Incrível
Incrível

13 Erros de “Titanic” que só os espectadores mais atentos conseguiram perceber

Alguns filmes têm o poder de despertar grandes emoções nos espectadores. No entanto, na busca por criar cenas perfeitas, muitos cineastas acabam cometendo alguns erros porque não prestam atenção nos pequenos detalhes.

Esse é o caso do superpremiado Titanic, filme que virou febre mundial e se transformou no segundo longa a arrecadar mais de dois bilhões de dólares de bilheteria. É difícil de entender como um filme que fez tanto sucesso tenha deixado passar esses pequenos deslizes. Mas para a sorte de seus produtores, os detalhes são tão sutis que apenas os mais observadores conseguem perceber.

Incrível.club fez uma rápida pesquisa e juntou pequenos erros que nem mesmo a equipe de pós-produção conseguiu notar.

1. A pinta que muda de lugar

Um erro que pouca gente percebeu é a pinta no rosto de Rose DeWitt Bukater (interpretada pela atriz Kate Winslet). Quando a jovem está embarcando no navio, a pinta aparece do lado esquerdo do rosto; algumas cenas depois, aparece do lado direito.

2. Grades que se movem

Aqui vemos um erro de cenário. Na primeira imagem, Jack Dawson (interpretado por Leonardo DiCaprio) está com o amigo na proa do navio e as grades têm um espaço entre elas, ou seja, estão separadas.

Um pouco mais adiante, os dois protagonistas estão no mesmo lugar para representar uma das cenas mais icônicas do filme: Jack abraçando Rose na proa. No entanto, agora as grades estão juntas. Será que elas, inspiradas pela união do casal, decidiram se aproximar também? Fica a questão.

3. Erros de etiqueta

Um dos temas mais fortes do filme é o amor entre duas pessoas de classes sociais diferentes. Rose e sua mãe, Ruth DeWitt Bukater (interpretada pela atriz Frances Fisher), pertencem a uma classe privilegiada e por isso conhecem tudo sobre etiqueta; em algumas cenas Ruth menciona como todos esses protocolos são importantes.

Contudo, parece um pouco contraditório que em várias partes do filme ela use luvas para comer, quando isso é proibido pelas regras de etiqueta. O correto é retirar as luvas no salão onde a comida será servida. Será que alguém não fez as unhas?

4. Erro de época

Outro descuido se refere à roupa de Cal Hockley (interpretado por Billy Zane). Por causa do ciúmes, ele constantemente fala mal de Jack e faz inclusive agressivos comentários sobre sua forma de vestir.

Mas algo que causa um pouco de estranhamento é a cena em que ele aparece usando sapatos sem meias, um acessório indispensável em um look formal, sobretudo para a época em que a história se passa.

5. Colares que desaparecem

Mais um erro que provavelmente foi apenas uma pequena desatenção. Na primeira imagem, vemos Rose em uma cena com a mãe, muito elegante diga-se de passagem. Ela, incomodada pelos comentários de todos, decide sair correndo e aparece em outra cena sem o colar; além disso, ela solta o cabelo em questão de segundos.

6. Diferenças dependendo do ângulo

Algumas cenas depois, Rose, movida pelo impulso, está prestes a se jogar do navio. Por sorte, Jack aparece para tentar convencê-la do contrário. O detalhe aqui se refere a uma parte do vestido: em um dos takes, Rose não está segurando o vestido; no outro, sim.

7. Suspensórios que aparecem e desaparecem

Na mesma sequência de imagens é possível ver como a roupa de Jack vai mudando. À medida que a cena avança, o personagem aparece com ou sem os suspensórios. Seriam suspensórios mágicos?

8. Reciclagem de cobertores

Outro objeto que talvez tenha passado despercebido é o cobertor, que aparece mais de uma vez. Em um primeiro momento, Rose aparece com ele após ser resgatada por Jack. Quase no final do filme, após o resgate dos sobreviventes, Rose aparece com o mesmo cobertor, que está misteriosamente seco.

Um pouco mais adiante, ela também aparece usando um cobertor, dessa vez para se esconder de Cal Hockley. Mas nessa última cena trata-se de outro cobertor.

9. Objetos que aparecem

Em um determinado momento do filme, Jack é preso injustamente e Rose corre para salvá-lo. Mas uma coisa que a equipe de produção não percebeu foi que no outro quarto, entre uma cena e outra, aparece um travesseiro. Alguém decidiu tirar um cochilo?

10. Vidros reconstruídos

Para soltar Jack, Rose sai correndo pelos corredores e encontra um machado arrombador para bombeiros. Ela quebra o vidro de segurança, mas no take seguinte ele aparece milagrosamente reconstruído. Estranho, não é mesmo?

11. Cordas que desafiam a gravidade

Algo realmente interessante no filme é que após o acidente com o iceberg, a proa do navio começa a afundar, o que faz com que a popa comece a subir; ou seja, se cria uma forte inclinação que se origina na parte da frente e afeta a parte de trás.

Segundo a lei da gravidade, os objetos sempre devem cair no sentido do corpo com maior atração, nesse caso a Terra. No entanto, na primeira imagem, as cordas do navio parecem inclinar-se de forma paralela à Terra. Por sorte o erro foi corrigido nas cenas seguintes.

12. Ninguém prestou atenção no céu

O astrofísico Neil deGrasse Tyson comentou vários erros presentes no filme. Por exemplo, eles não prestaram atenção na data, no trajeto da viagem e na posição das estrelas do céu naquela noite. No filme, Rose e Jack aparecem em uma noite de céu estrelado e limpo, sem Lua, um erro segundo os historiadores.

13. Uma sujeirinha gelada

Jack e Rose acabaram perdidos no meio de um gelado Oceano Atlântico, lutando para sobreviver até que o resgate aparecesse. No começo da sequência, ambos se ajudam e, por causa do frio, um pouco de gelo se forma no nariz de Jack. Algum tempo depois, quando Rose tenta acordá-lo porque os botes apareceram, o gelo estava derretido.

Você tem o hábito de prestar atenção nos erros dos filmes? Percebeu outro erro que deveria estar nessa lista? Compartilhe nos comentários.

Compartilhar este artigo