Incrível
Incrível

7 Duplas de alimentos que ajudam a combater o excesso de peso

Há diversas dietas e fórmulas para perder peso rapidamente. Uma dessas maneiras é combinar os alimentos certos, de modo que seus componentes interajam entre si diminuindo o metabolismo. Nos exemplos abaixo, mostraremos exatamente como tais combinações funcionam.

O Incrível.club tem certeza de que, após ler este post, você terá à sua disposição combinações deliciosas e úteis para que o momento de subir na balança deixe de criar sentimentos de frustração.

Carne e pimenta-do-reino

Pesquisadores descobriram que a pimenta-do-reino, quando combinada com cúrcuma, afeta a digestão da carne usada em hambúrgueres. É isso mesmo: a gordura da carne torna-se mais fácil de digerir quando certos temperos são adicionados durante o preparo.

A carne é a principal fonte de proteínas da maioria das pessoas. Por isso, o uso de condimentos não apenas evita que você abra mão de seus alimentos favoritos durante a dieta, como também garante benefícios à saúde.

O pimentão é especialmente útil para as pessoas que praticam esportes, já que melhora o metabolismo e regula os níveis de carboidratos e gorduras. Cientistas recomendam que o alimento seja incluído na dieta como nutricional para potencializar o efeito da atividade física.

Leite e cúrcuma

A mistura de leite com cúrcuma pode ser encarada como uma alternativa aos shakes proteicos e aos iogurtes de beber, uma vez que esses últimos têm açúcar e outros aditivos. Essas bebidas são conhecidas como “Leite Dourado” (Golden Milk).

O melhor é que você mesmo pode prepará-la em casa:

  • Misture 40 gramas de cúrcuma e 100 mililitros de água.
  • Ferva a misture, depois deixe-a em fogo baixo por cinco a 10 minutos, mexendo sempre até obter uma pasta densa.
  • Adicione uma colherada da pasta a um copo de leite quente.

O restante da pasta pode ser mantido na geladeira por até um mês.

Uma colher pequena de cúrcuma contém 26% da dose diária recomendada de manganês; 16% da dose de ferro, além de ômega-3, ômega-6 e das vitaminas B6 e C.

Pesquisadores afirmam que o sobrepeso está sempre associado a alguma inflamação no organismo. Ao eliminar esse processo, a pessoa emagrece mais rapidamente. A cúrcuma reduz a inflamação, o estresse oxidante, a pressão arterial e ainda melhora a sensibilidade à insulina.

Os laticínios ajudam a se livrar dos quilos a mais. As pessoas que consomem leite correm menos risco de sofrer com diabetes tipo 2 e doenças cardiovasculares (especialmente derrame cerebral), aumentando ainda a densidade dos ossos.

Ovos e pimentão

Cientistas analisaram as diferenças durante a sensação de saciedade que surgem após o consumo de ovos e pão no café da manhã. Eles concluíram que, após um desjejum rico em proteínas, a pessoa se sente satisfeita por muito mais tempo. Comer ovos mexidos logo de manhã faz com que o indivíduo consuma 18% a menos de calorias durante o dia.

Já o pimentão possui nada menos que 213% da dose diária recomendada de vitamina C. Quando o organismo possui muito desse nutriente, acaba queimando 33% a mais de gordura durante um treino, o que contribui para a perda de peso. Há quem acredite que a falta de vitamina C impeça a redução dos quilinhos a mais.

Toranja e peixe

Consumir meia toranja antes da refeição contribui para a perda de peso. Num grupo de pessoas que consumiram um copo de suco de toranja ou metade de uma dessas frutas, a perda de peso ficou entre1,5 a 1,6 quilo em 12 semanas. Vale ressaltar que os participantes da experiência não mudaram a dieta costumeira; em vez disso, apenas adicionaram a toranja. Em um ano, isso pode significar até 6,4 quilos a menos.

Como base proteica da dieta, você pode apostar no peixe. Com 100 gramas de sardinha, por exemplo, você garante 49% da dose necessária de proteínas, 68% de vitamina D e 149% de vitamina B12, cujo déficit está sempre ligado ao sobrepeso. Para efeitos de comparação, 100 gramas de salmão têm 51% das proteínas necessárias num dia e 58% da dose recomendada de vitamina B12.

