Incrível
Novo Popular
Inspiração
Criatividade
Admiração

30 Frases de pessoas desconhecidas que mostram que a vida está repleta de mentes supercriativas

1---
457

Quando estamos na rua, é muito comum escutarmos as conversas dos outros. Algumas são divertidas, outras nem tanto. Mas o interessante mesmo é quando elas nos provocam grandes reflexões e trazem respostas para as nossas perguntas mais íntimas. Quando isso acontece, é muito comum ficarmos com uma enorme vontade de compartilhar a história com os nossos amigos. E um site argentino chamado La gente anda diciendo (As pessoas estão dizendo) fez justamente isso: juntou em um site as frases que os usuários escutaram de desconhecidos e compartilhou com os seus seguidores.

Hoje, o Incrível.club traz 30 exemplos bastante curiosos e divertidos. Claro que algumas reflexões se relacionam com a maneira de pensar dos argentinos, mas é interessante para saber como somos parecidos em alguns aspectos e muito diferentes em outros.

1. Pobre vítima

“Juro que todos os dias me levanto pensando que não quero mais criticar, mas as pessoas não ajudam”.

Mulher de uns 28 anos a um grupo de amigas da mesma idade. Tilisaro, San Luis. Sexta-feira, 01h30.

2. Eu avisei!

“Não vou falar ‘eu te avisei’, mas eu te avisei”.

Homem de uns 55 anos a outro da mesma idade. Santa Fé e Uriburu, Buenos Aires. Quinta-feira, 19h.

3. Estou pedindo demais?

“Não quero que você me dê razão, quero que me entenda”.

Mulher de uns 50 anos falando no celular. Zona Tribunales, Buenos Aires. Quarta-feira, 12h.

4. Alguém deveria comprar um despertador

“Vou tentar dormir 5 horas por dia e que isso seja suficiente. Não 12, como estou acostumado”.

Garoto de uns 14 anos a outro da mesma idade. Saída da escola na Av. Corrientes, Posadas, Misiones. Sexta-feira, 20h.

5. Pobre, mas ambicioso

“Embora você negue, ser youtuber vai nos tirar da pobreza”.

Menina de uns 6 anos para a mãe. Av. San Juan, 3200, Buenos Aires. Sábado, 16h15.

6. E isso seria só o começo

“Meu marido e eu estávamos com vontade de ter um bebê e entramos no Mercado Livre para ver os preços das fraldas. Automaticamente, a vontade desapareceu”.

Mulher de uns 30 anos para outra da mesma idade. Rua Esteban Piacenza e Héroes Anónimos, Alcira Gigena, Córdoba. Quarta-feira, 11h30.

7. Um argumento poético para convencer o cliente

“Se os pés ficam frios, a alma fica fria”.

Vendedor ambulante de meias de uns 45 anos. Ônibus, linha 15, Belgrano, Buenos Aires. Quarta-feira.

8. Quam liga para quem?

“Não ligue para ele para que ele te ligue. Espere ele ligar. Eu te ligo à noite para saber se ele te ligou”.

Senhora de uns 50 anos para outra da mesma idade. Rua Florida, Buenos Aires. Quinta-feira.

9. Uma separação é difícil para todos

“Para um homem a separação também deve ser difícil, ainda mais um inútil”.

Mulher de uns 28 anos para outra da mesma idade. Vicente López e Lamadrid, Avellaneda, Buenos Aires. Quinta-feira.

10. A objetividade não tem preço

— Preciso de um aquecedor portátil.
— O nome disso é namorado. Você precisa de um.

Mulher de uns 30 anos a uma de uns 40 na fila do banheiro. Teatro na rua Humboldt 1800, Buenos Aires. Domingo, 22h.

11. Que tal um dicionário de presente?

“O cara é lindo e muito gente fina, mas como nem tudo é perfeito, ele escreve ‘horrível’ sem H”.

Rapaz de uns 20 anos falando no celular. Bartolomé Mitre e Pasteur, Buenos Aires. Sexta-feira, 13h45.

12. Até onde uma pessoa pode fugir de si mesma?

“E eu fui. Fugi de mim mesma, amiga”.

Mulher de uns 26 anos a outra da mesma idade. Cervejaria, Av. Exequiel Bustillo 7500, Bariloche. Sexta-feira.

13. Férias no Caribe por um mês, no mínimo

“Pai, a mamãe precisa de férias porque ela sempre está apressada e faz birra”.

Menina de uns 4 anos caminhando com o pai. Ituzaingó e Basavilbaso, Lanús, Buenos Aires. Quarta-feira, 20h.

