Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10 Alimentos considerados saudáveis, mas que fazem mais mal do que bem

----
27k

Alimentos saudáveis que prometem verdadeiros milagres ao organismo estão mais populares do que nunca. Os profissionais da publicidade fazem sua parte para nos levar a acreditar que os produtos que compramos fazem bem a nossa saúde. Mas alguns dos produtos que consideramos saudáveis na verdade fazem mais mal do que bem.

O Incrível.club resolveu investigar quais alimentos supostamente saudáveis não são tão inocentes quanto poderíamos pensar. Quais deles você consome diariamente como parte de uma dieta que deveria ser boa para o organismo?

10. Suco de frutas

Os sucos de caixinha que fazem tanto sucesso, na realidade contêm muito açúcar. O chamado nectar, bem popular nos supermercados, possui cerca de 20% a 30% de polpa de fruta. Já o produto classificado como refresco em pó possui apenas 8% de fruta. Portanto, antes de sair comprando, confira no rótulo. A menos que queira ganhar peso, o melhor é consumir as frutas inteiras.

9. Barrinhas de cereal

Não importa se sua barrinha de cereal tem nozes e frutas ou alto teor de fibras. Quase todas elas são ricas em açúcar, com um nível surpreendentemente baixo de nutrientes. Se estiver buscando um lanche saudável de verdade, aposte em maçãs ou amêndoas.

8. Feijão enlatado

Feijões são ótimos para a saúde, pois são ricos em fibra, além de servirem como fonte de proteína. Mas feijões enlatados não fazem tão bem assim. Eles são uma mistura de feijões, açúcar, sódio e outros aditivos alimentícios. Evite as calorias desnecessárias e faça seu feijão em casa mesmo.

7. Pretzels

Os pretzels, considerados lanches saudáveis há muito tempo, são queridos por gente de todo o mundo. Eles, que são tidos como uma opção baixa em gordura, são fracos em valores nutricionais. Têm altos índices de sódio e quase nada de proteínas. Caso a vontade de comer a guloseima esteja realmente grande, combine os pretzels com alimentos ricos em proteínas e fibras (queijo ou maçã, por exemplo).

6. Chips de vegetais

Esperamos que você não fique tão surpreso, mas os chips de vegetais possuem uma quantidade enorme de gordura e de sal (sódio). Assim, o valor nutricional simplesmente desaparece. Prefira verduras e legumes crus!

5. Alimentos "sem gordura" ou "baixos em gordura"

A gordura saturada foi declarada como "inimiga pública", e os fabricantes de alimentos se apressaram em eliminá-la de seus produtos. O problema é que a comida perde sabor quando a gordura é retirada. Por isso, as marcas encontraram uma solução simples: adicionar mais açúcar pra que você coma mais e mais. Este documentário brasileiro mostra como nossas crianças estão mais e mais obsesas, entre outras coisas, por causa da quantidade de açúcar e de gordura que consomem.

4. Biscoitos de arroz

Biscoitos de arroz vêm sendo consumidos por muitas pessoas que querem perder peso. Mas tais produtos não são inocentes, já que têm baixo teor de fibra e proteína, além de serem ricos em carboidratos (uma proporção alta em relação ao peso). No fim das contas, você acaba consumindo calorias inúteis que nem sequer saciam.

3. Isotônicos

As bebidas isotônicas não passam de água com açúcar e eletrólitos (sal), útil para a recuperação de atletas após os treinos. Mas quem não é atleta profissional não precisa de sal extra, e poucos precisam de açúcar líquido. Caso não se submeta a treinos intensos e esgotadores, prefira água comum.

2. Frutas secas

Não exagere na ingestão de frutos secos. As nozes são saudáveis quando consumidas com moderação: aproximadamente 6 delas já garantem todos os benefícios e tiram a fome. Só que, quanto mais frutos secos, mais calorias. Evite qualquer tipo de nozes, amêndoas ou amendoins com sabor (salgados, açucarados ou torrados). Consuma sempre esses produtos crus. Do contrário, eles não trarão nenhum benefício.

1. Alimentos processados ou sem glúten

Os alimentos "orgânicos" e "sem glúten" são muito populares hoje em dia, conquistando muitos adeptos. O que não se revela é que os produtos orgânicos e sem glúten podem ter alto teor de açúcar e cereais (grãos) refinados, além de óleos não muito saudáveis, o que torna tais alimentos fracos em valores nutricionais. Alimentos sem glúten e orgânicos de verdade são as frutas e legumes frescos.

Qual dos alimentos acima você costuma consumir diariamente? Deixe seu comentário!

Imagem de capa Depositphotos, Pixabay
----
27k