Incrível
Incrível

Por onde a vida levou os atores da novela “Escrava Isaura”, cuja trama ainda lembramos com ciscos nos olhos

A novela Escrava Isaura, lançada em 1976, foi transmitida em mais de 80 países. Muitos de nós assistimos à produção e depois a reassistimos várias vezes com o maior prazer. Há quem também tenha lido o romance homônimo, de Bernardo Guimarães, que serviu de base para o sucesso da TV brasileira. Porém, são os atores e atrizes que têm um lugar especial nos nossos corações.

Incrível.club relembrou alguns dos personagens da novela, que nos deram boas risadas e histórias emocionantes durante 100 capítulos, e descobrimos qual foi o destino dos artistas que deram vida a eles.

Roberto Pirillo — Tobias

Roberto ganhou fama aos 29 anos, quando encarnou a primeira paixão de Isaura. O público simpatizou tanto com ele que, mesmo depois do falecimento do personagem, continuou a acreditar que Tobias ainda estava vivo e voltaria com sua cara-metade. O interessante é que esse herói não consta na história original do livro de mesmo nome.

Além de participações em novelas e filmes, Roberto fez peças de teatro. Seu maior sucesso foi com a comédia Trair e Coçar É Só Começar, na qual o ator permaneceu atuando durante 14 anos. A partir da metade dos anos 1970, o artista trabalhou em diversas produções da Globo lado a lado com celebridades como Regina Duarte e Vera Fischer. A propósito, a filha de Roberto Pirillo seguiu a profissão do pai e também se tornou atriz.

Norma Blum — Malvina

Norma Blum interpretou a esposa do vilão principal da trama, Leôncio. Apesar de que as perversidades de seu marido deixavam a vida de Isaura cada vez mais difícil, a própria Malvina era gentil e compassiva com a pobre garota. A atriz iniciou sua carreira em meados do século XX como assistente de roteiro. Depois, a mulher trabalhou como apresentadora de TV. Nos anos 1970, Norma entrou no mundo das novelas. Em 1992, em decorrência de problemas de saúde, a artista se aposentou, mas voltou às telonas no início dos anos 2000. Além disso, ela também escreve livros.

Léa Garcia — Rosa

Rosa, escrava do ex-dono da plantação, que tinha desgosto por Isaura, foi uma das personagens marcantes da novela. Ganhar seu primeiro papel de vilã foi desafiador para a atriz. Muitos espectadores não conseguiam separar a arte da artista, por isso acreditavam que a própria Léa era cheia de maldade, como sua personagem. Portanto, ela conseguiu lidar profissionalmente com os preconceitos.

Na juventude, a famosa sonhava em ser escritora, mas tudo mudou depois do seu encontro com o dramaturgo Abdias do Nascimento, com quem teve dois filhos. Foi ele que a convenceu a ser atriz. Em 1957, a mulher foi indicada ao prêmio de melhor interpretação feminina no Festival de Cannes por sua atuação no filme Orfeu Negro, também conhecido como Orfeu do Carnaval. Hoje, aos 89 anos, a estrela ainda aparece ativamente em vários filmes e novelas, além de ter contas nas redes sociais.

Edwin Luisi — Álvaro

O personagem de Edwin Luisi entrou na novela depois que Tobias faleceu. Ele começou a cortejar Isaura e, assim que descobriu que a garota era uma escrava fugida, salvou a jovem e a pediu em casamento. O ator estudou História da Arte e o idioma francês na França, além de se formar na Escola de Arte Dramática, da Universidade de São Paulo. O astro costumava conciliar cinema, televisão e teatro. Ele tem um filho adotivo, Cláudio Andrade, que também virou ator, e uma neta pequena. Aliás, Edwin e Lucélia, intérprete de Isaura, são amigos há mais de 40 anos.

Myrian Rios — Aninha

Aos 17 anos, Myrian arrasou em um concurso de talentos. Em seguida, se tornou modelo e, desde 1976, atua em novelas. Ela integrou o elenco de Escrava Isaura como Aninha, a segunda esposa de Leôncio. Em 2001, também interpretou um papel em O Clone.

