Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Se puder fazer estes 5 movimentos, sua mobilidade é superior à normal

7-23
114

Algumas pessoas conseguem mover suas articulações livremente e com uma amplitude de movimento muito acima da média. Em termos mais simples, elas têm mais elasticidade e, portanto, são muito mais flexíveis do que os outros. Essa condição é chamada de hiperflexibilidade ou hipermobilidade e embora possa ser uma grande aliada de artistas e esportistas, ela também pode causar algumas complicações de saúde.

Hoje, o Incrível.club quer propor um teste de exercícios para que você comprove se o seu alongamento é superior ao normal.

Teste de Beighton

escore de Beighton é um teste médico que permite determinar a hipermobilidade de uma pessoa. Por se tratar de um diagnóstico concreto, é importante que ele seja feito por um especialista. Os critérios de Beighton incluem cinco manobras de flexibilidade e os movimentos são qualificados por especialistas em uma escala de um a nove, incluindo os dois lados do corpo. Ou seja, mão direita e mão esquerda correspondem a dois pontos se o teste puder ser realizado adequadamente com as duas.

O teste de Beighton apresenta critérios maiores e menores. Segundo ele, uma pessoa com quatro ou mais pontos tem hipermobilidade. No entanto, embora a pontuação indique dados importantes, ela apresenta algumas falhas, principalmente porque não mostra como a hiperflexibilidade se distribui no corpo e também não inclui articulações como ombros e tornozelos.

Manobra 1: hiperextensão de cotovelos (mais de 10°)

Você deve estender o braço o máximo possível (se dobrar o punho para fora a dificuldade aumenta). Se o cotovelo dobrar para trás, ou seja, se for possível hiperestender o cotovelo mais de 10º, você soma um ponto. A manobra deve ser realizada tanto com o braço direito quanto com o braço esquerdo, podendo totalizar dois pontos.

Manobra 2: opor o polegar no antebraço

Forme um ângulo de 90º no cotovelo, flexione o punho para dentro, estique o polegar e com a ajuda da outra mão puxe-o na direção do seu antebraço. Se conseguir encostar no braço, soma um ponto. Aqui você também pode somar dois pontos, um para cada polegar.

Manobra 3: dorsiflexão do quinto dedo (mais de 90°)

Existem duas versões dessa manobra. De acordo com a primeira, é preciso colocar a palma da mão para cima, pegar o dedo mindinho com a outra mão e puxá-lo para baixo. O processo a se realizar na segunda versão é o mesmo, mas ele deve ser feito com todos os dedos. É preciso repetir o procedimento com as duas mãos e somar um ponto para cada uma das mãos se os seus dedos se flexionarem mais de 90°.

Manobra 4: hiperextensão de joelhos (mais de 10º)

Fique em pé, coloque todo o seu peso sobre uma perna e tente levar o joelho para trás (ou seja, o contrário de uma flexão normal de joelhos) o máximo que conseguir. Repita o procedimento com a outra perna e some um ponto por cada flexão que ultrapassar os 10°.

Manobra 5: tocar o chão com as palmas das mãos sem dobrar os joelhos

Fique em pé e junte as pernas. Com os pés firmes no chão e sem flexionar os joelhos tente tocar o chão com as palmas das mãos. Se você conseguir, some um ponto.

Se você obteve mais de quatro pontos

Se fez mais de quatro pontos no teste, você poderia ser diagnosticado com síndrome de hipermobilidade articular, uma condição de elasticidade que se caracteriza por anomalias nas fibras de colágeno e outras proteínas do tecido conjuntivo, que se encarrega de dar resistência e força aos músculos, cartilagens e outros elementos. Contudo, é impossível afirmar que você tem a síndrome sem o diagnóstico formal de um médico.

A síndrome também é chamada de hipermobilidade benigna, porque é possível conviver com ela. No entanto, ela pode trazer consigo algumas complicações como luxações articulares, tendinite, subluxações, escoliose, pé plano, artrose de joelho, varizes, hérnias e até mesmo ansiedade e depressão.

Para que isso não aconteça, é preciso ficar atento às seguintes recomendações:

  • Fazer exercícios de relaxamento, como ioga;

  • Evitar esportes radicais e de muito impacto;

  • Fazer exercícios de fortalecimento muscular (pouco peso) e de isometria;

  • Fazer alongamentos;

  • Evitar a sobrecarga nas articulações;

  • Evitar o sedentarismo.

Se você obteve menos de quatro pontos

Não ter uma flexibilidade acima do normal não é um problema, significa que você está perfeito para realizar qualquer tipo de esporte ou atividade. No entanto, se por algum motivo você quiser aumentar a sua flexibilidade, existem alguns exercícios que podem ajudar, desde que os realize de maneira constante e com aprovação médica:

  • Sente-se com as pernas esticadas. Dobre a perna esquerda e passe por cima da direita. Coloque o braço esquerdo por cima do joelho flexionado com o cotovelo para fazer uma torção nas costas. Repita o procedimento com o outro lado;

  • Estique a perna direita e flexione a esquerda levando o pé na direção da virilha. Mantenha o equilíbrio e incline o corpo para frente, tentando alcançar os dedos dos pés. Faça o mesmo com o outro lado;

  • Deite de barriga para baixo e flexione uma perna, pegando o pé com a mão do mesmo lado. Puxe e não deixe a coxa sair do chão. Faça o mesmo com a outra perna;

  • Deite de barriga para cima, mantenha uma perna esticada e dobre a outra. Segure o joelho e puxe na direção do peito. A perna esticada não deve sair do chão. Repita o processo com a outra perna;

  • Fique sentado, abra as pernas o máximo que conseguir e incline o tronco para a frente sem dobrar os joelhos. Estique os braços e tente alongar um pouco mais, sempre controlando a respiração;

  • Fique em pé e dê um longo passo com o pé direito, deixando o joelho em um ângulo de 90°. O joelho esquerdo deve quase tocar no chão. Permaneça na posição por alguns segundos e repita o alongamento com o outro lado;

  • Deite de barriga para cima e mantenha os joelhos flexionados. Levante a pelve e as costas e mantenha os braços no chão, esticados ao longo do corpo. Olhe sempre para cima.

Qual foi a sua pontuação? Que manobra do teste achou mais complicada? Você conhece alguém com hiperflexibilidade que consegue fazer um alongamento que mais ninguém consegue? Conte nos comentários.

7-23
114