Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

11 Mulheres valentes do cinema e da TV que foram símbolos de empoderamento nas décadas passadas

Longas de ação e aventura que trazem figuras femininas nos papeis principais ainda são poucos se compararmos ao número de obras produzidas com protagonistas homens. Somente nos últimos anos essa realidade tem mudado. Títulos famosos como Capitã Marvel, Mulher-MaravilhaResident Evil já provaram que as mulheres poderosas também rendem sucessos de bilheteria. Mas você se lembra das heroínas de filmes e séries que eram símbolo de girl power no passado?

Hoje, o Incrível.club recorda as personagens valentes que davam voz ao empoderamento feminino no cinema e na TV durante as décadas mais antigas. Confira!

1. Tenente Ripley, da franquia Alien

Em Alien, o Oitavo Passageiro, a tenente Ellen Ripley integrava a tripulação da nave Nostromo, mas estava longe de representar o lado mais frágil da equipe. Corajosa, ela enfrenta a assustadora criatura alienígena e sai vitoriosa do combate. O clássico da ficção científica estreou em 1979 e a personagem, interpretada por Sigourney Weaver, foi eleita uma das 50 maiores figuras heroicas da história pelo Instituto Americano de Cinema. A atriz foi indicada ao Oscar graças à sua atuação no segundo filme da franquia, de 1986.

2. Xena, a Princesa Guerreira

As séries de ação produzidas nos anos 90 tinham um charme particular daquela década. Em Xena, a Princesa Guerreira, não era diferente. Repleta de figuras mitológicas, a atração foi um sucesso entre 1995 e 2001. Na história, acompanhamos as aventuras de Xena (Lucy Lawless), uma valente guerreira que, com o objetivo de se redimir por seus crimes do passado, decide usar as poderosas habilidades que possui para combater o mal. A personagem apareceu pela primeira vez em Hércules, outro clássico programa exibido na época, e ganhou seu próprio seriado pouco tempo depois.

3. Sarah Connor, da franquia O Exterminador do Futuro

Arnold Schwarzenegger não era o único justiceiro da franquia O Exterminador do Futuro. A destemida Sarah Connor, vivida por Linda Hamilton, também conquistou seu lugar na memória afetiva dos fãs. No segundo filme, de 1991, ela revela toda a sua potência de heroína. Decidida a proteger o filho, que é perseguido pelos androides futurísticos, Sarah enfrenta as poderosas máquinas e consegue cumprir sua missão. Em 2019, a personagem foi revivida por Linda Hamilton no longa Destino Sombrio, a sexta parte da saga. Hoje com mais de 60 anos, a atriz provou que ainda é um símbolo de girl power.

4. Buffy, a Caça-Vampiros

Outro clássico dos anos 90, Buffy, a Caça-Vampiros marcou uma geração de fãs do gênero terror. Na série, produzida entre 1997 e 2003, a protagonista Buffy Summers, interpretada por Sarah Michelle Gellar, descobre que foi predestinada a combater monstros sobrenaturais utilizando seus poderes místicos. Enquanto luta contra o mal, ela precisa lidar também com os conflitos da vida de uma adolescente como outra qualquer. Forte e habilidosa, a loira foi um ícone para muitas jovens da época.

5. Jackie Brown

Em Jackie Brown, de 1997, o diretor Quentin Tarantino apresenta ao público uma de suas muitas personagens femininas poderosas. Para dar vida à protagonista, o cineasta escalou Pam Grier, estrela que já havia representado mulheres fortes no cinema dos anos setenta. No longa, uma comissária de voo se compromete em colaborar com um esquema criminoso, mas consegue sair por cima de todos os envolvidos no plano. Pelo seu desempenho, Pam foi indicada ao prêmio de Melhor Atriz no Globo de Ouro.

6. Nikita

Aclamada obra do diretor Luc Besson lançada em 1990, Nikita: Criada para Matar conta a história de uma delinquente que é capturada ainda na juventude. Graças às suas habilidades, ela é treinada e designada pelo governo para se tornar uma agente especial do Serviço de Inteligência Francês. Na época, o filme e sua atriz principal, Anne Parillaud, conquistaram diversas indicações a prêmios ao redor do mundo.

7. Samantha, de Despertar de um Pesadelo

Em 1997, a vencedora do Oscar Geena Davis estrelou o filme Despertar de um Pesadelo. Na história, a atriz interpreta Samantha, uma mulher que trabalha como professora e vive com amnésia há 8 anos. Até que, um dia, depois de sofrer um acidente, começa a desenvolver habilidades de luta e percebe que está sendo perseguida por membros de uma conspiração. Na busca pelo seu passado, Samantha enfrenta os inimigos que querem destruí-la e descobre que é, na verdade, Charly, uma poderosa e implacável agente da CIA.

8. Vic Warshawski, de Bonita e Perigosa

O título do filme Bonita e Perigosa, de 1991, é bastante sugestivo. O longa acompanha a história de Vic Warshawski, interpretada pela atriz indicada ao Oscar Kathleen Turner. Na trama, uma investigadora particular é surpreendida pela morte de seu namorado e decide investigar o crime por conta própria. Símbolo de valentia, a loira encara os perigos de sua jornada e não descansa até desvendar o mistério.

9. Barbarella

Muito antes das franquias da Marvel e da DC Comics fazerem sucesso nos cinemas, uma heroína espacial já mostrava como salvar o mundo nas telonas. Lançado há mais de 50 anos, em 1968, Barbarella narra as aventuras de uma agente do futuro, lutando contra o mal para evitar a destruição do universo. Eternizada pela premiada Jane Fonda, a Rainha da Galáxia é um dos ícones femininos inesquecíveis da indústria de filmes.

10. Glória

Decidida a proteger um menino órfão que está sendo perseguido pela máfia, uma mulher enfrenta sozinha o grupo de criminosos para cumprir a promessa que fez aos pais da criança. Esse é o enredo de Glória, filme de 1980 estrelado Gena Rowlands, que lhe rendeu sua segunda indicação ao prêmio de Melhor Atriz no Oscar. O longa ganhou um remake lançado anos depois, em 1999, no qual Sharon Stone interpretou a personagem principal.

11. Joana D’Arc

Milla Jovovich é uma especialista em encarnar personagens poderosas no cinema. Estrela de filmes como Resident EvilUltravioleta, a atriz já mostrava seu talento para dar vida a mulheres valentes anos antes dessas produções, ainda na década de noventa. Em Joana D’Arc, lançado em 1999, ela é responsável por contar a história da célebre heroína francesa, combatente e símbolo da Guerra dos Cem Anos.

Você tem lembranças de outras heroínas que marcaram a sua geração? Qual personagem poderosa da TV ou do cinema é a sua favorita? Conte para a gente nos comentários!