Incrível

10 Hábitos usados para cozinhar que não sabíamos que poderiam ser perigosos

Cozinhar em casa tem muitas vantagens. Comer refeições caseiras com maior frequência ajuda a atender todas as necessidades alimentares essenciais, sugerem algumas pesquisas. No entanto, é realmente importante adotar alguns cuidados como forma de manter os alimentos adequados para o consumo.

Nós, do Incrível.club, decidimos mergulhar mais a fundo e descobrir quais são os erros mais comuns que cometemos ao cozinhar. Anote as dicas!

É impossível reconhecer as bactérias perigosas apenas pelo sabor ou aparência dos alimentos. No entanto, mesmo uma pequena quantidade dessas bactérias pode levar a graves intoxicações alimentares. Para evitar esse inconveniente, jogue fora o produto, se tiver alguma dúvida sobre seu estado para não consumir alimentos deteriorados.

1. Descongelar a carne fora da geladeira

A faixa de temperatura considerada arriscada para armazenar alimentos varia de 5°C a 60°C. Nessas temperaturas, as bactérias alimentares prejudiciais podem aumentar rapidamente. É por isso que você sempre deve descongelar a carne na própria geladeira ou no micro-ondas.

2. Lavar carne crua

Imaginamos que, ao lavar o produto, estamos limpando. No entanto, isso não é verdade no caso da carne. Lavar as carnes de ave, de porco, de cordeiro, de vitela ou bovina cruas antes de cozinhar é um hábito não recomendado por especialistas. O motivo é simples: as bactérias da carne podem se propagar facilmente para outros produtos, superfícies e utensílios.

3. Deixar um alimento recém-preparado muito tempo fora da geladeira

Essa regra se deve ao mesmo motivo pelo qual descongelar a carne fora da geladeira ou do micro-ondas é uma má ideia: as bactérias crescem mais rapidamente em temperaturas que variam de 5°C a 60°C. É por isso que pode ser realmente perigoso deixar produtos perecíveis fora da geladeira por mais de uma hora.

4. Experimentar os alimentos para ver se estão estragados

É impossível reconhecer bactérias perigosas apenas pela aparência ou pelo sabor dos alimentos. No entanto, como já mencionamos, mesmo uma pequena quantidade dessas bactérias pode causar graves intoxicações alimentares. Para evitar esse problema, jogue fora todo produto que estiver estranho.

5. Experimentar massa crua

Você nunca deve comer ovos crus, em hipótese alguma. Existe uma grande possibilidade de esse alimento estar contaminado por bactérias como salmonelas, o que é bastante perigoso para a saúde. Além disso, não experimente massa crua, mesmo sem ovos, porque a farinha pode transportar Escherichia coli, que pode provocar diferentes tipos de infecções.

6. Marinar carnes vermelhas ou peixes fora da geladeira

Esse é mais um erro culinário típico, que pode levar à intoxicação alimentar. Novamente, lembre-se sempre da faixa de temperatura perigosa para o desenvolvimento de bactérias. Ao marinar a carne fora da geladeira, você viola essa regra.

7. Carne ou peixe mal cozidos

Os alimentos são considerados seguros somente quando são aquecidos a determinadas temperaturas. Essa é a melhor maneira de garantir que todas as bactérias foram destruídas. Para ter certeza de que o peixe ou a carne estão cozidos adequadamente, o ideal é usar um termômetro de cozinha.

8. Não lavar as mãos antes de cozinhar

As bactérias vivem em todas as superfícies, até nas nossas mãos. Imagine quantas coisas você toca durante o dia. Por isso, quando começa a cozinhar sem lavar as mãos, pode passar todas essas bactérias para os alimentos. E não se esqueça também de lavar as mãos depois que terminar!

9. Comprar frango com salmoura ou com água em seu interior

Os produtores muitas vezes injetam salmoura ou água na carne de aves para aumentar o peso do produto. Antes de mais nada, esses alimentos não são tão seguros, portanto preste atenção ao comprar um frango e leia atentamente quais foram os ingredientes adicionados à carne. Essas substâncias adicionais também podem influenciar no sabor da sua refeição.

10. Expor o mel a altas temperaturas

Segundo uma pesquisa, a exposição do mel a altas temperaturas pode levar a uma diminuição da sua qualidade e a um aumento de algumas substâncias cancerígenas. Portanto, é melhor não adicionar mel ao chá ou a alimentos quentes, por exemplo.

Você tem suas próprias dicas de culinária para tornar os alimentos seguros? Compartilhe suas respostas com a equipe do Incrível.club!