Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Psicólogo que estuda comportamento alimentar revela segredos para perder peso

--1-
28k

Aceite: em muitas ocasiões, não comemos porque estamos com fome. Tem gente que, quando está nervosa, precisa comer algo doce. Já quando faz frio, sentimos vontade de algo picante ou quentinho. Quando faz calor, só pensamos em alimentos gelados e refrescantes. Sem falar no grande erro que é ir ao supermercado quando estamos com fome - dica que quase todo mundo conhece.

Inspirado nas dicas do psicólogo Brian Wansink, da Universidade de Stanford, Estados Unidos e que estuda hábitos alimentares, o Incrível.club mostra a seguir como passar a vida inteira cabendo naquele vestido que você usou no ano da sua formatura.

Adeus às guloseimas

Encontre no armário o lugar de mais difícil acesso, ou busque em sua geladeira o cantinho mais escuro e esconda nele todas as suas guloseimas. Talvez você ache que é mais fácil não comprar esse tipo de tentação, mas não é bem assim. Segundo o autor, a junkie food nos encontra em qualquer lugar. Quando nos negamos estes prazeres em casa, é provável que iremos acabar nos entregando a elas em lanchonetes, com os amigos ou no trabalho, e sempre em quantidades exageradas. Então é melhor consumi-las em casa e moderadamente.

32 vezes com cada dente

De acordo com os estudos, mastigar cuidadosamente a comida satifaz nosso paladar, reduzindo significativamente o apetite e fazendo com que nos sintamos cheios muito mais rapidamente.Simples.

Não economize calorias pela manhã

Segundo as estatísticas de Wansink, o café da manhã responde por 96% da magreza, porque apenas 4 de cada 100 mulheres magras não fazem a primeira refeição do dia. Diferentemente das pessoas com sobrepeso, que frequentemente "pula" o café da manhã para consumir menos calorias.

Deixe "rastros"

As pessoas que comiam muitas asinhas de frango se apressavam em eliminar as "evidências" de sua gula, enquanto as pessoas mais magras que participaram da experiência não ligavam para a montanha de ossinhos, baseando-se apenas nas próprias sensações para saber se estavam satisfeitos ou não.

O fenômeno do prato sem fundo

Foi descoberto que as pessoas comem "até o fim". Mas não até o fim da fome, e sim até chegar ao fundo do prato. A única saída é usar pratos menores e ser mais consciente. Preste atenção às suas sensações, não ao volume de comida que restou no prato. Assim, você ficará satisfeito mais rapidamente.

Não tenha medo das recaídas

Em algumas ocasiões, você está de dieta, passa a semana inteira comendo praticamente só repolho e, de repente, sem poder explicar, termina a noite com um refrigerante na mão, abraçando uma panela de macarrão à bolonhesa e com um chocolate na boca. Nessa situação, o importante é não começar a comer para "deixar a dieta para lá". Respire fundo. Devolva a panela de macarrão para seu devido lugar. Pegue seu repolho. Coma e sorria.

Siga a lista

Ao comprar os alimentos para a próxima semana, faça como um chef profissional: elabore uma lista completa de compras. Antes de sair para o supermercado, confira tudo: carne, cereal, legumes, etc. Quando estiver no estabelecimento, só compre aquilo que estiver na lista. E nada mais.

Sirva a comida em pratos

Segundo Wansink, as pessoas magras se sentam de costas para a prateleira de sobremesas, e num lugar que não permite ver a cozinha do estabelecimento. Assim, a tentação de se jogar na torta de chocolate diminui muito. Esta regra é fácil de seguir em casa: sirva todas as comidas em porções, diretamente nos pratos. Acabe com essa história de panelas e frigideiras à mesa. Quanto menos você vê, menos você come.

A regra dos dois

Faça com que seu prato tenha sempre dois tipos de comida: carne e acompanhamento, salada e guarnição, peixe e legumes. Esta regra simples fará com que você coma com mais disciplina.

Companhia

Quando estamos sozinhos, comemos 30% a menos do que quando estamos acompanhados por mais uma pessoa à mesa. E quando estamos na companhia de 3 ou 4 amigos, ingerimos quase 2 vezes mais comida. Assim, na hora das refeições principais, prefira estar sozinho. Com amigos, limite-se aos petiscos e bebidas.

Longo caminho por uma porção a mais

Mude o lugar onde você come. Saia da cozinha para a sala, varanda ou jardim, levando consigo apenas o prato e os talheres. Ainda que você sinta vontade de repetir, existe a chance de, enquanto caminha até a cozinha, aquela vontade simplesmente desaparecer.

Tranquilidade e organização

Não tente colocar em prática todas estas dicas ao mesmo tempo. Implemente uma regra por semana. Aos poucos, você irá adquirir um estilo de vida mais saudável e, de quebra, uma silhueta mais esbelta.

Imagem de capa depositphotos
Produzido com base em material de Brian Wansink, "Mindless Eating"
--1-
28k