Com que frequência você realmente precisa tomar banho, segundo estudo

De vez em quando ficamos com vontade de transformar o nosso banheiro em um spa e passar horas cuidando da pele e relaxando. Infelizmente, raramente temos tempo para longos banhos e, por isso, ou tomamos uma ducha rápida ou deixamos o banho para a manhã do dia seguinte. Também há quem diga que tomar banho em dias intercalados é melhor para a pele, uma vez que fazer isso em excesso pode causar ressecamento. Sabemos que os hábitos relacionados ao banho dependem da rotina e do estilo de vida de cada um, mas existem alguns fatores que são importantes levar em consideração.

Incrível.club listou esses fatores. Confira com atenção e não deixe de ver o bônus que preparamos no final, com dicas sobre como cuidar da pele e da saúde.

1. Defina o seu tipo de pele

Lavar a pele com sabonete pode parecer a melhor maneira de resolver o problema da oleosidade; infelizmente, a coisa não é bem assim. Os produtos químicos presentes em grande parte dos sabonetes podem ressecar a pele e fazer com que as glândulas sebáceas produzam ainda mais sebo, deixando-a ainda mais oleosa. Se sua pele for sensível e seca, ou se você estiver sofrendo de problemas como psoríase, mais de um banho por dia pode causar inflamação e ainda mais coceira. Alguns dermatologistas chegam a recomendar banho duas ou três vezes por semana para evitar irritações na pele.

2. O cuidado com o cabelo

Entrar no chuveiro logo cedo e lavar o cabelo é uma forma de se sentir mais limpo e é uma boa estratégia para penteá-lo com mais facilidade. No entanto, para deixar o cabelo forte e bonito, usar shampoo todos os dias não é uma boa ideia, sobretudo para quem tem madeixas cacheadas. Alguns especialistas dizem que lavar uma vez por semana é suficiente para pessoas com cabelo encaracolado, já que os fios precisam do sebo natural para se manterem hidratados.

Segundo alguns especialistas, somente pessoas com cabelo fino precisam lavá-lo todos os dias, porque cabelos lisos e finos acumulam mais sebo e ficam oleosos mais rapidamente.

3. Pense na sua rotina de exercícios

Aqui a ideia é simples: uma pessoa que malha com frequência acaba tomando banho com frequência. Tomar banho logo após o treino auxilia na recuperação dos músculos; além disso, ajuda a prevenir o surgimento de espinhas no corpo e pode até mesmo estimular o sistema imunológico. E a mesma ideia se aplica a pessoas que trabalham fora de casa ou que ficam expostas a produtos químicos fortes no trabalho. Em todos esses casos o banho diário é muito importante.

4. Adapte sua rotina de banho às estações do ano

Quando o clima está muito quente, é natural sentirmos vontade de eliminar o suor todos os dias. Dependendo do calor, algumas pessoas chegam a tomar dois banhos no mesmo dia. Em condições de temperaturas muito baixas, por outro lado, suamos menos, e é por isso que muitas pessoas acabam tomando banho em dias intercalados. O importante aqui é lembrar que durante o inverno a pele pode ficar extremamente seca e sensível, e tomar banho pode deixá-la ainda mais seca e até mesmo irritada.

Bônus: como deixar o chuveiro mais agradável para a pele

Além da frequência, a forma como tomamos banho também afeta a nossa pele e a nossa saúde em geral.

  • Não deixe a água quente demais. Água muito quente pode eliminar os óleos essenciais da sua pele e seu brilho natural.
  • Opte por produtos de limpeza de pele sem fragrâncias. Fragrâncias são cheirosas, mas a química que elas contêm podem fazer mal para a sua pele.
  • Seja rápido. Dermatologistas recomendam limitar o banho a no máximo 10 minutos.
  • Não abuse do sabonete. Não é necessário passar sabonete sempre que tomar banho. As únicas partes que você sempre precisa ensaboar são o seu rosto, as suas partes íntimas e as axilas.

Você toma banho todos os dias? Concorda com os dermatologistas que defendem que nem todo mundo deveria tomar banho diariamente? Compartilhe a sua opinião nos comentários.

Compartilhar este artigo