Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10 Séries nacionais originais da Netflix comprovam que também produzimos conteúdo de qualidade

4-34
753

Há anos somos um povo simplesmente apaixonado por séries. Crescemos acompanhando clássicos como House, Sex and The City, Um Maluco no Pedaço, Os Simpsons, entre tantos outros. Mas, por muito tempo, ficamos sem um título que representasse o País das novelas, do teatro, das dramaturgias. Bom, não mais.

A Netflix vem apostando em produções nacionais, sejam escritas ou dirigidas por brasileiros ou com elenco brasileiro. Caso não saiba de quais estamos falando, nós, do Incrível.club, vamos contar um pouco sobre elas para você. Confira!

1. Coisa Mais Linda

Essa série de época conta com personagens inspirados em pessoas reais, como a Lígia que recebeu traços de Nara LeãoMaysa Matarazzo. E por falar em inspiração, a reconstituição de época da série foi tão detalhada que até os drinques foram replicados. Porém, no set de filmagem não é permitido álcool, então os muitos dry martinis se transformaram em água com azeitona, que as atrizes precisavam bebericar durante as cenas.

2. O Mecanismo

O Mecanismo é uma obra fictícia que se inspira em acontecimentos reais para retratar a Operação Lava Jato. Ela está disponível para mais de 180 países, tendo sido dublada em 20 idiomas. É estimado que o gasto da Netflix para a criação da série tenha sido de cerca de 15 milhões de dólares.

3. Sintonia

Para quem conhece o mundo do funk o nome “KondZilla” não é estranho, pois esse é o nome artístico do produtor musical Konrad Dantas. Seu canal no Youtube hoje é considerado o maior canal de música brasileiro. E o motivo de o estar citando é que o KondZilla é o criador e diretor da série Sintonia, que foi uma aposta bem nacional da Netflix, pois a história cria e mostra a visão da favela, explorando temas como o tráfico, religião e, principalmente, a música.

4. Ninguém Tá Olhando

Essa série de humor tem uma cara brasileira bem atual, com seus personagens de língua afiada e com um humor mais “ácido”. Sempre muito divertida, ela estimula o pensamento crítico para com o sistema e faz com que o público se identifique com as situações tão cotidianas apresentadas na série. Seu diretor, Daniel Rezende, já foi indicado ao Oscar de Melhor Montagem, em 2004, por seu trabalho no clássico Cidade de Deus.

5. 3%

Essa série foi a primeira produção totalmente brasileira da empresa e, assim como O Mecanismo, foi dublada em 20 idiomas diferentes para ser acessível ao mundo inteiro. O roteirista da série tinha apenas 20 anos quando teve a ideia de criá-la. A produção do seriado foi recusada por pelo menos 10 emissoras de TV até que a Netflix comprasse a ideia.

6. Irmandade

série foi gravada em um presídio de verdade, em uma ala desativada. Alguns presidiários conseguiam assistir partes das gravações de suas alas, e muitos reconheciam o Seu Jorge e, inclusive, o cantor aproveitava seus intervalos entre as gravações para fazer crochê. Ele também diz que fez um pequeno show lá dentro para eles (juntamente com o Mano Brown) na época das gravações. E não só isso, o ator e cantor também realizou uma grande confraternização para celebrar a união da equipe com um churrasco.

7. Spectros

Spectros é uma aposta um tanto quanto diferenciada para o cenário nacional. Trata-se de uma história de terror — uma mistura do folclore brasileiro com elementos de contos de fantasmas japoneses. A série conta com nomes nacionais e internacionais envolvidos. Entre eles está o diretor Douglas Petrie, que já trabalhou na famosa série de terror American Horror Story.

8. Onisciente

Essa é uma série nacional bem parecida com Black Mirror. A história de ficção científica é ambientada em um futuro distópico onde as pessoas são seguidas individualmente por um pequeno drone que as observa sem parar. A série é obra dos mesmos criadores de 3%.

9. O Escolhido

O Escolhido é um suspense que aborda pontos como os perigos do extremismo religioso e a imortalidade. Interpretando moradores de um povoado controlado por um líder religioso, a série arrepia até mesmo os próprios atores que disseram sentir “energias estranhas” em determinadas cenas. Eles até foram morar em uma região isolada, de pouca iluminação e cercada de insetos, para se acostumar com o dia a dia no local, e os moradores locais se tornaram os figurantes.

10. Samantha!

Foi a primeira série de comédia brasileira produzida pela Netflix e recebeu ótimas críticas em seu lançamento, alegando que seu humor era rico e que a série abordava muito bem os maneirismos das duas épocas em que a história se passa. A produção contou com a participação de nomes muito conhecidos em território nacional, como Sabrina Sato, Nicole Bahls, GretchenLuciana Gimenez.

E é provável que outras apareçam no catálogo com o tempo. Quais dessas você já assistiu ou está assistindo? Conte um pouco dela para a gente (mas sem spoilers, hein!) e faça a sua recomendação na seção de comentários.

4-34
753