14. Muitos podem cometer o mesmo engano

“É preciso escolher um vinho bem barato e desconhecido, pois ninguém entende de vinhos. Falamos que é caro e todo mundo bebe feliz”.

Rapaz de uns 25 anos a outro da mesma idade enquanto caminhavam na seção de vinhos. Supermercado Coto, Rosário, Santa Fé. Sexta-feira, 16h.

15. Um pouco de sabor, por favor!

“Não me interesso por sorvete de água, quero engordar com dignidade”.

Mulher de uns 30 anos falando no celular dentro do ônibus 168, Buenos Aires. Quarta-feira, 18h30.

16. Melhor esconder a balança

“Não quero voltar a estar solteiro, teria que voltar a emagrecer”.

Homem de uns 32 anos a outro da mesma idade. Corrientes e Malabia, Buenos Aires. Quinta-feira, 10h20.

17. Uma frase que diz muito

“Gostava mais de você quando você não tinha celular”.

Menino de uns 9 anos à sua mãe. Metrô, linha D, Buenos Aires. Sábado, 16h50.

18. Há quem prefira chocolate

“O amor é uma engenhoca inventada pelos vendedores de flores”.

Homem de uns 50 anos a um grupo de pessoas. Bar na República do Líbano e Avellaneda, La Banda, Santiago del Estero. Terça-feira, 00h15.

19. Essa pelo menos não precisa esconder

— Vai comer isso?
— Sim, mãe, vou comer uma bolacha de água e sal cheia de farinha, me deixa em paz.

Mulher de uns 28 anos para a mãe, de uns 50. Shopping Abasto, Buenos Aires. Sábado, 13h30.

20. Deve ser uma menina feliz

“Não posso ficar quieta, minha vida é me mover”.

Menina de uns 8 anos para a mãe. Parada de ônibus em Blandengues e Curuzú Cuatiá, El Palomas, Buenos Aires. Quarta-feira, 19h30.

21. Quem diria que uma bexiga causaria reflexões tão profundas...

“Mãe, por que as bexigas explodem no melhor da diversão?”

Garoto de 5 ou 6 anos para a mãe. Praça do Planetário, Buenos Aires. Sábado.

22. Guarda compartilhada

“Eu namoraria com ela pelo seu cachorro. Amo ele. Quero vê-lo todos os dias”.

Rapaz de uns 25 anos para o amigo. Ônibus 65, Buenos Aires. 18h.

23. Dificuldades da modernidade

“Se não posso nem organizar a cabeça, imagine organizar a casa”.

Mulher de uns 25 anos a um rapaz da mesma idade. Ônibus 522, Mar del Plata, Buenos Aires, quarta-feira, 17h10.

24. Sempre maravilhosos

“Os avós servem apenas para mimar os netos; para todo o resto somos velhos”.

Avô de uns 75 anos para a cabeleireira de uns 40. Rua Mendoza 1590, Asilo, Chaco, sexta-feira.

25. Podia pelo menos aproveitar para se sentar

“Não é um bebê, é gordura, querida. Mas obrigada”.

Mulher de uns 40 anos para uma jovem de 25 que cedeu o assento. Ônibus 221, Mar del Plata, 17h15.

26. Precisamos concordar

“E o que é a felicidade? Enfiar os pés na areia. Ou não?”

Senhora de uns 60 anos a outra de 40. Terminal de ônibus, Tandil, Buenos Aires, sábado.

27. Algumas pessoas amam mais que Netflix

“Minha mãe é fanática por velórios, não perde um”.

Garota de uns 20 anos para as amigas da mesma idade. Rua Berón de Astrada, San Roque, Corrientes. Domingo, 18h.

28. E agora, quem vai dar de comer para ele?

“Você esqueceu o unicórnio. Colocá-lo na mala era a sua única responsabilidade”.

Mãe para a filha de 6 anos, chorando. Aeroporto de Montevideu, Uruguai. Quinta-feira.

29. Uma criança simplesmente incrédula

“Então esse tempo todo você era o Papai Noel?”

Garoto de uns 8 anos para a mãe de 30. Independência e Rivadavia, Pilar Centro, Buenos Aires. Domingo, 13h.

30. A dieta pode esperar

“Eu tenho 2 caminhos: ser magra ou ser feliz. Escolho ser feliz”.

Mulher de uns 25 anos enviando um áudio. Praça Itália, Buenos Aires. Quinta-feira.

De qual frase você mais gostou? Compartilhe nos comentários alguma frase sua ou uma que tenha escutado de algum desconhecido que representa muito bem o que você sente.

1---
457