Incrível

Quanto tempo o corpo humano poderia sobreviver em alguns planetas do Sistema Solar

Suponhamos que os seres humanos aprendam a respirar no espaço sem nenhum equipamento especial e encontrem uma maneira de chegar a qualquer planeta do Sistema Solar. Embora essa realidade não seja possível em um futuro próximo, vejamos como uma pessoa se sentiria em diferentes planetas sem nenhum tipo de proteção. E vejamos também quão ambiciosos são os planos de Elon Musk: será que podemos iniciar uma viagem ao espaço antes do esperado?

O Incrível.club adora se perder nos mistérios do Universo. Hoje, queremos compartilhar com você alguns dados incríveis sobre os planetas do Sistema Solar.

Mercúrio

Se você visitasse esse planeta e driblasse as desagradáveis consequências, precisaria de muita adaptabilidade. As mudanças de temperatura em Mercúrio são uma loucura: durante o dia os termômetros podem marcar 426 ºC e durante a noite ela pode cair para −178 ºC. Mercúrio gira lentamente; portanto, para sobreviver, você só precisaria ficar no intervalo em que a temperatura diurna muda para a noturna, uma margem “confortável” entre 426 ºC e −178 ºC.

De qualquer forma, você só sobreviveria durante 90 segundos.

Vênus

Se você tivesse a possibilidade de colocar um pé em Vênus, teria apenas um segundo para aproveitar. Claro que a palavra “aproveitar” carrega uma bela dose de ironia, porque podemos afirmar com confiança que ao final do primeiro segundo você estaria morto. A atmosfera do planeta apresenta 98% de dióxido de carbono e a pressão é 90 vezes maior do que na Terra. Além disso, toda a superfície está coberta de nuvens que soltam ácido sulfúrico. A temperatura média é altíssima, algo em torno de 426 ºC.

Marte

Embora Marte seja o primeiro candidato para uma colonização espacial, o tempo máximo que você poderia ficar nesse planeta seria de aproximadamente 80 segundos. A atmosfera apresenta 95% de dióxido de carbono. Além disso, faz muito frio: a temperatura média é de −62 ºC.

Júpiter

Júpiter é o maior planeta do Sistema Solar e você viveria tranquilo nele por apenas um segundo. Depois disso, esse gigante mostraria a sua força com ventos fortes e furacões que o nosso corpo não poderia suportar. O planeta está cercado de gases, entre eles hidrogênio e hélio. Além disso, uma força eleva massas de ar quente para a superfície do planeta formando cristais de amônia. Sobreviver em uma combinação tão tóxica é impossível.

Saturno

Saturno é outro gigante do espaço que não permitiria mais do que um segundo de sobrevivência. Além das nuvens de gás, Saturno tem ventos fortes e constantes que podem chegar aos 1,8 mil km/h. Os tornados são tão impressionantes que nenhuma criatura poderia viver na superfície antes de se transformar em pó cósmico.

Urano

No interior desse planeta há, possivelmente, uma mistura de água quente, amônia e metano. Na realidade, não podemos saber ao certo quanto tempo sobreviveríamos nesse planeta, porque nem teríamos tempo para nele aterrissar. A mistura de gases nos dissolveria quase imediatamente. Portanto, praticamente não há tempo de sobrevivência porque a aterrissagem é impossível.

Netuno

Esse é outro planeta que não permite mais do que um segundo de sobrevivência. As terríveis condições destruiriam qualquer coisa. Os ventos fortes também são um grande problema em Netuno e podem ultrapassar a velocidade do som.

Se algum dia os cientistas encontrarem uma maneira de viajar a qualquer planeta do Sistema Solar e puderem driblar todas as condições difíceis como gases tóxicos, fortes ventos e severas temperaturas, qual planeta você gostaria de conhecer? A probabilidade parece quase nula, mas há apenas alguns anos o ser humano não pensava na possível colonização de Marte e hoje isso parece uma realidade. Nunca diga nunca!