Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10 filmes famosos que poderiam ter terminado de outro jeito

Há filmes que quase decoramos, lembramos dos diálogos mais importantes e das reviravoltas da trama. Parecem perfeitos e é difícil imaginar como seriam de outra forma. Acontece que muitas vezes, os diretores tiveram de escolher o final entre várias opções e decidir se o protagonista continuaria vivo ou não. Alguns finais alternativos foram gravados e podem ser encontrados na Internet. Quem sabe se teríamos gostado desses filmes da mesma maneira, se tivessem outro final. Em todo caso, a redação do Incrível.club convida você a ver as famosas histórias de um ângulo diferente.

Bonequinha de luxo

Para aqueles que primeiro veem o filme e, depois, leem o romance de Truman Capote, uma grande surpresa os aguarda: a história não é apenas sobre o beijo na chuva. Não há final feliz para esta história e não poderia ser de outra forma, por causa da personalidade de Holly Golightly. Na história original, os sonhos da contraditória e indomável Holly a levam a lugares estranhos e, no final, a personagem principal perde o rumo.

Para ser honesto, gostei mais do final do livro do que do filme, pois aquele final está repleto de ironia e de um encanto triste.

Forrest Gump: o contador de histórias

Um dos melhores filmes da história do cinema foi constituído com base no romance de Winston Groom, entretanto, o diretor decidiu mudar a história de Forrest e Jenny. No filme, como sabemos, Jenny morre e o personagem de Tom Hanks cria seu filho sozinho. O final é muito comovente. No romance, Jenny ainda está viva, mas se casa com outro. Qual dos finais você gosta mais?

Winston Groom, respondendo a esta pergunta, é categórico: não gostou da adaptação. Ele até começou a escrever a continuação de "Forrest Gump", onde o personagem principal diz: "Não deixe ninguém fazer um filme de sua vida".

Eu sou a lenda

O debate sobre qual final do filme é melhor não termina. Além do que saiu na versão oficial, em que Robert Neville morre deixando esperança à humanidade, foi filmado um outro final. Neste fim alternativo, o chefe dos zumbis vai até Robert por causa de sua namorada e Neville percebe que os seres "não humanos" são capazes de sentir apego, o que significa que eles também poderiam conseguir ter uma ordem social. Ao mesmo tempo, o personagem preferido permanece vivo e vai embora da cidade.

Este fim está mais próximo do livro (do romance de Richard Matheson, onde os zumbis conseguem estabelecer sua sociedade) e muitos acreditam que ele consegue refletir melhor a essência da história. Mas, por outro lado, devemos reconhecer que a versão do diretor é mais impressionante.

Aqui você pode ver o final alternativo do filme.

Efeito borboleta

Para este grande filme foram gravados vários finais alternativos. Conhecemos a versão em que Evan decide deixar Kelly em paz, ao perceber que toda vez destrói a vida da mulher que ama. Os personagens se veem na rua, mas seguem seu caminho.

Na versão do diretor (a depressiva), o personagem comete suicídio no ventre de sua mãe. Esse final deixou as pessoas que viram a estreia em choque. Em outra versão, superpositiva, Evan e Kelly se encontram na rua casualmente, começam a conversar e parece que tudo vai ficar bem entre eles. No final, o diretor decidiu não deixar o fim demasiado rosa e optou por uma versão intermediária.

  • Aqui você poderá ver todos os finais alternativos.

1408

Este excelente filme de terror, que nasceu de um conto de Stephen King, também tem um final oficial e um alternativo, que são muito diferentes. No final que vimos no cinema, o personagem de John Cusack é resgatado das chamas (como no livro de Stephen King), enquanto na versão do diretor ele morre e se torna mais um fantasma na casa.

Muitos espectadores consideram o final da morte mais interessante. Na redação as opiniões se dividiram, porque a versão oficial não é tão simples. O sorriso do personagem faz você se lembrar das palavras de King, de que aqueles que pelo menos uma vez entraram na casa 1408 de alguma forma ficaram lá para sempre.

