Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

20+ Curiosidades sobre a Índia que deixam os turistas de boca aberta

51-1
36k

A Índia é um país de contrastes e difícil descrever em poucas palavras. Cada região dá um toque especial à visão geral do local, então as experiências adquiridas durante viagens por lá diferem de um turista para outro. Dialetos, clima e tradições podem variar, bem como pratos típicos, deuses e roupas. Por outro lado, o país enfrenta problemas sociais e ecológicos, entre outros, que merecem atenção.

No entanto, o Incrível.club gostaria de mostrar os pontos positivos do país, sem a crueldade exibida em blogs pela rede, mas também sem as músicas e danças dos filmes de Bollywood. No final deste post adicionamos um bônus — confissões de mulheres casadas com os indianos.

As mulheres solteiras também usam o ponto no centro da testa

Bindi é uma pinta entre as sobrancelhas, um elemento de maquiagem tradicional das indianas. As mulheres casadas costumam usar um bindi maior, que as difere das solteiras. O adereço pode ser desenhado com pasta de cúrcuma, sândalo, açafrão e outros corantes. Além disso, é possível encontrar adesivos dele à venda — pontos de papel camurça ou de plástico, de tamanhos e cores diferentes, fáceis de colar e capazes de ficar na testa o dia inteiro.

A maioria da população urbana fala uma mistura de inglês com o idioma nativo

O inglês se integrou à cultura indiana tão nitidamente que até mesmo os habitantes que não sabem o idioma utilizam inconscientemente muitas de suas palavras no dia a dia. A classe média em Nova Délhi fala hinglish, uma mistura do inglês com o hindi.

Pintar caminhões e ônibus é uma tradição

costume surgiu há algumas décadas. Caminhões de cores tradicionais são difíceis de ser encontrados na Índia. Padrões e várias decorações, como ornamentos tradicionais, imagens de atores, políticos, esposas e filhos, passagens de mantras, flores e um tipo de trançado dependem do estado onde mora o dono do veículo, além de sua religião e status social.

O primeiro trem-hospital do mundo

Na Índia, o hospital que anda sobre trilhos funciona desde 1991. O trem que fornece atendimento médico atravessa diferentes estados, para que os habitantes dos lugares mais remotos consigam consultar um médico.

O número de passageiros transportados diariamente por trem é maior que a população da Austrália

Os trens indianos nunca circulam conforme o horário, o que pressupõe atrasos superiores a uma hora. Os de longa distância costumam atrasar mais de um dia até chegar ao ponto de destino. Geralmente, a passagem para vagões da classe econômica não possui horário de partida nem assento reservado. Então não importa em qual trem você entre — o importante é estar em um vagão da mesma classe e do mesmo ponto de chegada.

Todos os metrôs e trens interurbanos possuem vagões específicos para mulheres

É proibida a entrada de homens em determinados vagões por motivos de segurança. Infelizmente, os casos de assédio contra mulheres são frequentes na Índia.

Uma das usuárias do Reddit, apelidada de “captain_morgana”, contou sobre um caso curioso que aconteceu com ela durante uma viagem pelo país: “Sou mulher, tenho pele branca e olhos claros. Várias vezes me deparei com indianos tirando uma foto de mim ou querendo apertar a minha mão. Certa vez, quando entrei no metrô, todos os passageiros ficaram me encarando. Senti-me tão desconfortável que dei uma risadinha nervosa. Sem tirar os olhos de um jornal, meu amigo me perguntou: ’Estão fazendo isso de novo, não é?’ Fiquei muito impressionada com o país e, um dia, queria voltar lá”.

Em metrópoles, o serviço de entrega de refeições funciona de uma maneira peculiarmente interessante

Os entregadores, chamados de dabbawalas, buscam a marmita na casa do cliente, normalmente preparada pela esposa, para então ser entregue no local de trabalho do marido, ou buscam refeições em pequenos estabelecimentos específicos. O almoço costuma consistir em pratos diferentes, colocados em recipientes e guardados em uma mochila térmica. A logística de entrega é bastante complexa e detalhadamente elaborada: uma refeição pode passar por 3 a 4 entregadores, que seguem sua própria rota.

