Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

4 jeitos simples de verificar e desenvolver sua flexibilidade

Para ser saudável, não basta ter músculos bem desenvolvidos, fortes e resistentes. Todo o corpo deve ser flexível, embora poucos consigam ter essas duas características físicas.

Hoje o Incrível.club divide com você técnicas de como verificar como anda sua flexibilidade e os exercícios adequados para desenvolvê-la. Esqueça daquela sensação de rigidez e comece a se mexer!

Mobilidade do tornozelo

Coloque-se nessa posição acima, dobrando as duas pernas em um ângulo reto, deixando o pé da frente a 10-12 cm da parede. Incline-se para a frente e tente tocar o joelho dessa mesma perna na parede. Faça o mesmo com o outro lado. Veja se os joelhos das duas pernas tocaram a parede, sem que você levantasse o calcanhar do chão.

Pegue um bastão bem resistente (ou um cabo de vassoura), fique na mesma posição anterior, com a perna direita à frente. Coloque esse bastão no chão na frente do dedo médio do pé direito e o mantenha na posição vertical. Leve o corpo para frente e tente mover o joelho em direção ao lado direito do pau, sem levantar o calcanhar do chão. Repita 10 vezes em cada perna.

Flexibilidade do quadril

Sente-se na ponta de um banco, em seguida, deite-se de costas, abraçando os joelhos com as mãos e os levando ao peito. Agora, lentamente, abaixe uma perna o quanto puder, sem deixar que o joelho da outra perna desgrude do peito. Faça tudo com a outra perna. Um bom resultado seria que conseguisse descer os dois joelhos numa altura mais baixa que a do banco.

Apoie-se em um joelho na posição de um grande passo, coloque a perna direita na frente, apoie as mãos sobre o joelho da perna direita e leva o tronco ligeiramente para trás. Tente baixar o quadril o máximo que conseguir para frente e para baixo. Para melhorar o alongamento, tente tensionar o glúteo esquerdo e se mantenha nessa posição por 5 segundos, então relaxe. Faça 5 repetições em cada perna.

Elasticidade dos músculos da parte de trás do quadril

Fique em pé e com os pés juntos, incline-se lentamente para a frente e tente tocar seus pés com os dedos. Você passou no teste se conseguiu tocar os pés sem dobrar os joelhos e também sem arquear as costas.

Pegue um bastão (ou um cabo de vassoura) e o coloque atrás das costas na posição vertical. Você deve tocar três pontos: o pescoço, os pontos entre as omoplatas e sacro. Separe os pés na largura do quadril e estique as pernas. Mantendo o contato desses três pontos lentamente se incline para a frente, o mais que puder, sem dobrar as pernas. Mantenha-se nessa posição durante 2 segundos e se endireite. Repita por 10 vezes.

Mobilidade das articulações do ombro

Coloque-se de costas numa parede, encoste os glúteos, o pescoço e os ombros nela. Separe os pés na largura dos quadris e deixe os calcanhares a 20 cm da parede. Agora levante os braços e toque a parede com os dedos. Você deve ser capaz de fazer isso sem dobrar a cintura ou desencostar qualquer um dos três pontos da parede.

Fique de costas para a parede, coloque uma bola de tênis entre a parede e a omoplata direita. Pressionando a bola, procure nas costas os pontos dolorosos na área da axila direita. Quando sentir dor, pare, fique pressionando o local com a bola e, lentamente, levante e abaixe o braço direito 3 vezes seguida. Faça este movimento durante um minuto e, depois, passe a bola para a área da omoplata esquerda, repetindo o procedimento.

Ilustradora Ekaterina Gapanovich exclusivo para Incrível.club