Incrível

12 Hábitos alemães que irão capturar sua atenção ao visitar esse país

----
14k

A Alemanha é um país rodeado por muitos estereótipos, piadas e lendas. Outras nações associam os alemães com a Oktoberfest, linguiças e cerveja. Eles separam o lixo, lavam embalagens e fecham todas as lojas aos domingos. O que para eles é uma rotina, para outros são apenas peculiaridades. Mas, para conhecer os inusitados hábitos da vida alemã, é preciso submergir em sua realidade e falar pessoalmente com os residentes.

Uma autora do Incrível.club visitou a Alemanha, se surpreendeu, se inspirou, conversou com os habitantes locais e está pronta para compartilhar com você os hábitos alemães mais interessantes e que a surpreenderam tanto.

1. Lavam as sacolas e o lixo

É uma cena comum ver como os alemães lava a embalagem depois de tirar a carne, os saquinhos ou garrafas de iogurte e logo pendurá-los para secar.

Eles fazem isso por 2 razões. A primeira é por questões de economia. As sacolas de plástico na Alemanha podem ser compradas unicamente nos supermercados de baixo custo, tais como Aldi ou Lidl, e valem de 15 a 60 centavos de euro. Nas lojas mais caras, como Rewe, são oferecidas unicamente sacolas de papel reciclado.

A segunda razão pela qual os alemães lavam o lixo é para eliminar os restos de comida e entregá-lo à reciclagem, que não aceita lixo “sujo”.

2. Vão a cafeterias com cães

Os cães ocupam o segundo posto de popularidade entre os animais na Alemanha. Restaurantes, cafeterias, cabeleireiros e locais de descanso permitem que seus clientes passem o tempo livremente acompanhados de seus pets.

Nas cafeterias, um garçom dará água ao seu cachorro em uma vasilha e até permitirá que ele se sente ao seu lado. Há pouco tempo, os hospitais passaram a permitir o acesso de animais com seus donos doentes para alegrar a solidão e facilitar sua recuperação. Alguns jardins de infância privados organizam para os pequenos um dia com cães, conforme a autorização de seus pais. Por isso, ao passear pela Alemanha, não se surpreenda ao ver um cachorro sentado em uma cadeira de uma cafeteria.

3. O aquecimento funciona como pranchas de cabelo

Na Alemanha, a calefação funciona conforme o princípio de uma prancha de cabelo: aquece até a temperatura necessária e desliga. Em qualquer temporada do ano os alemães podem escolher uma temperatura adequada para seu lar. Mas como o custo da calefação é muito alto, é preciso se conformar com uma temperatura de 17 graus e um chão frio. Como dizem os alemães, é melhor se vestir com um casaco e pantufas do que pagar demais na fatura. E até considerando a questão de conservar a juventude, é um excelente método para escolher a temperatura do lar.

Há um detalhe que muitas pessoas não perceberam após se mudarem para lá: se você liga a calefação, deve estar certo de que fechou todas as janelas, do contrário perderá dinheiro.

Muitos alemães optaram por fontes de energia naturais e, assim, utilizam painéis solares.

4. Compartilhar alimentos em restaurantes

Na Alemanha é muito popular o chamado foodsharing, ou “compartilhamento de alimentos”. Mas, diferentemente de outros países, não só se aplica a pessoas, mas também entre estabelecimentos, como padarias, supermercados e restaurantes.

Frequentemente, nos restaurantes funciona assim: a comida que sobrou depois dos cafés da manhã (queijos, pães, frutas e crepes) são entregues àqueles que queiram, só basta reservá-los através do site ou aplicativo. Em média, um prato custa 3 euros. As padarias diariamente entregam a essas pessoas que economizam em comida, ou “foodsavers”, cerca de 50 quilos de pão por dia, sendo que cuidam do frescor do pão e para que não seja do dia anterior.

Como defendem os trabalhadores do aplicativo de foodsharing ResQ Club, graças ao movimento, é possível arrecadar cerca de 100 mil pratos ao ano. Ao final, é feita uma obra de caridade e oferecido um delicioso jantar com 70% de desconto.

5. Separam as facas

Os alemães têm um amor especial com os protocolos para servir à mesa de maneira correta e funcional. Eles não cortam tudo com a mesma faca, há sempre uma específica para cada caso: para o pão, para a manteiga, para a carne e para o restante.

Além disso, a Alemanha é famosa por sua produção de aço, por isso as facas têm uma boa qualidade. No início, os olhos dos recém-chegados se confundem por tal diversidade, mas depois, quando se acostumam, não podem imaginar cortar o pão com uma faca de mesa habitual.

