14 Detalhes que fazem seu apartamento parecer menor do que realmente é

Os pequenos apartamentos têm seu charme especial: planejamento adequado e um design competente muitas vezes os transformam em ambientes bem aconchegantes. Porém, colocar todos os móveis e itens de decoração favoritos em um ambiente pequeno pode fazer com que ele pareça ainda menor e cause verdadeiros ataques de claustrofobia nos visitantes. Muitas vezes, ao comprar algum item para o nosso apartamento, nem sequer suspeitamos de que ele pode ocupar preciosos metros quadrados.

Nós, do Incrível.club, decidimos averiguar quais detalhes de design reduzem visualmente o espaço de um imóvel.

Móveis de baixa funcionalidade

Para liberar espaço em um apartamento pequeno, a primeira coisa é se livrar de itens pouco práticos. Um criado-mudo, por exemplo, fica ótimo em quartos espaçosos. Mas, se esse não é o caso do seu imóvel, é melhor abandoná-lo em favor de uma prateleira com dobradiças ou mesmo usar uma cadeira ou banquinho para guardar coisas essenciais — em caso de necessidade, eles também podem ser usados para se sentar.

Da mesma forma, mesas de centro em ambientes pequenos só atrapalham a mobilidade e as penteadeiras estão cada vez mais fora de uso, uma vez que as mulheres preferem fazer a maquiagem no banheiro ou na janela, onde a luz é melhor.

Armários de altura média

Esses móveis reduzem visualmente a altura e a área do ambiente. Além disso, se houver um espaço entre eles e o teto, a tendência é a de ficarmos tentados a colocar sobre deles, objetos que usamos pouco, como malas. Armários embutidos que vão do chão até o teto não criam tais tentações. Com eles, o ambiente parece mais alto e, portanto, mais espaçoso.

Janelas sem cortinas

Donos de apartamentos pequenos costumam recusar o uso das cortinas para seguir os princípios do minimalismo. No entanto, elas podem ajudar a aumentar visualmente um ambiente. O truque, aqui, é pendurá-las o mais próximo do teto e fazer com que cheguem até o chão, fazendo, assim, com que ocupem toda a extensão da parede.

Ainda no capítulo das cortinas, opte pelas mais transparentes e de tom claro. E se usar o truque de colocar um espelho em frente à janela, seu pequeno espaço se transformará em uma verdadeira mansão.

Paredes “mortas”

Paredes vazias não contribuem em nada com apartamentos pequenos. Mas é importante não ser excessivamente óbvio, usando-as para pendurar, por exemplo, fotos de família. Em vez disso, é recomendável selecionar uma ou duas pinturas maiores e colocá-las ao nível dos olhos. Isso criará uma percepção de amplitude.

As paredes também podem ser utilizadas para fixar prateleiras e armários. Se for essa a sua opção, os designers de interior recomendam colocá-los no terço superior da parede.

Lustres grandes

Quem mora em um apartamento pequeno não pode se dar ao luxo de ter um lustre de cristal grande — a menos, é claro, que queira que o imóvel pareça menor. Lâmpadas pequenas de teto com um design mais moderno salvarão a situação. Elas vão chamar a atenção dos visitantes e, assim, ampliar visualmente o ambiente.

Superfícies ocupadas

Às vezes, queremos colocar um monte de coisas de que gostamos em superfícies livres: fotos de família, estatuetas, velas ou toda nossa coleção de anjos de porcelana. Mas essa desordem em superfícies horizontais só cria inconvenientes adicionais durante a faxina e também um “ruído visual” que não faz com que o ambiente pareça mais espaçoso.

Não é necessário lotar todas as prateleiras. Melhor é dar aos itens colocados sobre elas a oportunidade de “respirar”. Para isso, basta deixar apenas alguns objetos de decoração à vista e guardar o resto, retirando só quando necessário.

Móveis de tamanho errado

Móveis muito pequenos ou, ao contrário, muito volumosos podem tornar um ambiente apertado. Os itens excessivamente compactos enfatizam apenas a área “modesta” do ambiente. Já um sofá de tamanho padrão não consumirá metros preciosos. O ideal é que ele crie um equilíbrio com peças em vidro e acrílico, como prateleiras, mesas e cadeiras nesses materiais.

Valem, ainda, as dicas de não sobrecarregar o ambiente com uma quantidade excessiva de itens e de não colocá-los muito perto das paredes. Mesmo alguns centímetros entre o sofá e a parede podem criar a ilusão de um ambiente mais espaçoso.

Utensílios de cozinha à vista

É conveniente cozinhar tendo à mão todos os eletrodomésticos e utensílios. Portanto, muitas vezes não os “escondemos” em armários e, em vez disso, os deixamos em locais visíveis. Isso, no entanto, cria uma sensação de desordem que reduz visualmente o tamanho da cozinha. Portanto, procure se acostumar a guardar, depois do uso, todos os utensílios de cozinha em gavetas fechadas ou armários de parede.

Muitas almofadas no sofá

Uma quantidade excessiva de almofadas decorativas apenas cria uma sensação de bagunça, que “consome” impiedosamente o espaço do cômodo. Se a situação chegou a um ponto em que elas ocupam o espaço livre do sofá e os visitantes são obrigados a se amontoar nos cantos, então é hora de rever seus conceitos. Outra questão importante, para além da quantidade, é o tamanho: a almofada certa é a que cabe atrás das costas; caso contrário é melhor nem colocá-la no sofá.

Divisórias

Donos de kitnets costumam usar divisórias para “criar” novos ambientes. E, vamos combinar: elas cumprem perfeitamente essa função, separando a área de dormir de uma área de jantar, por exemplo. Mas, ao mesmo tempo, as divisórias também ocupam um espaço valioso e fazem o ambiente parecer menor do que realmente é, principalmente se forem altas e escuras.

Se quer “fugir” das divisórias, é possível delimitar áreas no apartamento utilizando, por exemplo, um sofá ou fazer uso de prateleiras verticais, permitindo sempre a entrada de luz e não sobrecarregando o ambiente.

A decoração do hall de entrada

O hall de entrada costuma ser a primeira impressão dos visitantes sobre um apartamento. Portanto, é importante organizar corretamente esse espaço. Prateleiras abertas para sapatos, cabides e ganchos para agasalhos...tudo isso joga contra o dono de um apartamento não muito espaçoso. Na mão oposta, os closets fechados com cestos de sapatos e armários compactos são uma excelente opção.

Móveis na frente das janelas

Em um apartamento pequeno, cada metro quadrado vale. Por isso, claro, queremos aproveitar todo o espaço ao máximo. Por mais forte que seja a tentação, não é muito bom colocar móveis diretamente em frente à janela, para não obstruir a entrada de iluminação natural no ambiente.

Ausência de plantas

Plantas nos cantos, ao lado ou atrás de cadeiras e sofás, são uma ótima maneira de adicionar profundidade a um ambiente pequeno. Assim, suavizamos os cantos, dando a impressão de que o cômodo é maior do que realmente é.

Fios e cabos à vista

Para apartamentos pequenos, é importante manter o espaço visualmente limpo. Só que fios e cabos de computadores, de celulares e de outros eletrônicos não contribuem para isso. Felizmente, existem muitas soluções que ajudam a torná-los menos visíveis: caixas de passagem para cabos, organizadores, braçadeiras para prendê-los a móveis e extensões que tenham a mesma cor que o piso ou as paredes.

De quais dicas você gostou? E qual sua preferência: um apartamento pequeno e aconchegante ou uma mansão espaçosa, com lugar suficiente para realizar seus desejos de design?

Compartilhar este artigo