Os empregados que trabalham no escritório preferem o serviço de entrega aos cafés e restaurantes, uma vez que gostam de atendimento personalizado e de produtos de qualidade confirmada. Vale ressaltar que o filme indiano comovente Lunchbox, premiado em Cannes, toca nesse assunto.

Cortar o cabelo em cabeleireiros de rua custa a partir de R$ 1

Os indianos costumam procurar cabeleireiros com mais frequência que as indianas e podem conseguir um corte em salões improvisados nas ruas. Os barbeiros não precisam de permissão de trabalho, por isso podem montar uma barbearia literalmente na calçada — basta ter uma cadeira dobrável e um kit apropriado.

Muitos indianos vivem na linha de pobreza

Segundo estimativas, cerca de 68% dos indianos vivem com menos de 2 dólares por dia. Desse total, mais de 30% recebem 1,25 dólar ou menos diariamente. Muitos têm de fazer “bicos” para sobreviver. A vida dos membros menos favorecidos da sociedade, crianças e mulheres, é a mais afetada pela pobreza. Essa triste realidade passa imperceptível para os turistas, a não ser que visitem locais que ficam longe das atrações turísticas.

Os indianos são capazes de montar qualquer dispositivo em casa, usando o que tiverem pela frente

Uma máquina de café artesanal

Na Índia, existe o termo jugaad, que pode ser traduzido como “um análogo improvisado de um dispositivo”, semelhante à nossa “gambiarra”. Muitos indianos desconsideram compras em lojas de eletrodomésticos, já que podem facilmente montar um aparelho desses em casa (frequentemente devido à falta de dinheiro). Então, o jugaad pode substituir equipamentos da academia, ventiladores, máquinas de café e antenas, entre outros itens indispensáveis.

Todos os produtos em mercados possuem a marcação MRP (Preço Máximo no Varejo)

O vendedor não tem direito de comercializar uma garrafa de água ou um pacote de arroz por um preço maior que o indicado na embalagem. Assim, a mesma marca de sorvete terá o mesmo preço tanto no interior quanto na praia. Produtos vegetarianos são marcados com um ponto verde.

Famílias das classes média e alta possuem uma habitação específica em casa para a governanta e a família dela

O trabalho de governantas, chamadas de amahs, é tão popular na Índia que muitas casas possuem uma construção especial, que serve de moradia para as empregadas e suas famílias. Portanto, a amah pode ajudar ao dono da casa a qualquer momento, sem precisar deixar o marido e os filhos durante o horário de trabalho.

Esse tipo de convivência se tornou tão comum que muitos lugares de lazer, como zoológicos e museus, vendem pacotes de entradas específicas para três adultos e uma criança.

Crianças costumam dormir junto com seus pais até completarem 6-7 anos

Na Índia, nem sempre uma casa possui um quarto infantil. Às vezes há apenas uma cama para a família inteira. Mas seja qual for a habitação, os pais indianos dificilmente deixariam o seu pequeno filho sozinho em um quarto.

Os pais aplicam delineadores nos olhos dos bebês

Os pais costumam passar um cosmético que se chama kohl nas pálpebras e sobrancelhas dos bebês para protegê-los do “mau-olhado” (crença comum entre os indianos) e em função da prevenção à conjuntivite. Além disso, eles simplesmente acham bonito.

O chá indiano típico inclui leite e temperos

Em cafés e restaurantes indianos, o chá é normalmente servido dessa mesma maneira. Se você quiser tomar chá preto puro, é necessário avisar o garçom. Em hindi, chá se chama chai (bem parecido com o português) e chá com leite se chama masala chai.

Sari é o traje feminino mais usado

O Sari é um pedaço de tecido entre 4 e 9 metros e existem várias formas de usá-lo. Acredita-se que ele deve ser enrolado sem agulhas e alfinetes, mas ainda assim algumas mulheres os utilizam, já que o traje pode ficar caindo, deixando o umbigo à mostra, o que nem sempre é considerado esteticamente bonito.