6. Comem pão no jantar

Se para muitos comer apenas pão é algo estranho, então certamente estes se surpreenderão com os alemães, já que eles inclusive têm uma refeição separada que se chama abendbrot (“tarde de pão”). Mas não se trata dos habituais pães que conhecemos, e sim de cortes de diferentes variedades: preto, de centeio, de batata, de grãos inteiros, sementes, nozes e milho.

Nos restaurantes mais caros da Alemanha, são oferecidos extravagantes cafés da manhã com 5 variedades de pães e diferentes pastas e cremes para eles. Nas padarias há uma grande diversidade desse produto para qualquer gosto, que podem confundir os olhos mais atentos.

7. Dividem as batatas em 3 tipos

Ao que parece, as batatas na Alemanha não só são divididas por cores, como também pela composição de amido que têm e a maneira de cozimento. Nos supermercados alemães, você encontrará 3 variedades que devem ser selecionadas de acordo com o prato que vai preparar.

1. Mehligkochend: uma batata macia com um alto teor de amido. É cozida rápido e é boa para purês e tortas.

2. Festkochend: tem uma forma sólida e um baixo teor de amido. É cozida por mais tempo e mantém bem sua forma. É boa para os pratos em que é importante a forma: saladas, batatas à francesa e batatas à parrilla.

3. Vorwirgend festkochend: uma batata média, perfeita em sopas ou como acompanhamento cozido.

8. Adicionam água ao suco e vinho

Os alemães consideram que a água é a cura de todas as doenças, e deve ser bebida ao máximo que se possa. E o suco, em sua forma pura, pelo contrário, é prejudicial. De acordo com seu critério, é melhor adicionar um pouco de água mineral, gelo ou obter uma nova bebida de nome chaurlet.

chaurlet em sua forma final é servido em garrafas e nos restaurantes é pedido para que seja adicionada água. Além disso, elaboram uma bebida refrescante de vinho tinto ou branco. É suficiente agregar água gaseificada em proporção de um por um, e assim está pronta uma bebida fria para uma calorosa tarde de verão.

9. Não passam aspirador em casa nem martelam pregos no domingo

No domingo, os alemães optam por deixar de lado as coisas tipicamente ruidosas e se dedicam a assuntos espirituais. Se você decidiu cortar o gramado, pregar quadros ou aspirar a casa, então, provavelmente, terá problemas com os vizinhos. E não importa se é uma pessoa que trabalha e somente tem o domingo para realizar reparos na casa.

Nos dias úteis, há um determinado horário quando não se deve fazer barulho: das 22h às 7h e das 13h às 15h. O argumento é coerente, então você precisa se acostumar com uma rotina estrita e planejar de antemão os deveres do lar.

10. Nos botões da campainha e caixas de correio estão escritos os sobrenomes

Os alemães são contra o anonimato. É um pouco mais confortável se você sabe quem convive na vizinhança. Uma placa com os sobrenomes dos moradores está presente nos botões das campainhas, caixas de correio, portas e às vezes até no botão do elevador.

A pior parte na história é para o carteiro, que precisa ler todos os sobrenomes e buscar o destinatário correto.

Na Alemanha, considera-se respeitoso dirigir-se a alguém por seu sobrenome. Até se ligam para você de alguma companhia, o chamarão por seu sobrenome, e não de outra maneira. Então, se você decide fazer uma chamada, deverá se apresentar imediatamente e não apenas dizer “alô”.

11. Não usam esponjas

As esponjas para os alemães são uma coisa incompreensível, não passam de portadoras de bactérias. Os habitantes locais estão acostumados a se lavar com as mãos ou a realizar procedimentos higiênicos. Há pouco tempo, algumas pessoas mudaram para a Alemanha e compartilharam sua história de como, em um centro esportivo, um alemão se aproximou e perguntou “o que é isto?”, apontando para a esponja, e até mesmo pediu para que a tocasse com o dedo.

Encontrar uma esponja na Alemanha é um grande problema. A julgar pelos comentários, são vendidas apenas em lojas para artigos para o lar chamadas “DM” e são de má qualidade: segundo as avaliações, são muito suaves e se desgastam em uma semana.

12. Comem carne moída crua

mett é um prato alemão de carne picada com especiarias e cebola. Muitas vezes, esse “suculento” prato é feito de carne de porco, às vezes a metade é carne de vaca. É servido espalhado no pão ou na forma de um ouriço com pontas ou palitos de cebola.

Pode-se considerar uma espécie de bife tártaro, mas a diferença está na carne moída. Segundo a lenda, na Alemanha esse tipo de comida obteve sua popularidade graças a um morador de Berlim que o inventou, há 100 anos.

E você, em que outros países ou regiões já notou estranhos hábitos ou peculiaridades dos habitantes locais? Comente!

----
14k