Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

7 pratos perigosos, mas que continuam populares

1---
13k

Um prato pode ser tão delicioso para alguém arriscar a vida apenas para experimentá-lo? No mundo há muitas iguarias sofisticadas e perigosas, as quais, se forem mal preparadas, podem prejudicar seriamente a saúde e até causar a morte.

Especialmente para os gourmets mais corajosos, o Incrível.club preparou uma seleção dos pratos mais perigosos do Planeta. E aí, encara????

#7. Lutefisk

O Lutefisk é um prato tradicional de peixe dos países escandinavos. Trata-se de um peixe branco marinado em...soda cáustica! Depois de alguns dias, o peixe é lavado em água e cozido. O resultado é uma massa gelatinosa semitransparente, com um aroma forte. Normalmente, o prato é servido no Natal com batatas e legumes cozidos.

Os valentes que pensam em provar esta iguaria nunca devem usar talheres de prata, já que eles sofreriam uma corrosão instantânea. Melhor os de aço inox.

#6. Shock - o coquetel de camarão mais apimentado

Ao contrário do coquetel de camarão clássico, o shock é feito com um molho picante secreto, contendo muita raiz-forte. Embora não tenha quase nada de pimenta, o coquetel acaba sendo tão ardido que alguns clientes sentem um choque elétrico e chegam até a perder a consciência.

Você pode tentar experimentar este prato exótico no restaurante Steak House St. Elmo, em Indianápolis, nos EUA, que se tornou mundialmente famoso por causa desse prato único.

#5. Pimenta bhut jolokia (Índia)

A bhut jolokia está no Guinness Book como a pimenta mais ardida do mundo. A pimenta contém capsaicina, o que a torna mortalmente perigosa. Na gastronomia são utilizadas em pequenas quantidades, porque até mesmo um único grama extra pode causar a morte, mas é usada ativamente na agricultura para afugentar os elefantes selvagens das plantações e das casas.

#4. Tarântulas fritas

A tarântula frita é o orgulho da cozinha cambojana. Para os locais, a tarântula é uma iguaria sofisticada. Sua carne macia e a crosta crocante, frita no óleo de alho, fazem com que tanto os moradores como os turistas façam fila para experimentar este prato exótico.

No entanto, você deve ter muito cuidado, porque as presas da aranha contêm um veneno poderoso e, se for preparado de forma errada, este prato pode causar danos irreparáveis ao organismo.

#3. Blighia sapida (ou akee)

A blighia sapida é uma fruta nativa da Guiné, na África, que se parece com pera, ingrediente tradicional da culinária jamaicana. O que é comestível nesta fruta é a polpa, que deve ser cozida primeiro e, em seguida, frita, para ser servida com uma salada e pão com frutas. A consistência desta fruta parece com uma omelete e tem o sabor de noz. O perigo está nas frutas verdes, que contêm toxinas e, se forem preparadas de forma incorreta, podem causar a morte.

#2. Datura

Ao longo dos séculos, a datura tem sido usada na medicina não tradicional como uma erva medicinal. Na verdade, é uma planta muito tóxica. O abuso das sementes da datura, o chá das folhas dessa planta e seu suco produzem delírio, perda de consciência, causa o aumento dos batimentos cardíacos e provoca alucinações. A overdose pode custar a vida. É encontrada no mundo inteiro, inclusive no Brasil.

#1. Polvo sannakji

O polvo sannakji é um dos mais caros e sofisticados pratos da culinária coreana. E um dos mais cruéis também. O polvo vivo é cortado em pedaços e servido vivo. De acordo com os apreciadores, quando o molusco está vivo, ele tem um sabor mais intenso do que quando preparado. Será?

O perigo deste manjar duvidoso é que as contrações dos tentáculos podem causar asfixia, portanto, é aconselhável mastigá-lo com muito cuidado. Tradicionalmente, são servidos com sementes de gergelim e também com vários tipos de molhos.

Bônus: fugu, o baiacu venenoso japonês

Conhecido por muitos, o baiacu venenoso pode ser encontrado em alguns restaurantes no Japão. Para preparar a iguaria, os cozinheiros japoneses precisam de uma licença especial do governo. E o imperador, por questões de segurança, é proibido de come-la.

Imagem de capa freepik, snappygoat
1---
13k