Incrível
Incrível

12 Hábitos ruins dos quais é melhor se livrar de uma vez por todas

Passar determinados hábitos de geração em geração é uma espécie de elo entre o passado e o presente. Afinal, que pais ou avós não gostam de compartilhar dicas para o dia a dia (ou mesmo conselhos de vida) com a boa intenção de facilitar a vida dos filhos e netos? É claro que compartilhar informação é algo sempre bem-vindo, mas o cotidiano mudou tanto nas últimas décadas que alguns hábitos do passado estão naturalmente desatualizados e hoje em dia são vistos de uma forma completamente diferente.

Nós, do Incrível.club, decidimos relembrar alguns hábitos do dia a dia que a geração mais velha considerava bons e úteis, mas que hoje em dia podem ser prejudiciais. Confira!

1. Diluir restos de detergente, sabonete e shampoo com água

Em caso de emergência, é claro que esse método pode ser usado, mas você não deve torná-lo um hábito. Quando interagem com a água, os compostos químicos perdem suas propriedades de limpeza e diminuem a espuma. Isso torna muito mais difícil remover a sujeira da superfície do corpo e de objetos.

2. Armazenar “lixo” na varanda

Armazenar coisas velhas, eletrodomésticos quebrados, móveis e caixas desnecessárias na varanda é um hábito enraizado que não traz nada além de bagunça e poeira. Não há necessidade de transformar esse ambiente em um depósito. Se você faz questão de guardar quinquilharias, prefira fazer isso em estantes, prateleiras ou armários fechados. E deixe seu espaço útil para outros fins.

3. Limpar ou escovar o chão usando apenas as mãos

Antigamente, era costume, na hora de lavar o chão, usar apenas as próprias mãos, um balde e um pano de chão. Isso seria suficiente para fazer uma boa limpeza. O fato é que isso pode ser muito prejudicial para a coluna e para o sistema musculoesquelético, de forma geral.

Hoje em dia, é possível adquirir uma série de itens de ótima qualidade para fazer uma limpeza completa na casa. Como último recurso, você pode ’percorrer’ os cantos dos quartos com um pano molhado para uma limpeza básica. Mas é melhor limpar o apartamento inteiro com um esfregão ou aspirador de pó. Um bom kit de limpeza permitirá que o serviço seja feito mais rapidamente, liberando tempo para você se dedicar a atividades mais agradáveis.

4. Comprar roupas maiores para crianças

É comum que alguns pais, com a ideia de economizar, negligenciem o conforto dos filhos. Por conta disso, um passeio que deveria ser um momento de alegria pode se transformar em um pesadelo para a criança. Imagine que, nessas situações, o casaco pode ser gigante, dificultando certos movimentos e os tênis podem fazer com que os pés dancem. Para além das dificuldades de ordem prática, há uma questão psicológica. Roupas excessivamente grandes podem prejudicar a autoestima do pequeno.

Terceiro risco: as crianças podem crescer rápido demais, inutilizando as roupas. Isso pode acontecer sobretudo naqueles casos em que os pais compram roupas em liquidações pensando em guardar para quando crescerem e essas peças se desgastam no guarda-roupa, mesmo tendo sido guardadas.

5. Arrumar a cama imediatamente após acordar

Fomos ensinados, desde pequenos, a arrumar a cama imediatamente após acordar. Porém, cientistas descobriram que esse hábito pode levar a alguns problemas de saúde. A roupa de cama, após ter tido um contato prolongado com o corpo úmido, se transforma em um terreno ideal para ácaros. Então, muitas vezes (sobretudo no verão), nós mesmos acabamos criando esse ambiente para os ácaros cobrindo a cama com lençóis, colchas e edredons. Para evitar isso, crie o hábito de, ao acordar, tirar o cobertor e arejar o ambiente. Você pode arrumar a cama mais tarde, depois de aproveitar sua rotina matinal, como tomar um banho ou preparar um belo café da manhã.

