Incrível
Incrível

12 Objetos que deveriam ser eliminados ou substituídos pelo bem da nossa saúde

Nossas emoções estão diretamente ligadas aos objetos que temos em casa. Por exemplo, segundo um estudo, o medo de tomar decisões muitas vezes está relacionado com uma maior tendência ao acúmulo de objetos. No entanto, mesmo se você acredita não se encaixar nesse grupo de pessoas porque só tem objetos úteis, é importante saber quando jogar fora ou substituir alguns objetos, sobretudo aqueles que afetam diretamente a nossa saúde.

Nós, do Incrível.club, defendemos a ideia de que a saúde vem sempre em primeiro lugar. Por isso, hoje, trazemos uma lista com 12 objetos que deveriam ser eliminados ou substituídos.

1. Lâmpadas frias

Um estudo publicado no American Journal of Public Health concluiu que lâmpadas fluorescentes causam problemas de visão devido à radiação ultravioleta. Seu uso pode causar doenças oculares, como catarata e pterígio, por exemplo. Para evitar esses problemas, você pode optar por lâmpadas quentes, ou mesmo as de espectro total, que imitam a luz natural.

2. Estojo para lentes de contato

Para garantir conforto e segurança é importante trocar os estojos das lentes após 3 meses. Além disso, os especialistas recomendam limpá-los após o uso e mantê-los abertos e secos em seguida.

3. Sabonete bactericida

Sabonetes bactericidas geralmente contêm triclosano, um ingrediente que pode afetar os nossos hormônios e fazer com que as bactérias fiquem mais resistentes a antibióticos. Em vez deles, muitos especialistas recomendam os bons e velhos sabonetes comuns, que funcionam muito bem e eliminam a maioria das bactérias.


4. Brilho labial

Embora o brilho labial não acumule tantas bactérias como o rímel ou a base líquida, especialistas recomendam que eles sejam trocados após 6 meses ou, no máximo, 1 ano de uso.

5. Tábua de plástico

Tábuas de plástico são mais fáceis de limpar em comparação com as de madeira, por isso algumas pessoas as consideram mais seguras. No entanto, as bactérias mais nocivas tendem a se esconder em suas ranhuras. Nesse sentido, para evitar intoxicações alimentares, o melhor é não optar pelas tábuas de plástico.

6. Purificadores de ar prejudiciais

Muitos purificadores de ar contêm ftalatos, substâncias químicas perigosas que podem causar problemas congênitos e hormonais, além de complicações no sistema reprodutor. Segundo um estudo, esses elementos químicos foram encontrados em alguns produtos anunciados como “totalmente naturais”.

7. Filtros de água da geladeira

Se o filtro da geladeira não for trocado regularmente, o gosto da água deve piorar, a geladeira pode quebrar mais rápido e você, provavelmente, começará a ingerir água com produtos químicos prejudiciais à saúde. A longevidade de um filtro depende de muitos fatores, portanto, não deixe de olhar as especificações técnicas do seu refrigerador.

8. Filtro do aspirador de pó

O uso de aspiradores de pó pode melhorar significativamente a qualidade do ar em casa, principalmente porque eles ajudam a recolher a poeira, eliminam parte do pólen e ainda ajudam a lutar contra o mofo e outras partículas nocivas à saúde. No entanto, para que o aspirador funcione corretamente, é preciso trocar o filtro com regularidade. A frequência depende do aspirador de pó e do tempo de uso; geralmente, a troca deve ser feita a cada 3-6 meses.

9. Escova de cabelo

Segundo especialistas, o ideal é trocar a escova de cabelo após 6 meses de uso. Se você não trocá-la, as cerdas podem entortar e a escovação pode danificar o seu cabelo.

Também é importante lembrar que você deve limpar a escova regularmente. O ideal é uma vez a cada 2-3 semanas; caso use muitos produtos para o cabelo, essa frequência deve ser ainda maior. Se isso não for feito, o acúmulo de partículas na escova aumenta e elas podem acabar no seu couro cabeludo.

10. Potes de plástico

Recipientes de plástico às vezes são feitos com produtos químicos perigosos que podem acabar nos alimentos que ingerimos, sobretudo os que colocamos no micro-ondas. O consumo desses produtos químicos pode causar distúrbios metabólicos, redução da fertilidade, entre outros problemas. Portanto, chegou a hora de se livrar desses potes e optar pelos de vidro.

11. Filtros de chuveiro

Os filtros para chuveiros são ótimos para diminuir a quantidade de metais pesados, cloro e sedimentos presentes na água, o que é especialmente importante para quem tem pele sensível. No entanto, para funcionarem da maneira correta, é preciso substituí-los regularmente. A frequência depende de quanta água você usa; geralmente, o recomendado é trocá-lo uma vez a cada 6 meses.

12. Colchões

A qualidade do nosso colchão tem um grande impacto no nosso sono. Além disso, ele pode acumular muita poeira e agravar os sintomas de pessoas que sofrem de asma e alergias. A longevidade de um colchão depende principalmente do material com que é feito; por exemplo, um colchão de mola pode durar até 10 anos, já um de espuma costuma durar de 10 a 15 anos.

Você tem alguma coisa que sabe que deveria jogar fora, mas não tem coragem de fazê-lo? Conte nos comentários.

Observação: Este artigo foi atualizado em Setembro de 2021 para corrigir o material de origem e/ou imprecisões factuais.
Incrível/Casa/12 Objetos que deveriam ser eliminados ou substituídos pelo bem da nossa saúde
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos