Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Por que um patinho de borracha pode ser perigoso para o seu filho

O patinho de borracha é provavelmente um dos brinquedos de banho mais populares entre as crianças. Por isso é tão difícil acreditar que esses objetos, aparentemente tão inocentes, possam representar uma ameaça real à saúde de nossos filhos. O perigo está justamente no seu interior, uma parte que raramente vemos e dificilmente damos a devida importância.

Incrível.club, com a ajuda de cientistas, decidiu olhar para essas informações com mais atenção, visando descobrir quais são os riscos reais de usar brinquedos tão comuns.

Ao cortar um velho pato de borracha ao meio você pode se surpreender

Um dos aspectos mais divertidos para uma criança que brinca com um pato de borracha é a possibilidade de esguichar água nos outros. Mas o que de fato acontece quando o líquido entra patinho?

Um banheiro quente e úmido oferece as condições perfeitas para o crescimento de bactérias e fungos, e os brinquedos que as crianças deixam no banheiro não escapam dessa realidade. Com o tempo, a superfície interna desses objetos fica contaminada com fungos e bactérias, e tudo isso é eliminado do brinquedo quando a criança o aperta.

Um grupo de pesquisadores do Eawag (Instituto Federal Suíço de Ciência e Tecnologia Aquática), do ETH Zurich (uma universidade pública de pesquisa na cidade de Zurique) e da Universidade de Illinois, decidiu estudar esse problema. Os cientistas fizeram experiências com brinquedos de banho, novos e usados, depois de simular um uso de 11 semanas em condições normais. Após esse período, os pesquisadores os cortaram para ver mais de perto sua superfície interna.

Um pato de borracha usado pode ter entre cinco e 75 milhões de células de fungos e bactérias por 0,99 cm² de sua superfície interna

Dependendo das condições do experimento, a superfície interna dos patos de borracha cortados continha de cinco a 75 milhões de células de fungos e bactérias por 0,99 cm². Entre as bactérias potencialmente patogênicas encontradas durante a pesquisa estava a Legionella.

Qual o motivo dos fungos e das bactérias crescerem no interior dos brinquedos de banho? Segundo os pesquisadores, o plástico usado na sua fabricação é o grande culpado. É muito comum as empresas usarem material de baixa qualidade, que inclusive pode “liberar quantidades substanciais de compostos de carbono orgânico”.

A situação fica ainda pior quando outros fatores relacionados ao banho são adicionados. Imaginemos um bebê brincando com um pato de borracha na banheira. Os materiais usados na fabricação do brinquedo permitem o crescimento de bactérias e fungos; além disso, a própria água fica contaminada com bactérias do corpo humano (algo normal e relacionado à higiene pessoal). Portanto, a criança acaba brincando com uma água que entra em contato com uma superfície muito suja e cheia de bactérias. E isso não acontece apenas com os patinhos de borracha; há muitos outros brinquedos feitos com o mesmo material.

Com a permissão da Eawag, postamos aqui algumas fotos dos patos de borracha ​​cortados, para mostrar como esses brinquedos ficam após muito tempo de uso.

Ao falar sobre o risco que os patos de borracha representam, Frederik Hammes, da Eawag, observou: “A situação poderia fortalecer o sistema imunológico, o que seria positivo, mas ela também pode resultar em infecções nos olhos e ouvidos, ou mesmo causar problemas gastrointestinais”.

Uma solução poderia ser apenas fechar o buraco do brinquedo, evitando o acúmulo de água em seu interior. No entanto, Frederik Hammes tem certeza de que o maior problema está no material usado. Portanto, é primordial que as regulamentações de fabricação sejam mudadas.

Você pode ver o vídeo do Eawag que mostra a parte interna dos patos de borracha clicando aqui.

Você já tinha ouvido falar nesses riscos? Os seus filhos brincam ou já brincaram com patinhos de borracha no banho?

Imagem de capa Shutterstock.com, EAWAG
Compartilhar este artigo