Usar sari é uma arte: as mulheres têm de abrir mão de movimentos rápidos, caso contrário o traje pode ficar se soltando ou perder a forma. Apesar disso, é utilizado como uniforme em companhias aéreas, hotéis, bancos, escolas e outras empresas estatais, e algumas mulheres até jogam futebol e andam de moto com essa vestimenta.

Os hambúrgueres do McDonald’s indiano são feitos sem carne bovina ou suína

A Índia é o país com menor consumo de carne per capita no mundo. A cadeia de alimentação McDonald’s do país é a única cujo cardápio exclui o Big Mac, o hambúrguer e o cheeseburger, entre outros sanduíches de carne bovina e suína. O McDonald’s indiano oferece uma alternativa ao Big Mac, o Maharaja Mac — um sanduíche com um hambúrguer vegetariano ou feito de frango.

A vaca é sagrada apenas em alguns estados

Em Kerala, Assam, Arunachal Pradesh, Mizoram, Meghalaya, Nagaland, Tripura e Bengala Ocidental, o abate de gado é permitido pela lei, enquanto em outros estados é considerado crime. Por exemplo, em Haryana, o infrator é multado e condenado a até 10 anos por matar uma vaca. A propósito, realizar vendas de gado para outros estados também é proibido.

Nos estados Meghalaya e Nagaland, formam-se pontes “vivas” com raízes de falsas-seringueiras

Uma técnica permite que as raízes aéreas flexíveis de falsas-seringueiras, que podem ser encontradas na margem rochosa de rios ou grandes valas, cresçam em direção umas às outras. À medida que as árvores crescem, as raízes ficam entrelaçadas e a ponte fica mais resistente. Em condições adequadas, em que as árvores não correm risco de ser danificadas, as pontes “vivas” podem durar séculos.

Os indianos tomam banho vestidos

O costume de usar uma roupa especial para tomar banho é antigo, uma vez que, por séculos, as casas não eram equipadas com uma banheira ou chuveiro, e os indianos tinham de tomar banho no rio. Atualmente, apenas 55% da população possui o seu próprio banheiro ou, pelos menos, um cômodo separado para tomar banho, já que ele continua sendo considerado exclusividade dos ricos.

Quanto à praia, os indianos também preferem usar roupas que, às vezes, não têm nada a ver com as que estamos acostumados (por exemplo, jeans e camisas).

Pais procuram namorados e namoradas para seus filhos por meio de anúncios em jornais e sites de namoro

Frequentemente, o círculo de amizades da família é o melhor para encontrar futuros genros e noras. Mas se os filhos dos amigos ainda não atingiram a idade matrimonial, os sites e jornais especializados vêm a calhar. O padrão de anúncio inclui informações como idade, características físicas, ensino, status social e casta do candidato, além do valor do dote caso a candidata seja uma garota. Além disso, pais podem exigir que o pretendente tenha uma autorização de residência em um determinado país, ou um salário de valor igual ou acima do indicado.

Confira um dos anúncios que podem ser encontrados em jornais ou sites de namoro indianos: “Para uma garota bonita (24 anos de idade, 1,55 m de altura, com MBA) de uma família rica pertencente à casta Pillai, estamos procurando o noivo — um funcionário público, médico, proprietário de uma fábrica ou um homem de negócios da mesma casta. Programadores, por favor, não incomodar”.

Fazer um mapa astral dos noivos é indispensável antes do casamento

Se as estrelas disserem que o casal não combina, é provável que o casamento seja cancelado. Em algumas regiões no norte da Índia, a noiva até pode mudar o seu nome (além do sobrenome) para corresponder melhor ao mapa astral do seu futuro marido.

Muitos detalhes importantes sobre o futuro cônjuge costumam ser omitidos antes da cerimônia de casamento

Certa vez, o pai de uma garota encontrou um noivo para ela, por recomendações de uma familiar. Ele discutiu todos os detalhes do futuro casamento, inclusive o valor do dote e a data da cerimônia. A feliz notícia não demorou para chegar às duas famílias e ser contada para os seus amigos. Quando a noiva finalmente recebeu uma foto do futuro marido, disse, confusa: “Ele parece mal-encarado... e zangado... além de ter um formato estranho de boca”.