  • Conheça o final do diretor.

Sr. & Sra. Smith

O filme termina em uma cena com um psicólogo de família, enquanto o final alternativo mostra a encantadora filha dos Smith. Desde cedo, ela demonstra habilidades impressionantes como franco atiradora ao atirar num boneco de plástico.

  • Aqui você consegue ver a filha dos Smith.

Clube da luta

O diretor David Fincher seguiu o livro de Chuck Palahniuk quase literalmente, no entanto, decidiu mudar o final. Talvez esse tenha sido o motivo do sucesso do filme, que fez de "Clube da luta" um dos eventos cinematográficos mais importantes da década de 1990.

No livro, os detonadores não funcionam e nada explode. O narrador acorda em um hospital psiquiátrico cercado por enfermeiros que estão ansiosos para resgatar seu líder e continuar a luta contra a sociedade. Ainda que Tyler Durden morra, o personagem parece estar condenado a seguir sendo sua pálida sombra.

Fincher foi mais longe: ele queria mostrar que todos nós podemos lutar contra o nosso próprio Tyler em nosso interior e dar um passo além. Jack e Marla escolhem um ao outro, seguram as mãos olhando o velho mundo desmoronar. Palahniuk admitiu que gosta mais do fim de Fincher do que do seu.

Sex and the City

No último capítulo de "Sex" tudo corre bem: Petrovsky abandona Carrie e Mr. Big a encontra imediatamente, de repente ele percebe que ela é o amor da sua vida. Mas havia outros finais:

  • Estranho: Carrie prepara para casar-se com Petrovsky.
  • Chato: Carrie e Mr. Big podem começar um relacionamento ou não. Carrie diz a suas amigas que eles não querem se apressar.
  • Triste, mas realista: Carrie termina o relacionamento com ambos e opta pela amizade. Ela diz a Samantha, Miranda e Charlotte: "Vocês três se casam comigo?".
  • Você pode vê-los aqui.

O nevoeiro

Como você provavelmente já percebeu, neste post existem dois filmes excelentes baseados em livros de Stephen King (e isso porque, dizem, boas adaptações para o cinema são muito raras). King gosta de finais felizes ou, pelo menos, neutros; já aqueles que amam filmes de terror não. Por isso os diretores têm de se esforçar para mudar o final.

Na história "O nevoeiro" King deixa o final em aberto, seus personagens saem em busca da base militar e não sabem se a encontram ou não. O diretor Frank Darabont inventou um final mais difícil (alerta de SPOILER!!!): o personagem principal, ao desesperar, mata seus entes queridos 5 minutos antes que o resgatem. Stephen King gostou desse final: "O novo final é fascinante! Ele me assusta", diz.

Uma linda mulher

Esta é a melhor adaptação para o cinema da história de Cinderela. Todos nos lembramos do final: Edward se separa de Vivian, mas percebe que não pode viver sem ela. Entra em seu apartamento pela escada de incêndio com flores na boca e lhe propõe casamento.

No entanto, o script original chamado "Três mil", escrito pelo roteirista J. F. Lawton, tinha outro final: era uma história "negra" sobre a vida moderna. O personagem de Richard Gere leva Vivian de volta ao bulevar de Hollywood lhe joga dinheiro e diz: "Você vai se arrepender se não o agarrar, vai se arrepender quando eu for embora". Na cena final, Julia Roberts vai com a amiga para a Disneylândia para gastar o dinheiro. E não tem absolutamente nenhuma perspectiva para sua vida. Só tristeza e melancolia.

Como disse o diretor, a decisão de modificar o final foi tomada justamente durante a gravação. Entre os personagens de Gere e Roberts surgiu tanta "química" que essa história não podia acabar mal. O que realmente nos agradou muito!

Na verdade, muitos filmes poderiam ter terminado de forma diferente. Apenas reunimos os finais que mais nos impactaram. Quais outros filmes com finais alternativos impressionaram você? Compartilhe nos comentários!