Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Conheça Brasília com “Candango na Foto” e divirta-se com suas 18 melhores criações

Brasília ganhou um novo personagem. Ele se chama Candango. Ninguém sabe se ele é homem ou mulher. Se é adolescente ou adulto. A única certeza é que ele invade fotos para contar um pouquinho da história da capital do País de uma maneira divertida.

Incrível.club conversou com o brasiliense Nilton Silva, 34, criador do projeto “Candango na Foto” e compilou as 15 melhores criações. Venha conhecer Brasília de uma maneira diferente e não se esqueça de verificar um bônus no final do post.

Os Candangos

Nilton Silva, que é designer, disse que o personagem Candango foi inspirado na obra acima, uma das esculturas mais conhecidas da Capital Federal. “É um personagem sem gênero. Não tem idade e nem religião. Isso ajudou bastante na aceitação dele, pois há menos rejeição”, explicou.

A estátua “Os Candangos”: os candangos foram os pioneiros de Brasília, ajudaram a construir a cidade. Com o tempo, os brasilienses foram se autodenominando como tal e “candango” se tornou um apelido de quem vive no Distrito Federal (DF).

Ponte JK

O Candango gosta de invadir as fotos dos usuários e contar algo curioso sobre o lugar. “As histórias são reais. Tudo é pesquisado antes de ser publicado como legenda”, conta Nilton.

A ponte Juscelino Kubitschek, ou JK para os mais íntimos, tem 1,2 mil metros de comprimento. É um ótimo ponto turístico para apreciar o passeio em família ou somente admirar o pôr-do-sol.

TSE

O personagem não percorre a cidade apenas para contar histórias. Ele também tem seus momentos de diversão.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi a última obra de Oscar Niemeyer inaugurada na cidade.

Ermida Dom Bosco

Nilton Silva usa as horas vagas para desenhar. Ao viver por um período no Canadá, o artista sentiu muita falta de Brasília e isso serviu para reforçar uma ideia que já tinha: a de criar um personagem que invadia fotos. Inclusive, de algum canal que valorizasse a cidade como deveria. Daí idealizou a ideia do perfil no IG.

O Ermida Dom Bosco é um parque ecológico localizado no Lago Sul, às margens do Lago Paranoá. Lá também é possível visitar a capela Dom Bosco, outro ponto turístico da região.

Banco Central

Segundo Nilton, todas as fotos publicadas no perfil do IG são acessíveis com um texto alternativo para pessoas cegas ou de baixa visão.

A sede do Banco Central em Brasília foi inaugurada em 1981. Como adora uma distração, o Candango resolveu jogar tetris com a construção.

Ipês

O artista adiantou ao Incrível que lançará um livro ilustrado do Candango.

Os famosos ipês que colorem Brasília. É possível ver ipês amarelos, brancos e roxos espalhados pela capital. Na foto, as “madeixas de Brasília” sendo retocadas pelo Candango.

Tesourinhas

O livro contará a história do Plano Piloto e de todas as regiões administrativas do DF. “Quero algo que chame atenção tanto visualmente quanto pelo conteúdo”, ressaltou Nilton.

As tesourinhas foram construídas para desafogar o trânsito da cidade...

...mas se chover, o Candango mostra o que acontece acima.

Se você nunca “pegou um baú”, olha só...

O projeto de lançamento do livro conta com uma equipe grande e participativa.

“Baú” é o apelido carinhoso dado pelos brasilienses aos ônibus do transporte público do DF. Se perguntarem “a que horas passa o baú”, já sabe o que responder.

Minhocão da UnB

Até o momento, nove historiadores estão contribuindo na elaboração do livro.

O Instituto Central de Ciências da UnB (ICC) é também conhecido como “Minhocão”. E não é que parece, mesmo?

Buraco do Tatu

Depois de pronto, o livro será distribuído gratuitamente para todas as bibliotecas das escolas públicas do Distrito Federal.

Esse trecho subterrâneo é chamado de “Buraco do Tatu”. A origem do nome ainda é um mistério.

Surf em Brasília

“Se tudo der certo, queremos lançar o livro quando a capital completar 61 anos. Ele vai seguir o estilo do perfil do IG”, revelou o designer ao detalhar sua obra.

O céu de Brasília é um atrativo à parte. O Natiruts, uma banda local de reggae e famosa mundialmente, detalha bem isso em uma de suas músicas, dizendo que é possível surfar “no céu azul de nuvens doidas”.

Catedral

O livro do “Candango na Foto” será lançado em libras, áudio e digital.

A Catedral de Brasília é mais um projeto de Oscar Niemeyer. Por dentro, é possível visualizar os vitrais brilhantes e azuis com a entrada da luz solar, iluminando o interior da igreja.

Praça dos Três Poderes

“Estou utilizando todas as formas de inclusão que conheço. Quero fortalecer essa relação de pertencimento pelos moradores de Brasília, além de valorizar, ainda mais, cada cidade do DF, não somente o Plano Piloto”, concluiu Nilton.

Por que não pendurar as roupas no varal, utilizando os pregadores criados especificadamente para pombos?

Câmara dos Deputados

Bom, enquanto o livro não sai, vamos nos divertir com mais algumas fotos invadidas pelo Candango ;)

O Candango resolveu admirar a arquitetura do coração de Brasilia através da janela do anexo da Câmara dos Deputados.

Praça do Relógio

O relógio mais famoso do DF está na Praça do Relógio de Taguatinga

Estádio Mané Garrincha

Homenagem à jogadora de futebol Marta. Para isso, o Candango invadiu o estádio Mané Garrincha

Bônus: camelo no deserto

E para finalizar: mais um apelido criado pelos brasilienses para a famosa magrela (ou bicicleta). Quem já passou por uma seca de Brasília vai entender o motivo do apelido. Até Renato Russo citou o camelo na música Eduardo e Mônica.

Vida longa ao personagem mais querido da capital! E se você quiser que o Candango invada sua foto, escreva a #CANDANGOnaFOTO no seu post. Aproveite e comente abaixo qual invasão você achou mais divertida.

Compartilhar este artigo