é sempre conversar com os filhos como adultos, perguntar o que funciona e o que não funciona. E não sinta vergonha do pai ou da mãe em que você se transformou.

Ilustrador Leonid Khan exclusivo para Incrível.club
Compartilhar este artigo