Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Incrível

12 Suculentas para pendurar na sua casa e dar mais vida ao ambiente

Não há dúvida de que as plantas, além de conferir vida à nossa casa, são um grande elemento decorativo, sobretudo as pendentes, já que podem encher de cor aqueles cantos vazios que, justamente por estarem tão no alto, às vezes nos esquecemos deles. Nada melhor do que pendurar suculentas para decorar esses espaços, pois elas necessitam de poucos cuidados, costumam crescer em um bom ritmo e são lindas.

Incrível.club se encarregou de compilar algumas das suculentas pendentes mais vistosas que existem. Agora, você só precisa escolher a sua preferida.

1. Coração emaranhado

Seu nome coloquial provém da peculiar forma de suas folhas, que se assemelham a pequenos corações, com a parte de trás verde ou roxa. A Ceropegia woodii é uma planta para se pendurar muito popular na decoração de interiores. No entanto, ela também pode viver em ambientes externos. Necessita de pouca água, apenas quando o substrato estiver seco. Coloque-a em um lugar bem iluminado e ela ficará feliz.

2. Rabo-de-burro ou arroz-de-rato

Essa planta nativa do México é uma das mais fofas para se ter em casa, devido à sua flexibilidade frente ao clima. Como quase todas as suculentas, a Sedum morganianum prefere os ambientes quentes, mas também pode viver em ambientes internos, onde a temperatura é mais baixa.

O que ela precisa é muito simples: deve ser exposta à luz pelo menos seis horas por dia, mas não diretamente ao sol, já que pode se queimar. Além disso, é preciso regá-la somente quando o sedimento estiver seco (pode ser entre 10 e 14 dias). Por último, necessita de um substrato de boa drenagem para não acumular água em suas raízes. Se a rabo-de-burro estiver feliz, terá uma cor azul esverdeada característica e pode até mesmo dar flores vermelhas.

3. Dedinho-de-moça

Essa planta, também conhecida como Sedum burrito, por muito tempo foi confundida com a Sedum morganianum. Embora se pareçam muito, é claro que alguém poderia acreditar que são a mesma, mas são espécies diferentes. A dedinho-de-moça tem características particulares: suas folhas são mais curtas e arredondadas, e suas flores são de cor rosa. Com a atenção correta, pode alcançar até 50 cm de comprimento (ou mais). Seus cuidados são os mesmos da suculenta anterior.

4. Suculenta rosário, tercinho ou colar-de-pérolas

Senecio rowleyanus é ideal para decorar por suas particulares folhas de forma esférica. Ainda que na natureza seja uma planta rasteira, nas casas funciona como pendente, pois, dessa forma, suas “correntes de pérolas” ficam incríveis. Além da beleza de suas folhas, também produz flores brancas que têm um aroma similar ao da canela.

A suculenta rosário deve ficar em um lugar iluminado, mas sem receber diretamente a luz do sol. Quanto à aguagem, limita-se entre uma e duas vezes por semana: se as folhas começam a cair, será preciso regá-las menos; se ficarem menos viçosas, é hora de dar a elas um pouco mais de água.

5. Hoya ou flor-de-cera

Comumente conhecida como Hoya, flor-de-cera, flor de porcelana ou planta de cera. Suas folhas são carnudas e de cor verde-escuro, mas a principal característica são suas flores brancas com o centro rosado, que florescem em forma de meia esfera.

Essa planta necessita receber muita luz, mas sem ficar exposta ao sol. Não suporta os climas gelados, portanto, deve ser protegida do frio. Na época da floração, entre a primavera e o verão, deve ser regada com bastante água, mas cuidado para não encharcar.

6. Cadeia de bananas ou colar de anzóis

As folhas da suculenta Senecio radicans parecem uma fileira de bananas verdes em miniatura. É perfeita para vasos pendurados pela forma como cresce a longo prazo, além de sua facilidade para ser cultivada. Prefere os climas temperados ou quentes e deve receber luz indireta. Além disso, como quase todas as suculentas, tem de ser regada apenas quando sua terra estiver seca.

7. Colar de rubis

Apesar de ser conhecida por colar de rubis, seu nome é Othonna capensis, e é uma suculenta de talos compridos com tonalidades púrpura. Cresce por volta de cinco centímetros para cima, antes de começar a cair, e seus talos podem atingir até 60 cm de comprimento.

Essa planta adapta-se melhor ao ar livre, pois adora a iluminação e pode viver diretamente sob o sol. Gosta de umidade moderada, por isso deve ser mantida bem hidratada (entre duas e três regas por semana). Quando a Othonna floresce, dá umas flores amarelas muito parecidas às margaridas.

8. Crassula pellucida

Além de servir para plantar em vasos suspensos, também pode ser usada para decorar paredes ou arranjos florais. Assim como a coração emaranhado, a Crassula pellucida tem folhas em forma de coração, mas ficam rosadas ou vermelhas pela exposição ao sol. Além disso, dá flores brancas e com formato de estrelas na primavera.

A cor das folhas muda de acordo com a quantidade de luz que a planta recebe, no entanto, ela não deve ser deixada sob o sol direto para ficar mais vermelha ou rosa, pois pode se queimar. O ideal é colocá-la ao ar livre, em um lugar onde receba sol direto e depois sombra parcial. Quanto à água, deve ser regada quando estiver completamente seca.

9. Pequena senhorita

Sedum Little Missy pode ser usada como uma planta rasteira para cobrir o chão, mas a forma rápida e frondosa na qual cresce, faz dela uma opção excelente para vasos pendurados. Suas folhas são pequenas, de um verde brilhante e com bordas rosas ou verde-pálido.

Gosta da luz, então pode ser exposta parcial ou totalmente ao sol. Quanto à regagem, a terra deve ser mantida ligeiramente úmida, desde que o vaso tenha boa drenagem.

10. October daphne ou outubro daphne

Os caules da Sedum sieboldii podem alcançar até meio metro de comprimento, por isso funciona bem para cobrir espaços de terra, assim como colocá-la em um vaso pendurado. Gosta do clima quente e de estar completamente exposta ao sol, por isso é uma planta ideal para um quintal ou uma sacada. Apesar de sua alta exposição à luz, requer bem pouca irrigação.

11. Planta formiga ou colar de moedas

Essa suculenta se caracteriza por suas carnudas folhas redondas que nascem de longos caules. A Dischidia nummularia tem um crescimento lento, mas se converte em uma densa planta pendente. Não precisa estar sob o sol, por isso pode permanecer em ambientes internos, como em algum quarto iluminado. Dever ser regada quando sua terra estiver seca.

12. Colar de contas

Em seu habitat é rasteira, mas graças aos seus caules longos, recebeu um novo uso decorativo como planta pendente. Embora a Senecio herreianus se pareça à suculenta rosário, na realidade suas folhas não são redondas, mas ligeiramente ovaladas e pontiagudas. Pode ser colocada em um lugar parcialmente iluminado pelo sol ou em uma sombra de luz. Deve ser regada quando o substrato estiver completamente seco.

As suculentas têm uma ampla variedade de aparências, mas todas são muito fáceis de cuidar e de se ter em casa. Qual você usará para decorar a sua casa? Que outra planta pendente nos recomenda?

Compartilhar este artigo