Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Por que o desejo de ter o corpo perfeito pode ser sinal de neurose

Muita gente por aí adoraria melhorar algo na própria aparência: diminuir o nariz considerado grande demais ou engrossar pernas que parecem muito finas. De forma geral, são traços que absolutamente não afetam a vida cotidiana. No entanto, há aqueles que exageram demais as próprias imperfeições, o que pode ser um sinal de alarme para o sistema nervoso.

O Incrível.club resolveu se aprofundar sobre o tema.

Hábitos ruins

Geralmente, as pessoas que são obcecadas pelo físico e buscam alcançar um ideal que elas mesmas criaram possuem os seguintes hábitos:

  • Se comparam com os outros o tempo todo.
  • Se olham no espelho não só em casa, mas sempre que possível: até em vitrines das lojas e lugares públicos.
  • Tentam exageradamente disfarçar suas supostas imperfeições (maquiando-se demais, cobrindo áreas do corpo com roupas folgadas, recorrendo a cirurgias plásticas).
  • Estão sempre tocando as partes do corpo que geram incômodo, como se precisassem estar sempre conferindo-as.
  • Pensam nas supostas imperfeições várias vezes por dia.
  • São muito ansiosas e possuem baixa autoestima.
  • Acreditam que todo mundo olha para seus defeitos e os ridicularizam por conta deles.

Quais as consequências?

Se você encontrou em seu comportamento ao menos 4 hábitos desta lista, pode ser um sintoma do transtorno dismórfico corporal. Segundo estudos sobre o cérebro humano, pessoas com essa condição só conseguem se fixar nos pequenos detalhes (no rosto, por exemplo), tendo dificuldades em enxergar o panorama geral. Os pensamentos obsessivos a respeito da própria aparência estão sempre presentes, e elas não conseguem manter o foco em nada que não seja seus mínimos defeitos (que, às vezes, nem existem), criando problemas na vida social.

Esses hábitos afetam a saúde emocional da pessoa. Estar sempre infeliz com a aparência e pensar constantemente nos próprios defeitos deixam o portador depressivo, nervoso e infeliz.

É possível fazer algo para mudar o quadro?

  • Todas as manhãs, em frente ao espelho, tente enxergar seus pontos fortes, mantendo o foco nele, em vez de nos defeitos.
  • Mime-se um pouco todos os dias.
  • Transforme os pensamentos sobre seus defeitos em outra coisa: por exemplo, dedique seu tempo livre a algum hobby novo.
  • Dê um tempo das redes sociais e deixe de seguir as pessoas com as quais você sempre se compara.
  • Analise a situação: talvez o seu inconformismo seja baseado em algumas situações específicas que ainda não foram superadas. Por exemplo, ter sido vítima de bullying ou de críticas por parte de amigos ou parentes. Geralmente entender a causa do incômodo faz com que ele deixe de existir.
  • Não esqueça que, de acordo com um experimento já realizado, os outros lhe acham muito mais atraente do que você se acha.
  • E, por último, ame todas as suas imperfeições. Você não tem a menor obrigação de ser como todo mundo!
Imagem de capa Anonymous Content, eastnews
Иллюстратор Natalia Kulakova exclusivo para Incrível.club