Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

8 Hábitos simples que podem ajudar a acelerar o processo de perda de peso

6-4-
476

O processo de perda de peso pode demorar mais do que gostaríamos. E, claro, muita gente adoraria encontrar uma forma de tornar esse processo mais rápido. Se você é uma dessas pessoas, pode comemorar, pois existem muitas formas indiretas de queimar mais calorias, reduzir o apetite e melhorar o tônus muscular.

Nós, do Incrível.club, reunimos algumas dicas simples que têm o potencial para promover uma perda de peso “suave”. Não podemos dizer o quanto ficamos felizes por compartilhar tudo com você!

1. Acenda uma vela com aroma de baunilha

Imagine uma vela com aroma de baunilha. Isso parece um doce de ideia, não é mesmo? A baunilha é conhecida por dar sabor a sorvetes e doces, então raramente é associada à perda de peso. Porém, quando ficamos muito tempo expostos a um aroma saboroso, nosso apetite sofre uma certa diminuição. A baunilha, especificamente, combate o desejo de comer doces, sobretudo chocolates. Logo, encher sua casa com aroma de baunilha pode ajudar a controlar aquela vontade de ingerir guloseimas calóricas.

2. Coma frutas e vegetais com casca

Todo mundo sabe que comer frutas e vegetais é ótimo para a saúde. Mas esses alimentos são ainda mais benéficos quando consumidos com cascas, geralmente ricas em antioxidantesfibras que ajudam a reduzir o apetite ao estimular a sensação de saciedade por mais tempo. Além disso, as bactérias “do bem” presentes na microflora do nosso estômago se alimentam das fibras e produzem ácidos graxos, também fazendo com que nos sintamos mais satisfeitos. E ainda tem um bônus: comer alimentos com casca reduz as chances do surgimento de doenças perigosas, como câncer e mal de Alzheimer.

3. Coloque um espelho no local onde faz as refeições

De acordo com um estudo, o fato de uma pessoa se observar enquanto come causa um impacto considerável na quantidade de alimentos ingeridos. A pesquisa envolveu 185 estudantes, sendo que metade deles consumiu bolo de chocolate enquanto os outros 50% comeram salada de frutas. Os alunos que precisaram comer o bolo diante de um espelho não gostaram nada da experiência, diferentemente daqueles do grupo da salada. Aparentemente, as pessoas não gostam da imagem de si mesmas exagerando em uma refeição ou ingerindo alimentos não saudáveis. Logo, a estratégia seria capaz de estimular hábitos alimentares mais benéficos.

4. Corrija a postura

Motivo para corrigir a postura é o que não falta. Manter o corpo na posição correta nos deixa mais elegantes e adiciona alguns centímetros a mais na altura. Mas não é só isso: uma boa postura fortalece os músculos abdominais. Consequentemente, nossos níveis de energia aumentam e nos livramos da sensação de fadiga provocada pelas dietas mais restritivas. Assim, quando corrigimos nossa postura, trabalhamos os músculos abdominais até mesmo quando estamos sentados ou parados — de maneira constante e intensa!

5. Inquietação “do bem”

Bater os dedos, caminhar, balançar as pernas e mudar de posição. Todos esses movimentos extras que fazemos no decorrer do dia fazem com que gastemos um pouco mais de energia e queimemos mais calorias. E o incremento pode ser bem considerável — entre 100 e 800 calorias. Quando estudiosos aumentaram em mil calorias diárias a oferta de alimentos para voluntários, aqueles que faziam movimentos repetitivos lidaram muito melhor com o risco de aumento de peso. Logo, deixar de interpretar aquele bater de dedos na mesa como um tique e passar a encarar isso como um exercício espontâneo é uma ótima ideia.

6. Consuma vitamina D

A vitamina D não é útil apenas para fortalecer o sistema imunológico e melhorar as condições de ossos e dentes. Ela afeta positivamente nossa gordura corporal. Seja suprimindo a formação e o armazenamento de células de gordura ou produzindo serotonina, substância que ajuda a controlar o apetite, a vitamina D sempre dá conta do recado. Logo, vale a pena consumir mais ovos, cogumelos e peixes, alimentos ricos nessa vitamina.

7. Use salto alto

Acredite você ou não, usar salto alto é uma espécie de “treino completo de perna”. Esse tipo de calçado exige que a pessoa mantenha a postura correta (o que já é um exercício por si só!), trabalhando os músculos da panturrilha para melhorar o tônus e a força nessa parte do corpo. Assim, o simples ato de caminhar por aí de salto alto tem um efeito considerável na queima de calorias. Por outro lado, não podemos esquecer os riscos à saúde decorrentes do uso constante de calçados com saltos altos.

8. Consuma mais especiarias

Considere a ideia de deixar sua dieta mais “quente”: alimentos condimentados e apimentados podem ser grandes aliados na diminuição do apetite e no aumento do gasto energético. Por exemplo, a pimenta-do-reino evita a formação de células de gordura. Gengibre e canela controlam o nível de açúcar no sangue. O açafrão-da-terra e o cominho queimam gordura. E a pimenta-caiena acelera o metabolismo. Isso sem falar nos sabores incrivelmente deliciosos que os temperos citados garantem às receitas!

Você já recorreu a alguma técnica com o objetivo de perder peso? Quais foram os resultados? Deixe seu comentário!

6-4-
476