Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração
Estereótipos sobre a China que não são verdade

Estereótipos sobre a China que não são verdade

A mestre de kung fu e viajante profissional Masha Pipenko ama e conhece a China como a palma de sua mão. Já escreveu muitos artigos sobre este país e, hoje, tenta desmentir alguns estereótipos que surgem quando falamos cobre a China e sobre os chineses.

Sejamos sinceros, muitas pessoas dizem que não gostam dos chineses. Muito provavelmente isso aconteça porque os turistas que vêm de lá não se encaixam no que achamos que entendemos sobre a cultura oriental, ou mesmo porque muitas pessoas do ocidente que visitaram o país simplesmente entenderam superficialmente a cultura chinesa.

Eu, pessoalmente, adoro a China e os chineses, e fico muito triste ao ver que a primeira impressão, nem sempre positiva, pode dar lugar a um negativismo geral em relação a este país. Por isso, decidi juntar os estereótipos mais frequentes sobre os chineses e dividir o meu ponto de vista sobre o que eu acho que acontece na realidade.

  • Os chineses são mal educados. Comem com a boca aberta, cospem e vivem empurrando as pessoas. Bom, isso é verdade. Não obstante, segundo o ponto de vista deles, uma pessoa bem educada tem outras qualidades que a maior parte dos estrangeiros não têm. Assoar o nariz com um papel, tratar uma pessoa mais velha pelo nome, deixar que seu amigo pague a conta ou se sentar no lugar de honra (em frente à porta) são consideradas faltas de educação segundo os chineses. O que acontece é que como eles são bem educados, jamais te dirão isso. Eles acham muito feio falar as coisas na cara da outra pessoa. Os chineses sempre pensam no bem estar dos estrangeiros. "Nos esforçamos tanto para entender o que os outros precisam que simplesmente não sabemos definir o que nós mesmos queremos", me disse uma vez uma amiga.
  • Os chineses comem gatos e cachorros. Quase todo mundo já viu fotos de caminhões cheios de cachorros. Claro que a imagem é muito impactante. Mas não vou entrar na polêmica sobre pessoas que comem vacas ou porcos e acham um absurdo quem come cachorro. Vou simplesmente citar o que uma estudante chinesa falou: "Não sei como é possível alguém comer cachorros, eles são nossos amigos. Na televisão, sempre nos dizem que devemos cuidar deles". Sim, eles comem cachorros, mas a quantidade de pessoas que come é mínima. A maior parte dos chineses não gosta.
  • Todos os chineses se parecem entre si. Não, isso não é verdade. Os chineses da Malásia não têm nada a ver com os chineses de Cingapura, e os do norte continental não têm nada a ver com os do sul. Claro, se você vier à China pela primeira vez, a enorme quantidade de rostos orientais pode te deixar meio confuso, mas, após alguns dias, você percebe que isso é apenas uma falsa ideia.
  • Todos os chineses são baixos. Em primeiro lugar, a estatura baixa dos chineses estava vinculada à alimentação. Nos últimos 20 anos, devido à melhora no nível de vida, os chineses cresceram muito. Isso se nota principalmente quando comparamos a estatura de alunos de cidades grandes e ricas com alunos de povoados mais pobres. Quanto mais proteína na dieta, mais alta a população. Um dos meus mestres de kung me disse que até os 17 anos ele comia carne apenas uma vez por ano. Eu me sinto uma gigante em um vagão de metrô em Shanghai.
  • A mercadoria chinesa é de baixa qualidade. Sem dúvida, grande parte dos produtos chineses deixa muito a desejar. Não obstante, se você olhar o seu iPhone ou as etiquetas das suas camisetas Reebok e Adidas, compradas em lojas oficiais, você vai ler 'Made in China'. A qualidade da mercadoria é determinada pelo cliente, não pelo fabricante. Portanto, todas as reclamações deveriam estar direcionadas à marca, e não aos que produzem a mercadoria na China.
  • A China é um país barato. Escuto isso o tempo todo, e não é verdade. Em primeiro lugar, existe uma grande diferença entre o custo de vida nas cidades grandes e no campo. Por exemplo, em uma pequena cidade no interior da China você pode alugar um apartamento grande por 200 dólares por mês. Em Shanghai, dificilmente você encontraria um apartamento de um quarto por menos de 500 dólares. O iPhone na China custa mais do que em outros países, embora muitos sejam produzidos no próprio país. A única coisa que é mais barata na China é comer fora de casa.
  • Chineses só comem arroz. A pergunta mais frequente que me fazem é: "Você mora há três anos na China, não cansou de comer arroz?". Gente, a comida chinesa é uma das mais variadas do mundo. Para começar, a variedade de verduras é enorme. Isso sem mencionar as diferentes formas de prepará-las e a quantidade de temperos que deixam cada prato com um sabor diferente. O arroz não é um prato principal, ele assume a função de acompanhamento, como o pão em muitos outros países. Nos restaurantes, muitas vezes o arroz é servido no final da refeição para o caso de alguém ainda não estar satisfeito. A comida chinesa oferece uma grande variedade de pratos, que mudam conforme a temporada e a região.
  • Castigos severos por crimes ligados às drogas. A crueldade das punições deixa muitos estrangeiros indignados. Este aspecto realmente não é um preconceito, é uma realidade. A China tem punições muito 'radicais'. O porte, consumo ou tráfico de drogas pode dar de muitos anos de prisão até levar à pena de morte. Esta maneira de agir é considerada uma necessidade pelas autoridades, já que, no século XIX e começo do século XX, um terço da população era viciada em ópio. O governo afirma não querer voltar a esses índices.
  • Todos os chineses são mestres de kung fu. Claro, assim como todos os norte-americanos são viciados em hambúrguer. O kung fu é parte da cultura do país. Quase todos os filmes que mostram a cultura do país trazem também lutas de kung fu. É verdade que muitos chineses praticam o kung fu, mas grande parte deles é iniciante.
  • Só podem ter um filho por família. Eu nem precisava perguntar aos meus amigos sobre este estereótipo, bastava surgir o tema família que eu percebia que quase todos eles tinham um ou mais irmãos. Também descobri que ter apenas um filho indica que a família mora em uma cidade grande, mas famílias de pequenas províncias têm dois ou três filhos. Os pais apenas pagam uma multa ao registrar o filho. Não obstante, muitas vezes eles deixam de registrar. Viver toda uma vida sem documentos é algo comum. Vale a pena mencionar que desde janeiro de 2016 todos os chineses não pagam mais multa se têm dois filhos.

É normal que o primeiro contato com uma nova cultura gere desconfianças. O importante é não esquecer que todos somos pessoas e merecemos respeito. Ao invés de tirar conclusões precipitadas, o ideal é tentar entender o que leva uma pessoa a se comportar de determinada maneira, antes de julgá-la.

Tradução e adaptação Incrível.club
Masha Pipenko exclusivo para Incrível.club