Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10 plantas tóxicas que todos deveríamos conhecer

Sempre existe o risco de encontrarmos uma planta venenosa no jardim ou no campo, por isso é importante sempre prestar atenção. Em geral, crianças e os animais domésticos são curiosos por natureza e, muitas vezes, podem se machucar. Além disso, muitas plantas venenosas são cultivadas em casa sem que as pessoas saibam. Portanto, no campo ou na cidade, vale a pena ficar atento.

Botão de ouro
Ranunculus

Onde se encontram: em geral encontradas em lugares úmidos e pantanosos. Existem várias espécies de botão de ouro, e muitas são venenosas.

Qual é o perigo: contêm seiva cáustica que pode causar queimaduras na pele. Após o contato com a mucosa, provoca tosse e espasmos na laringe. Se o suco entrar em contato com os olhos, pode causar cegueira temporária.

Cicuta virosa

Cicuta virosa

Onde se encontram: na Europa, na Ásia e na América do Norte. Crescem em lugares úmidos e na beira de rios.

A planta tem cheiro de cenoura, mas é uma das plantas mais venenosas do mundo. Apenas botânicos conseguem distingui-las de outras flores parecidas. Portanto, é melhor não tocar em plantas deste tipo.

Qual é o perigo: vômito, convulsões, problemas cardíacos e até a morte. Apenas 100-200 g podem matar uma vaca.

Sambucus

Sambucus

Onde se encontram: regiões temperadas e subtropicais de ambos hemisférios, embora tenham mais expressão no Hemisfério Norte.

As variedades mais comuns são a vermelha e a preta. Todas as partes da planta são tóxicas. Ao tocá-las, o melhor é lavar as mãos. Curiosamente, quando maduras elas são seguras e podem ser usadas em sucos e tortas.

Qual é o perigo: provocam dores de cabeça, fraqueza, dores abdominais e até convulsões. Podem causar insuficiência cardíaca e parada respiratória.

Oleandro

Nerium

Onde se encontram: originária do norte da África, do leste do Mediterrâneo e do sul da Ásia. É muito comum encontrá-las em Portugal e no Brasil. Uma planta com um belo aroma e lindas flores rosas e brancas.

Qual é o perigo: os sintomas da intoxicação, que podem aparecer várias horas depois da ingestão, são dores abdominais, diarreia, vertigem, sonolência, irritação da boca, náusea, vômitos, coma e morte. Uma lenda diz que soldados de Napoleão Bonaparte fizeram uma fogueira com galhos de oleandro para preparar carne e, na manhã seguinte, uma parte deles não acordou.

Aconitum

Aconitum

Onde se encontram: na Europa, na Ásia e na América do Norte. Costumam ser cultivadas em vasos pela sua linda cor lilás, azul e amarela. Uma planta alta e muito notável.

No mundo antigo era utilizada para envenenar flechas. Até mesmo as abelhas podem se intoxicar com ela.

Qual é o perigo: é uma planta EXTREMAMENTE tóxica. Provoca alterações no ritmo cardíaco, dormência da pele do rosto, mãos e pernas, escurecimento da visão e até mesmo a morte. A seiva pode penetrar pela pele.

Estramônio ou figueira-do-diabo

Datura stramonium

Onde se encontram: na América do Norte, na América Central e na Europa.

Se parece a uma batata ou a um tomate. Uma planta pouco chamativa com frutas pontiagudas com sementes pretas em seu interior. Suas flores brancas emitem uma fragrância muito forte.

Qual é o perigo: essa planta contém alcalóides que aceleram o ritmo cardíaco e causam delírio. Em casos mais graves, pode levar ao coma e até mesmo à morte. Muito usada em rituais chamânicos.

Euphorbia

Euphorbia

Onde se encontram: podem ser encontrada em muitas regiões, até mesmo no jardim de infância de escolas.

As euphorbias têm uma enorme variedade de formas: algumas se parecem com cactus, outras com flores. O ideal é ensinar aos filhos a não tocarem em plantas desconhecidas.

Qual é o perigo: a seiva pode causar queimaduras, inchaço e temperatura alta.

Onde se encontram: em geral, na Europa e nos Estados Unidos.

São usadas em alguns países para preparar tortas, saladas e molhos. Algumas pessoas comem o talo cru.

Qual é o perigo: as folhas e os rizomas (caule) não devem ser consumidos, já que contêm uma enorme quantidade de ácido oxálico. Podem causar ardor nos olhos e na boca, problemas renais, vômito e diarreia.

Onde se encontram: no norte da África, na Europa, na Ásia Menor e em algumas regiões da América do Norte.

Se parece com um arbusto com flores rosa. Na Idade Média, as gotas de beladona eram colocadas nos olhos para deixá-los mais atraentes. Hoje, gotas parecidas são usadas para cirurgias oculares.

Qual é o perigo: uma intoxicação leve vem acompanhada de secura e ardor na boca e uma aceleração no ritmo cardíaco. Em casos mais graves, podem levar a convulsões e até mesmo à morte.

Onde se encontram: em zonas tropicais, subtropicais e temperadas. Muitas pessoas têm em casa como decoração. Com ela é feito o óleo de rícino.

Qual é o perigo: provavelmente esta seja a planta mais perigosa de todas. Contém compostos altamente tóxicos: ricina e ricinina. As partes mais veneosas da planta são as sementes, que, quando consumidas, podem levar à morte. Inclusive doses muito pequenas podem causar danos irreparáveis à saúde, já que o rícino destrói os tecidos do corpo.

Ou seja: seu filho pode continuar usando as famosas bolinhas como arma, mas nada de pôr na boca, ok?