Incrível
Incrível

16 Pessoas cujos pés as levam a alguém que precisa de ajuda

Estudos demonstram que um ato sincero de bondade, mesmo que pequeno, deixa as pessoas mais felizes. E, quando estamos felizes e satisfeitos com nossas vidas, somos mais propensos a fazer um grande gesto e agradar alguém com nossa atenção ou carinho.

Nós, do Incrível.club, estamos convencidos de que os protagonistas da nossa coleção, julgando pela bondade deles, devem ser simplesmente a felicidade em pessoa. A vontade dele de ajudar, sempre no momento certo, é admirável e faz com que queiramos compartilhar suas histórias.

  • Outro dia, fomos a uma confeitaria para comer alguns doces. Notei que o rapaz do caixa sempre ficava de pé. Não tinha nenhuma cadeira ou lugar para descansar. Ele anotava os pedidos, e também os entregava. O seu horário de trabalho era das 10h00 às 22h00. Pedi o livro de reclamações. Então, escrevi para seus superiores dizendo ser uma vergonha. Acrescentei que o negócio deles não iria desmoronar se dessem uma cadeira ao empregado. Minha amiga passou pela confeitaria hoje e disse que deram uma cadeira para o caixa. Sempre farei isso. © HellgaProtiv / Twitter
  • Em uma loja de brinquedos, vi um garoto com a sua mãe escolhendo um presente para o aniversário dele. Ele queria um boneco Transformers e a mãe tentava o convencer a comprar um brinquedo mais barato. Ela conseguiu, mas o garoto ficou muito chateado e desanimado. Eu tinha dinheiro, pois tinha acabado de receber meu salário. Senti muita pena dele. Dei ao garoto o que ele queria, embora o preço fosse muito alto. Depois de 20 anos, precisei vender meu carro. Parei em uma concessionária, troquei o óleo, os filtros, fui pagar, mas o patrão não aceitou o dinheiro. Descobri que era o rapaz a quem eu havia comprado o boneco. © Sibirskix / Pikabu
  • Era início de primavera em Moscou. Estava passeando com meu cachorro ao longo do rio, como sempre, e de repente vi um conhecido meu, o Leo. Ele estava tirando sua roupa e a colocando em um banco. Fiquei confusa, mas mais tarde entendi o que estava acontecendo. Um vira-lata ficou preso no gelo no rio. Não era o cão do Leo, pois ele tem dois dachshund. Era de uma senhora que corria ao longo do rio, acenando e gritando tanto que ficou sem voz. Meu conhecido se despiu silenciosamente e mergulhou. Enquanto arrastava o cão para a beira, ele rosnou e o mordeu. Joguei a nossa guia e os ajudei a sair da água. Que herói! © Svetlana Koverga / Facebook
  • Em um inverno muito frio, meu marido e eu voltávamos para casa à noite. De repente, meu marido começou a desacelerar e me disse para abrir rapidamente a porta de trás. Sem entender nada, abri. Ele gritou: “Entre rápido!” Então vi uma menina de 18 anos, com poucas camadas de roupa, só estava de casaco e botas. Ela chorava e a maquiagem escorria pelo seu rosto. E havia uns cinco caras correndo atrás dela. Meu marido perguntou para onde ele queria ir, para casa ou para a polícia. Chorando, ela disse que não podia nos pagar. Meu marido perguntou novamente. Ela pediu para a levarmos para a casa da amiga. Levamos. Acabamos de nos casar e planejamos ter um bebê. Ficamos com muita pena dela. © Iablokova Marina / Facebook
  • Havia um jovem na minha empresa que tinha acabado de ser contratado. Ele era muito pobre. Notei que ele usava dois tênis diferentes, muito velhos. Um dia olhei para os calçados dele que estavam ao lado dos meus para comparar os tamanhos. Comprei um tênis novo e pus na mesa dele bem cedo para que ninguém soubesse que fui eu. Escrevi um bilhete dizendo que os tênis novos eram para ele. Quando o vi chorando de alegria, me senti muito feliz. © Mac2311 / Reddit
  • Um dia, tive uma gripe forte e encomendei comida pela internet. Mais tarde pedi alguns remédios também. Eu estava passando muito mal com febre alta. Minha encomenda não chegava, porém meu ex-namorado ligava sem parar. Eu o ignorei e ele parou de me incomodar. Finalmente a campainha tocou. Corri para abrir a porta achando que era o entregador e vi meu ex com comida e remédios na mão. Ele conseguiu meu novo endereço com meus amigos e trouxe meu pedido, pois eu havia enviado para o endereço onde vivemos juntos. Então nos reconciliamos. © Podslyshano / Ideer
  • Eu morava em um orfanato. Tínhamos aula de desenho lá, mas quis me matricular em um curso especializado. Um dia, enquanto pintávamos, a professora do curso perguntou: “Onde está a sua aquarela?” Apontei calmamente para minha tinta barata de doze cores. Ela falou: “Você não pode pintar com essa tinta, precisa de uma aquarela profissional”. Toda a turma olhou para mim, fiquei envergonhado. Voltei para o orfanato triste e encontrei minha professora de desenho. Ela viu que eu estava desanimado, e me consolou. Tomamos chá e ela me convenceu a não desistir do curso. No dia seguinte fui para a aula de desenho do orfanato, minha professora não estava presente, mas na minha mesa achei uma aquarela, uns pincéis profissionais e um bilhete: “Estude! Você tem a vida toda pela frente!” © Assatur11 / Pikabu