A história de amor da própria atriz também é digna de um filme. Em 1973, ela foi para um show de Roberto Carlos. A garota teve a impressão de que o cantor não tirou os olhos dela durante a performance. Depois de quatro anos, por coincidência, eles acabaram viajando de avião nos assentos próximos e tiveram tempo para se conhecer melhor. Devido a péssimas condições climáticas, o avião pousou em uma cidade diferente da de destino, e o artista deu uma carona para Myrian. Foi assim que começou seu romance, que durou dez anos. Os cônjuges se divorciaram logo que a atriz soube que Roberto tinha feito vasectomia. Ela se sentiu enganada, pois queria ter filhos. Posteriormente, a famosa ainda teve alguns romances e dois casamentos, que lhe deram dois filhos.

Mário Cardoso — Henrique

Mário nasceu em Portugal. Ele se formou em Psicologia, mas não ficou no ramo por muito tempo. O astro se mudou para o Brasil e passou a trabalhar como modelo e, depois, como ator. Ele fez seu nome mundo afora graças ao papel de Henrique Fontoura, o irmão de bom coração de Malvina.

Também é dublador e diretor de dublagens. Deu voz a um dos personagens de Os Simpsons. O famoso tem dois filhos: a garota passou para uma faculdade de Odontologia, e o garoto estuda Informática.

Rubens de Falco — Leôncio

Após se apoderar do patrimônio da sua família, Leôncio implica com Isaura ao longo da novela, porque a moça não retribui seus sentimentos. Esse papel se tornou principal na carreira de Rubens de Falco. O curioso é que, na nova adaptação do romance, Rubens interpretou o pai de Leôncio, o que foi uma das suas últimas atuações.

O ator nunca foi casado, mas teve um romance rápido com Susana Vieira. Segundo a atriz, eles se apaixonaram um pelo outro nas gravações da novela A Sucessora, mas não conseguiram levar o relacionamento adiante, uma vez que moravam em cidades diferentes.

Henriette Morineau — Madame Madeleine Besançon

Henriette Morineau marcou sua breve aparição na novela como uma renomada atriz francesa que sugere que Isaura saia com ela do Brasil. A própria Henriette também nasceu na França, em 1908. Em 1926, ingressou no Conservatório de Paris. Depois de conhecer seu futuro marido, se mudou para o Brasil. Escrava Isaura foi a segunda novela com sua participação. A celebridade passou 60 anos se dedicando ao mundo do cinema e teatro e faleceu com 82 anos.

Isaac Bardavid — Francisco

Isaac deu vida ao cruel feitor Francisco, um papel que lhe trouxe fama mundial. Além de atuações em novelas e produções humorísticas, ele também fazia dublagens. Sua voz baixa era uma das mais reconhecidas no país. A propósito, Isaac era amigo de Hugh Jackman e a voz brasileira do personagem Wolverine, interpretado pelo ator australiano. Os homens se conheceram no programa The Noite com Danilo Gentili. Quando Isaac faleceu, Hugh Jackman fez uma homenagem emocionante ao ator nas redes sociais.

Lucélia Santos — Isaura

Em 1976, à esquerda, e em 2022, à direita.

A protagonista da novela cresceu em uma família grande. Aos 9 anos, escutou pela rádio uma atriz chamando crianças para fazer uma audição. A partir daí, a atriz foi descobrindo pouco a pouco sua verdadeira vocação. Depois de uma sequência de papéis pequenos, a grande participação em Escrava Isaura completou seu currículo em 1976. Logo, Lucélia se tornou uma estrela em escala mundial, recebendo uma oferta após a outra. No total, a diva atuou em mais de 30 filmes e programas de TV.

Curiosamente, 46 anos depois do lançamento de Escrava Isaura, Lucélia Santos e Edwin Luisi voltaram a interpretar cônjuges na novela portuguesa Na Corda Bamba. Para a atriz, esse foi o único projeto nos últimos dez anos. O último filme com sua participação foi lançado em 2020. Ela abriu mão do cinema, usa ativamente as redes sociais e chama a atenção da sociedade para o desmatamento. A celebridade tem um filho, Pedro, de seu casamento com o compositor e maestro John Neschling. Já em 2017, ela se tornou avó.

Você assistiu a Escrava Isaura? Qual das cenas marcou sua memória?

Incrível/Arte/Por onde a vida levou os atores da novela “Escrava Isaura”, cuja trama ainda lembramos com ciscos nos olhos
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos