Incrível
Incrível

12 Erros de figurino ou maquiagem mostrando que até a equipe mais detalhista pode se equivocar

Apesar de os grandes filmes contarem em sua equipe de produção com vários especialistas encarregados do visual dos personagens, erros podem acontecer. Em decorrência deles, é possível encontrar algumas incoerências envolvendo a maquiagem, o figurino ou cabelo usados por atrizes e atores.

Com isso em mente, o Incrível.club decidiu criar uma lista com erros de continuidade encontrados em filmes de sucesso. Será que você já tinha se dado conta deles?

1. O Mágico de Oz (1939)

No longa, Dorothy, interpretada por Judy Garland, usa o cabelo em duas tranças curtas e cacheadas, cujo comprimento vai mudando ao longo da história.

2. Top Gun — Ases Indomáveis (1986)

Aparentemente, a cena em que Maverick e Charlie se encontram em um elevador após seu treinamento foi rodada posteriormente, uma vez que o cabelo de Kelly McGillis parece ter sido tingido com outra tonalidade. Apesar de os fios estarem escondidos embaixo de um chapéu, dá para ver que eles estão mais escuros. É algo que pode ser considerado um erro de continuidade na história do filme.

3. As Patricinhas de Beverly Hills (1995)

Também no longa-metragem de 1995 podemos encontrar alguns erros, entre eles o fato de o cabelo de Amber crescer e encurtar ao longo da trama. Em algumas cenas, ela surge com madeixas longas, enquanto em outras, o cabelo chega apenas à altura dos ombros.

4. Uma Linda Mulher (1990)

Durante a noite em que os protagonistas vão à ópera, o penteado de Vivian muda entre o momento em que ela recebe o colar de presente até o final do evento. Podemos notar a diferença sobretudo por conta de duas mechas de cabelo, que emolduram o rosto dela.

5. Coração de Cavaleiro (2001)

Apesar de a maior parte do figurino usado pelos homens ser fiel à história, não podemos dizer o mesmo em relação a Jocelyn, cujos vestidos e penteados possuem clara influência contemporânea. As mulheres do século XIV costumavam usar vestidos mais ajustados, acompanhados por uma espécie de cinto na altura do quadril.

6. Coração Valente (1995)

O longa relata acontecimentos ocorridos no fim do século XIII. À primeira vista, as roupas usadas pelos nobres na produção passaram por uma boa pesquisa com base histórica. Entretanto, aquelas utilizadas por outros grupos de pessoas não foram fiéis à realidade da época, já que as saias masculinas escocesas com cinto só passaram a ser usadas a partir do fim do século XVIII.

7. Enola Holmes (2020)

A trama do filme se desenrola na Grã-Bretanha do fim do século XIX, quando o penteado usado pelas mulheres da época consistia no cabelo preso, com alguns cachos soltos nas laterais, emoldurando o rosto. Não obstante, o fato de a protagonista aparecer geralmente com o cabelo parcialmente preso não impediu o filme de ser bem recebido por público e crítica.

8. A Outra (2008)

Ao longo do filme, vemos as protagonistas exibindo belíssimos vestidos decotados. Porém, no século XVI, época em que a trama está ambientada, algo assim não poderia acontecer, já que as mulheres deviam usar uma espécie de camiseta interior por baixo dos vestidos.

9. O Último Samurai (2003)

Diferentemente do visual adotado por Tom Cruise na produção, os homens do século XIX não costumavam deixar o cabelo tão comprido. A partir de 1860, as longas madeixas masculinas foram trocadas pelo bigode e pela barba.

10. Maria Antonieta (2006)

Ainda que possamos considerar ter sido feito de propósito, em uma das cenas do filme podemos ver um par de tênis Converse, especificamente na sequência em que vários calçados aparecem. O intuito foi mostrar que, apesar de tudo, Maria Antonieta ainda era uma adolescente tentando encontrar seu lugar no mundo.

11. Cleópatra (1963)

Por conta do mau tempo durante as gravações, a atriz Elizabeth Taylor desenvolveu uma pneumonia que se agravou. O quadro foi tão complicado que ela precisou passar por uma traqueostomia de emergência, procedimento que salvou sua vida, mas deixou uma cicatriz perceptível no pescoço da estrela. Podemos ver a marca em algumas cenas do filme, criando um anacronismo histórico.

12. Valente (2012)

Se nos basearmos no penteado da rainha Elinor (duas tranças até o joelho, presas com duas fitas), o filme parece ser ambientado por volta do século XII. Levando isso em consideração, a decisão de Mérida de usar o cabelo longo e solto seria apropriada em se tratando de uma mulher solteira. Assim, o desejo constante de sua mãe para arrumar o cabelo da filha não faria sentido.

O que você acha desse tipo de erros encontrados em filmes ou seriados? Conhece outros casos parecidos que não entraram em nossa lista? Registre seu comentário!

Incrível/Arte/12 Erros de figurino ou maquiagem mostrando que até a equipe mais detalhista pode se equivocar
Compartilhar este artigo