  • Fui a um restaurante no centro da minha cidade, a mais ou menos 30 minutos de casa. Tinha levado o bilhete de metrô da minha mãe com validade de um ano. Era um bilhete caro, e acabei deixando cair do meu bolso. Fui para casa de ônibus e nem percebi que havia perdido o bilhete. Quando cheguei em casa e não encontrei o bilhete entrei em pânico. Peguei outro ônibus para o restaurante e expliquei a situação. Uma garçonete se lembrou que tinha jogado o bilhete fora, pois achava que estava inválido. Eu estava pronta para “mergulhar” no lixo, mas uma das funcionárias, ao ouvir nossa conversa, o “desenterrou” e trouxe para mim. Não posso dizer o quanto eu sou grata a ela. © BadlyPk / Reddit
  • Um dia de chuva, eu com a perna quebrada e “me arrastando” com a muleta do jeito que dava. Então um rapaz se aproximou de mim com seu guarda-chuva e andou comigo pelo campus para que eu não me molhasse na chuva. © Mads_83 / Reddit
  • Certa vez, quando eu tinha 14-15 anos, voltei para casa de bicicleta em velocidade máxima para chegar no horário marcado. Então uma roda escorregou para um lado e bati bem forte meu cotovelo e minha cabeça, naquela época não usávamos capacetes. Quebrei também a minha bicicleta. Não sei por quanto tempo eu teria ficado na beira da estrada se não fosse por um casal que gentilmente me ajudou a levantar, eles chamaram um táxi e ainda pagaram por ele! Eu estava a cerca de 8 km de casa. Quando cheguei, os meus pais me levaram ao hospital. Felizmente, meus ferimentos não foram muito graves. © affordable_firepower / Reddit
  • Certo dia, notei um cachorrinho correndo por uma estrada muito movimentada. Então, parei o trânsito com o meu carro e peguei o bichinho. Naquele momento começou a chover forte e nós dois ficamos ensopados. O enrolei no meu casaco e peguei no colo. Tive de faltar à reunião marcada enquanto procurava um canil. No final, levei o cachorro para uma delegacia. Quando liguei para lá, algumas horas depois, me falaram que o cão já havia sido devolvido aos seus donos. © ee112358 / Reddit
  • Hoje choveu o dia todo. Tive de andar debaixo de uma ponte ferroviária onde havia muita água. Os carros passavam em alta velocidade enchendo a calçada de água, por isso era quase impossível caminhar lá. Então um caminhoneiro passou, viu a minha situação, buzinou e começou a andar devagar me deixando caminhar do seu lado. Foi um gesto pequeno, mas uma grande ajuda. © Istorii.ru / Pikabu
  • Meu amigo e eu voltávamos para casa e vimos um senhor numa posição estranha encostado numa árvore. Nos aproximamos, perguntamos o que havia acontecido. Descobrimos que ele tinha algum problema nas costas, se largasse a árvore, ele cairia. Bem, meu amigo e eu o levamos para casa. Íamos chamar uma ambulância quando a vizinha dele entrou e disse que sabia como ajudá-lo. © Serguei Krasov / Facebook
  • Certo dia, sofri um acidente de carro. Enquanto eu estava deitava na beira da estrada, uma moça veio e disse que a ambulância estava vindo. Ela tirou todas as minhas joias só por segurança. Então agarrei a mão dela e disse para ela levar o dinheiro do porta-luvas. Fui para o hospital e já tinha dado minhas joias e o dinheiro como perdidos. Porém a moça veio me visitar e até trouxe laranjas. Três semanas mais tarde recebi alta. Fui na casa dela com um bolo para agradecer. Ela morava em um prédio bem sujo. Toquei a campainha, a porta se abriu. O apartamento dela era bem simples, mas limpo. Então uma garotinha de cerca de 3 anos correu para me cumprimentar. Descobri que a moça não tinha pais. Ela havia encontrado “o amor da sua vida” e, quando engravidou, “o amor” simplesmente desapareceu. Agora ela fazia faxina em escritórios, e a filha ficava com a vizinha. Tomamos chá, ela devolveu minhas joias e meu dinheiro. Nos despedimos. Entrei no carro e chorei. Então decidi voltar. Eu disse: “Tome esse dinheiro, pode fazer um curso de manicure e pedicure para trabalhar em casa cuidando da sua filha”. Então, ela começou a chorar. Mal consegui fazê-la pegar o dinheiro. Passaram-se seis meses, ela fez o curso e agora trabalha em casa. Reformou a casa dela e levou sua filha para ver o mar pela primeira vez. © ivettaek / Pikabu

Você já esteve em uma situação em que o apoio ou a ajuda de alguém chegou bem na hora? Estamos curiosos para ler suas histórias nos comentários.

Imagem de capa ivettaek / Pikabu
Incrível/Arte/16 Pessoas cujos pés as levam a alguém que precisa de ajuda
Compartilhar este artigo