Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Como são as casas mais típicas em diferentes países do mundo

Muitas vezes vemos filmes estrangeiros com casas incrivelmente belas e revistas com projetos de interiores que parecem perfeitos. Mas uma coisa são as casas que aparecem nas propagandas e nas revistas de moda e outra coisa são as da vida real.

O Incrível.club mostra como vivem, em média, as pessoas comuns de classe média em diferentes partes do Planeta. Claro, em países maiores como os Estados Unidos, há diferenças regionais, até em função dos diferentes climas. Mas elas representam bem seus países.

Japão

Tóquio é uma das cidades mais povoadas e caras do mundo. Por isso apenas os japoneses ricos podem se permitir ter apartamentos espaçosos. A maioria vive neste tipo de apartamento compacto.

O único quarto no apartamento serve como quarto, sala de estar e sala de jantar. No canto você pode ver uma geladeira. E do outro lado da cama, uma varanda. O quarto parece claro e iluminado, o que aumenta o espaço visualmente.

Por trás das portas amarelas do corredor, estão escondidos armário, banheiro e até uma cozinha! A qual, aliás, tem tudo o que você precisa.

Suécia

As áreas residenciais típicas da Suécia são parecidas com esta.

A primeira coisa que vale a pena ressaltar é o uso racional do porão: ali os suecos guardam suas bicicletas, organizam a lavanderia para todas as residências e às vezes até mesmo instalam máquinas para fazer exercício.

Além disso, cada sótão tem um local de armazenamento. É aí que os suecos guardam seus pneus de inverno/verão, esqui, malas... isto é, tudo o aquilo que não sabem onde colocar na casa. Assim, suas varandas são sempre claras e adequadas para descansar.

E, claro, há o design sueco, famoso em todo o mundo. Os ambientes em estilo típico do país nórdico têm: paredes brancas, móveis brancos, cadeiras coloridas na decoração, janelas enormes e não há cortinas.

Grã-Bretanha

Nenhum inglês vai querer viver em um apartamento se, é claro, puder escolher. É sempre preferível viver no subúrbio inglês com esses tipos de casinhas.

A ausência de aquecimento central e a economia de recursos influenciam no design de interiores. Em cada casa haverá necessariamente um tapete em cada cômodo, almofadas para evitar correntes de ar, pufes, cobertores e, claro, uma lareira.

Como resultado dessa resistência ao frio, as casas inglesas são muito acolhedoras.

Coreia do Sul

80% dos coreanos vivem em apartamentos de edifícios altos. Veja como eles colocam o número de cada casa: em cima e com grandes números, para que você possa distinguir de longe.

Em casas coreanas não há corredores. Eles nem sequer conhecem a palavra "corredor". A entrada da cada casa mede aproximadamente um metro quadrado e dali já vem a cozinha ou a sala de estar. Na entrada, o chão é revestido de piso frio, onde você deve deixar seus sapatos obrigatoriamente.

Os apartamentos na Coréia são pequenos, mas sempre iluminados graças às suas enormes janelas. Por esse motivo, parecem ter muito mais espaço.

Austrália

A maioria dos australianos prefere viver em casas. Nos apartamentos vivem cerca de 30% da população, mas esse porcentual está crescendo de forma constante.

Uma família australiana média vive em uma casa de três quartos com uma área de cerca de 80-120 metros quadrados. A casa também tem uma sala de estar, uma cozinha, às vezes, uma outra sala e uma pequena lavanderia, dois banheiros, banheira e garagem. As portas geralmente são de vidro.

Índia

Se a família está acima da classe média, viverá em uma casa própria com muitos quartos. Essas casas são geralmente de dois andares, no interior há um pátio.

O interior dessas casas é algo entre design ocidental e típico tradicional oriental. No piso térreo estão o sótão e o armazém, na parte superior há um quarto para receber visitas. O melhor quarto da casa é para a divindade da família, para quem oram duas vezes por dia. As janelas dos quartos das mulheres são voltadas para o pátio interno, porque acreditam que uma mulher decente não deve olhar para o exterior pela janela.

Estados Unidos

Os Estados Unidos são líderes mundiais em termos de metros quadrados por habitante. Uma casa típica americana é assim. Quando se aluga, já vem com cozinha completa e até tapete. Você só precisa trazer seus móveis.

A regra principal é: o número de quantos deve ter o mesmo número de banheiros. E talvez de guarda-roupas.

As casas norte-americanas são ao mesmo tempo acolhedoras, caras e simples. Em relação ao planejamento, tudo está organizado de modo que as visitas estejam sempre na parte frontal da casa, geralmente, a mais elegante, e para ocultar ao máximo os quartos dos habitantes da casa.