Todos ficaram chateados, uma vez que já haviam escolhido vestidos e penteados para a cerimônia. A noiva sentiu pena da família e olhou para a foto mais uma vez: “Bem, o homem não deve necessariamente ser um galã. Também acredito que ele não seja zangado, mas responsável e confiável, já que trabalha no banco. Além disso, mora na mesma cidade dos meus familiares, isto é, vou vê-los com mais frequência. Na verdade, gostei muito dele... Mas há algo estranho com esse homem... Quantos anos ele tem?” Descobriu-se que era 11 anos mais velho que a noiva, mas ninguém tinha perguntado a idade dele, por algum motivo. Por fim, o casamento foi cancelado, porque ela se recusou a se casar com um homem mais velho.

Love Commandos ajuda os casais a se casar contra a vontade dos pais

É bem sabido que a maioria dos noivos na Índia não se casa por amor. Os pais fazem uma investigação minuciosa para encontrar os pares mais apropriados, em sua opinião, para os filhos. Os critérios para candidatos são os seguintes: pertencer à mesma casta que a família que procura o pretendente, ter idade e valor de salário correspondentes.

A sociedade voluntária Love Commandos proporciona aos noivos uma casa, apoio jurídico e, se precisarem, o serviço de guarda-costas. Os voluntários atendem diariamente a mais de 300 ligações de todo o país. A sociedade é apoiada pelo famoso ator indiano Aamir Khan.

No sul do país, o noivo foge do próprio casamento por tradição

O pai da noiva tem de correr atrás do seu futuro genro, implorando-o que se case com a filha dele. Além disso, a família da garota precisa pagar um bom valor para os pais do noivo. A cerimônia de casamento sempre acontece de acordo com as condições da família em relação ao valor. Mesmo o casamento mais pobre reúne aproximadamente 300 pessoas.

Até os convidados menos favorecidos dão ouro e uma boa quantidade de dinheiro de presente, que, às vezes, equivale um salário ganho em três meses. É considerado rude dar um presente barato. Tanto a mãe do noivo quanto a da noiva são proibidas de comparecer à cerimônia de casamento.

Os indianos adoram entrar para o Livro dos Recordes

Os indianos são ótimos em inventar um motivo para registrar um recorde. Uma das mais recentes conquistas é a maior reunião de pessoas vestidas como Mahatma Gandhi (851 pessoas). No entanto, outras tentativas de se destacar do resto do mundo foram rejeitadas pelos responsáveis pelo Livro dos Recordes. Assim, “feitos” como a guirlanda de biscoitos de 2 quilômetros feitos com esterco de vaca e a sessão de ioga de 10 horas em cima de cavalos passaram despercebidos.

Bônus: confissões de mulheres casadas com os indianos

  • A tradutora Anastasia conta a seguinte curiosidade sobre a Índia: “A família do meu marido é inteligente e educada — seu pai é professor de Sânscrito. Mas, na intimidade, eles são diferentes: é difícil imaginar, mas a única vez em que fui conhecer os pais dele, nós comemos com as mãos, sentados no chão. Em geral, toda a casa estava bagunçada”.
  • Em seu canal do YouTube chamado Casar-se com o indiano, OM Sri Ganeshaya Namah compartilha como ela e o marido gerenciam o orçamento da família: “Vocês costumam me perguntar se o meu marido me dá algum tipo de mesada. Não, eu não recebo nada. Agora acabamos de ir ao mercado, e foi ele que estava com todo o dinheiro, eu não tinha nenhum centavo. Por quê? É que moramos em uma aldeia onde não há nada de especial para comprar, exceto comida. Meu marido sempre afirma que ganha para nós dois, a fim de sustentar a nossa família e investir em seus negócios”.

Esperamos que o nosso post o tenha ajudado a ter uma outra visão sobre a Índia. Você já esteve nesse país? Compartilhe com a gente a sua primeira impressão de lá: o que o surpreendeu e agradou e o que foi um choque cultural? E se ainda não viajou para esse pais, gostaria de visitá-lo?

51-1
36k