6. Secar a louça com pano de prato

Acredite: esse hábito possui vários pontos negativos. Em primeiro lugar, o pano deixa fiapos e micróbios na louça. Além disso, se não estiver limpo, você só estará sujando uma louça recém-lavada. Ou seja, secar a louça pode representar uma perda de tempo hoje em dia tão valioso. Os especialistas recomendam, ainda, trocar o pano de prato diariamente. Caso você seque a louça com um pano que ainda estava úmido, corre o risco de causar intoxicação alimentar.

7. Descongelar alimentos no balcão ou na pia

Muita gente, como forma de ganhar tempo na cozinha, retira a carne ou o peixe congelado do freezer e coloca em uma bancada (ou na pia) para descongelar. Ocorre, no entanto, que essa é uma prática bastante perigosa, sobretudo no verão. Com o calor, os micróbios começam a se multiplicar em alta velocidade. Além disso, o descongelamento nessas circunstâncias cria o risco de o alimento receber poeira e outros tipos de sujeira. O mais correto e seguro a se fazer é deixá-los em uma sacola plástica na prateleira mais baixa da geladeira. Embora esse não seja o método mais rápido, certamente é o mais higiênico e o que proporciona o melhor sabor ao alimento.

8. Lavar a tábua de corte com detergente comum

É muito importante lavar a tábua de corte adequadamente. Mas saiba que o detergente não penetra profundamente na superfície desse utensílio, permitindo que várias bactérias se acumulem nas ranhuras causadas pela faca. E, claro, essas bactérias acabam entrando em contato com a comida. O mais recomendado é desinfetar regularmente a tábua de cortar com bicarbonato de sódio, água oxigenada ou vinagre.

9. Dar descarga no vaso sanitário com a tampa aberta

A descarga tende a espalhar bactérias nocivas pelas superfícies do banheiro. E elas podem se assentar nos azulejos, no papel higiênico, na toalha, na escova de dente e em outros objetos. Segundo estudos, a forte pressão da água ao dar descarga joga micropartículas de água e, junto com ela, germes patogênicos a até dois metros de altura. Ou seja, em todo o banheiro. Lembre-se, sempre, de abaixar o assento do vaso sanitário antes de pressionar o botão de descarga.

10. Varrer o chão com vassoura de palha

Usar uma vassoura de palha pode até ser charmoso e remeter a um ambiente rústico e bucólico. Mas saiba que limpar o apartamento inteiro usando uma vassoura como essas pode ser perigoso para a sua saúde. O ponto é que ela levanta mais a poeira, criando uma nuvem de pó que pode sujar tudo e prejudicar sua saúde, se assentando nos móveis, nos alimentos, em sua pele e até penetrando em suas vias respiratórias. Algumas pessoas preferem molhar a vassoura antes de usar, mas isso não resolve nada. Aliás, só piora, sujando o chão.

11. Cortar o tubo de pasta para usar o restinho

Muita gente faz isso com o intuito de economizar. Só que, às vezes, na busca excessiva por economia, acabamos deixando de lado a questão estética. Um tubo de pasta de dente cortado no meio da pia não é lá tão agradável. Além disso, a embalagem aberta no ambiente úmido do banheiro é um terreno fértil para germes. Hoje em dia já existem dispositivos discretos, charmosos e baratos que conseguem espremer a pasta até o finzinho e que se integram harmoniosamente a qualquer ambiente.

12. Misturar vários alimentos em um prato

Não é segredo para ninguém que fazer uma ’mistureba’ no prato não é um sinal de fineza. Além de não deixar o prato bonito, transmite a impressão de gulodice. Pior: quem faz isso, muitas vezes acaba não dando conta de comer tudo e gera sobras de comida, o que não é bom nem para a reputação (principalmente nas situações em que a pessoa está em um almoço ou jantar como convidada) nem para o Meio Ambiente.

Você tem algum desses hábitos? Está pronto para mudar? Conte para a gente na seção de comentários.

Imagem de capa Depositphotos
Incrível/Casa/12 Hábitos ruins dos quais é melhor se livrar de uma vez por todas
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos