Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Alimentos e remédios que nunca devem ser consumidos juntos

1-1-
12k

Todos sabemos que é preciso tomar certos cuidados na administração de medicamentos, seja na dose ingerida ou nos hábitos alimentares durante o tratamento.

O Incrível.club reuniu nove pares de alimentos e remédios cujo consumo conjunto deve ser evitado. Leia e cuide de sua saúde!

Broncodilatadores

(Indicados para casos de asma, bronquite e outras doenças pulmonares)

  • Medicamentos: teofilina, salbutamol.
  • Evitar ingerir com: bebidas e alimentos com cafeína.

Ambos os medicamentos possuem efeito estimulante sobre o sistema nervoso. Portanto, para evitar nervosismo exagerado durante o tratamento, limite o consumo de cafeína. É preciso ter especial cuidado com a teofilina, pois a cafeína aumenta a toxicidade do medicamento. É bom também consumir o mínimo de comidas gordurosoas, pois elas aumentam a biodisponibilidade da teofilina, o que pode levar à superdosagem.

Fonte: NCBI

Medicamentos para baixar a pressão arterial

(Indicados no tratamento de doenças do coração e dos rins)

  • Medicamentos: captopril, enalapril, ramipril.
  • Evitar ingerir com: alimentos ricos em potássio.

Remédios deste tipo aumentam a quantidade de potássio no sangue, o que pode provocar irregularidade nos batimentos cardíacos e falta de ar. Assim, durante o tratamento é melhor diminuir ou evitar o consumo de banana, batata, soja e espinafre. Você pode ver outros alimentos com alta concentração de potássio aqui.

Fonte: FDA

Antiarrítmicos

(Usados para tratar insuficiência cardíaca)

  • Medicamentos: Digoxina.
  • Evitar ingerir com: regaliz (alcaçuz).

O regaliz é rico em ácido glicirrízico, que, ao entrar com contato com a digoxina, pode provocar ritmo cardíaco irregular ou mesmo um ataque de coração. A substância é encontrada em doces e tortas, assim como nos componentes da cerveja.

As fibras dietéticas (farelo, por exemplo) reduzem a eficácia do medicamento. Então é melhor esperar ao menos duas horas para consumi-las após tomar o remédio. Algumas ervas também afetam a eficiência da digoxina, como erva-de-são-joão e sene.

Fonte: FDA

Medicamentos para reduzir o colesterol ruim

(Indicados em casos de obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares)

  • Medicamentos: atorvastatina, fluvastatina, lovastatina, sinvastatina, rosuvastatina, pravastatina.
  • Evitar ingerir com: toranjas e outros cítricos.

As toranjas aumentam consideravelmente a absorção dos medicamentos, o que gera um risco de superdosagem e surgimento de efeitos secundários. O efeito de uma única pílula, se ingerida com suco de toranja, é igual ao de 20 pílulas tomadas com água. O mesmo efeito é provocado por cítricos como limão e certas variações de laranja.

Fonte: NCBI

Anticoagulantes

(Indicados para curar e prevenir a trombose)

  • Medicamento: varfarina.
  • Evite ingerir com: alimentos que diminuem a viscosidade sanguínea e são ricos em vitamina K.

Ao tomar este medicamento, é bom reduzir consideravelmente o consumo de alho, gengibre, mirtilo, algumas especiarias (pimenta caiena, canela, cúrcuma). Esses alimentos são anticoagulantes e, ao intensificar o efeito da varfarina, podem provocar sangramentos.

A vitamina K, por outro lado, reduz a eficácia do remédio. Ela está presente em grande quantidade no espinafre, couve, nabo e brócolis. Outros alimentos ricos em vitamina K estão aqui.

Fonte: FDA

Hormônios tiroides

(Indicados para quem sofre de hipotiroidismo: baixa função tiroide)

  • Medicamento: levotiroxina.
  • Evitar ingerir com: soja, nozes, fibra.

As pessoas que fazem tratamento com levotiroxina e seus análogos (eutirox, bagotirox, L-tiroxina) devem limitar o consumo de produtos à base de soja, já que este alimento bloqueia a absorção do medicamento. Nozes e comidas ricas em fibra também causam o mesmo efeito.

Fonte: FDA

Antibióticos

(Usados em infecções bacterianas)

  • Medicamentos: tetraciclina (e outros fármacos desta série), ciprofloxacina, penicilina
  • Evitar ingerir com: alimentos lácteos.

Os antibióticos mencionados causam uma reação quando em contato com o cálcio encontrado abundantemente no leite e nos laticínios. Os compostos destes alimentos são difíceis de eliminar, e é por isso que a eficácia do medicamento diminui bastante.

Fonte: FDA

Analgésicos

(Indicados para inflamações e dores musculares e de cabeça)

  • Medicamento: ibuprofeno.
  • Evitar ingerir com: refrigerantes doces.

Ibuprofeno (outros nomes comerciais são Nurofen, Advil, Bonifen, Motrin) é incompatível com os refrigerantes doces. O ácido carbônico e o ácido presentes nessas bebidas aumentam a absorção e a concentração do medicamento no sangue. Neste caso, é impossível controlar a dosagem, gerando um risco de intoxicação que afeta os rins.

Fonte: NCBI

Antidepressivos

(Combatem depressões crônicas)

  • Medicamentos: todos do grupo dos inibidores da MAO (tranilcipromina, fenelzina, nialamida).
  • Evitar ingerir com: alimentos ricos em tiramina.

Os antidepressivos contêm inibidores de monoamina oxidase. Ao entrar em contato com a tiramina, ele podem elevar a pressão a níveis críticos. A tiramina é um aminoácido produzido nos alimentos estragados ricos em proteína. Esta substância é encontrada em alta concentração nos queijos envelhecidos, carne ou peixes secos, embutidos secos, conservas de carne ou de peixe. Confira a lista com outros alimentos ricos em tiramina aqui.

Fonte: FDA

O fundamental é sempre consultar um médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento, por mais inofensivo que ele possa parecer. O organismo humano é único, então muitas recomendações médicas são individuais. Logo, nenhuma das dicas acima pode substituir uma consulta médica.

Imagem de capa pixabay, depositphotos
Produzido com base em material de mirror, hypedojo
1-1-
12k