Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
A arte inesgotável de Salvador Dalí

A arte inesgotável de Salvador Dalí

As obras do artista espanhol Salvador Dalí foram ganhando cada vez mais polêmica com o passar dos anos. Seu caráter surrealista e sonhador sempre impactaram o mundo, mas não impediram que ele fosse reconhecido como um dos maiores artistas que a humanidade já conheceu. De uma versatilidade ímpar, ele trabalhou com pintura, escultura, escrita, cenografia e muitas outras manifestações artísticas.

É justamente o dinamismo de Dalí que queremos compartilhar por meio de fotos e pinturas que juntam ilusões de ótica, metáforas artísticas, animais, mulheres nuas e, como não podia faltar, seu emblemático e único bigode. É realmente inacreditável que uma pessoa possa ter tido tanto talento.

Atomicus Dalí (1948)

Para fazer esta foto, tirada por Philippe Halsman, foram necessários 6 assistentes, entre eles a esposa de Halsman. Em cada take era feita uma contagem até 5. 1: cadeira no ar; 2: móveis pendurados; 3: gatos ao ar; 4: água; 5: Dalí saltando. Esse era o Photoshop da época. Na raça e na criatividade.


Aparição de um rosto e de uma fruteira numa praia (1938)

Apparition of Face and Fruit Dish on a Beach

Uma interessante ilusão proposta por Dalí. Você provavelmente consegue ver o rosto e a fruteira, mas é capaz de ver o cachorro?


O maestro

Um exemplo vivo de sua excentricidade.

Sentimentos

Feelings, arte compartilhada entre Dalí e o pintor belga René Magritte, que também trabalhava o surrealismo.

Dalí

Em 24 de julho de 1982, o Rei Juan Carlos I da Espanha ofereceu a Dalí o título de Marquês de Dalí de Púbol por seus dotes artísticos e grande contribuição à cultura de seu país.


Um eterno satírico

"Só existem duas coisas ruins que podem te acontecer na vida: ser Pablo Picasso e não ser Salvador Dalí", disse ele.


Um lindo registro em movimento

Mais uma vez Dalí trabalha com seu amigo Philippe Halsman, que ficou muito conhecido também por fotografar personagens famosos como Alfred Hitchcock, Marilyn Monroe e Frank Sinatra.

O rosto da guerra (1940)

The Face of War, uma das obras que Dalí criou na sua curta permanência na Califórnia, nos Estados Unidos. Ele a pintou pensando no final da Guerra Civil espanhola e no começo da Segunda Guerra Mundial.


O louco

"A única diferença entre um louco e eu é que o louco acha que não é, enquanto eu sei que sou", Salvador Dalí.

Dalí e os animais

Dalí teve como bicho de estimação um tamanduá. Ele costumava passear pelas ruas de Paris com seu animalzinho.

Boca misteriosa aparecendo no fundo da minha enfermeira (1941)

O título original era: Mysterious Mouth Appearing in the Back of My Nurse. As ilusões de ótica de Dalí são realmente incríveis.


A persistência da memória (1931)

Uma de suas obras mais célebres, pintada a óleo e completamente surrealista. Provavelmente você já conhecia, mas ela não podia ficar de fora da seleção.


Morte voluptuosa (1951)

Em In Voluptas Mors, de novo o fotógrafo norte-americano Philippe Halsman registra as loucas e geniais ideias de Salvador Dalí.

Imagens: Pinterest

Tradução e adaptação Incrível.club