Chocolate e pimenta malagueta

100 gramas de chocolate amargo (com 70% a 80% de cacau) garantem parte dos nutrientes necessários para o dia, nos seguintes teores:

  • proteína: 16%
  • ferro: 66%, manganês: 97%
  • cobre: 88%, zinco: 22%, magnésio: 57%
  • ômega-3 e ômega-6: 34 miligramas e 1.218 miligramas, respectivamente
  • vitamina B6: 2%, B12: 5%, Vitamina K: 9%, Riboflavina: 5%.

O metabolismo pode ficar mais lento diante da deficiência de ferro, zinco e selênio. O sobrepeso costuma ocorrer em pessoas com baixo teor de ferro no organismo. Por isso, é fundamental adicionar à dieta produtos ricos nessas substâncias.

Em 100 gramas de chocolate, há 80 miligramas de cafeína, que acelera o metabolismo. Uma xícara de café expresso tem praticamente a mesma quantidade de cafeína.

A pimenta malagueta tem muita capsaicina. A substância acelera o metabolismo, ajuda a queimar mais calorias e prolonga a sensação de saciedade.

Ricota e cereja

Pesquisadores da Universidade da Flórida (EUA) explicam que a ricota é ótima para um jantar ingerido mais tarde. Os especialistas estudaram a reação do organismo a 30 gramas de proteína consumida entre 30 e 60 minutos antes de dormir. A ricota melhorou o metabolismo, agiu positivamente na estrutura muscular e na saúde de maneira geral.

As cerejas, por sua vez, são ricas em antocianinas, que ajudam a combater o excesso de gordura no corpo. O suco de cereja é um ajudante indispensável para aqueles que fazem atividades físicas frequentes. O suco reduz a sensação de perda de forças e ajuda a restaurar rapidamente os músculos, além de reduzir a inflamação no organismo. De 150 gramas de cereja, o corpo obtém 40% da dose diária de vitamina A e 26% da de vitamina C.

Batatas doce e suco de tomate

Diferente da batata-inglesa, a batata doce tem menos amido. Por isso, suas propriedades nutricionais contêm fibras e potássio, chegando a ter o valor energético similar ao de uma banana. Mas diferentemente dos vegetais de folhas verdes, a batata doce garante ao nosso corpo proteínas de alto valor biológico.

Estudiosos já pesquisaram a relação entre o consumo de batata doce e ganho de peso, e garantem que uma coisa não tem a ver com a outra. Mais da metade das calorias presentes numa porção de batatas preparadas sob qualquer método (fritas ou cozidas, por exemplo) é formada por gorduras que também foram submetidas ao calor. Não existem evidências de que o consumo de batatas preparadas sem óleo acarrete aumento de peso.

Batatas são ótimas fontes de fibra insolúvel, que ajuda o intestino a trabalhar mais rápido. Uma das pesquisas científicas concluiu que a batata doce ajuda na luta contra o excesso de peso. Esse efeito se explica pelo fato de que, após o consumo desse alimento, a sensação de fome demora a chegar, fazendo com que a pessoa reduza a ingestão calórica.

Em 100 gramas de batatas ao forno há quase a mesma quantidade de fibras presentes no arroz castanho, só que com menos calorias.

Um prato de batatas ao forno pode ser acompanhado por molho de tomates ou tomates frescos. Já o suco desse fruto contribui para a diminuição do volume da cintura. Isso ficou comprovado durante uma pesquisa em que mulheres tomaram 280 mililitros de suco de tomate diariamente, durante dois meses. Tal efeito é obtido graças ao licopeno, substância presente em tomates e outros vegetais vermelhos, capaz de nos proteger contra problemas com o metabolismo.

Você conhece outros produtos que ajudam a manter a boa forma? Deixe um comentário e compartilhe seus conhecimentos!

Incrível/Receitas/7 Duplas de alimentos que ajudam a combater o excesso de peso
Compartilhar este artigo
Você pode gostar destes artigos