Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

15 lugares incrivelmente misteriosos que já estiveram cheios de vida

1-1-
337

Em algum momento, estes locais estiveram cheios de vida, mas por uma razão ou outra, as pessoas se foram, deixando tudo para trás. Hoje, o que resta são ruínas que despertam curiosidade, medo e geram muitas perguntas, tudo ao mesmo tempo. O mais provável é que apenas os turistas mais ousados tenham a coragem necessária para passear por estes lugares sinistros e abandonados.

O Incrível.club propõe que você venha junto num tour por alguns dos pontos mais misteriosos do Planeta.

Cidade-fantasma de Bodie, Califórnia, Estados Unidos

Esta cidade foi oficialmente fundada em 1876, depois que mineiros encontraram consideráveis reservas de ouro e prata nos arredores. E assim, em busca de riqueza, muitas pessoas se instalaram no povoado, mas pouco tempo depois, o lugar passou a ser visto como uma "cidade de pecado", cheia de homens de caráter duvidoso, mulheres da chamada "vida fácil" e abrigo para viciados em drogas. Não foi uma total surpresa quando a pequena cidade entrou em decadência. Na década de 1940, ela ficou totalmente vazia, transformando-se numa das cidades-fantasma mais bem preservadas.

Penitenciária Estatal do distrito leste, Pensilvânia, Estados Unidos

A Penitenciária Estatal do distrito leste, na Filadelfia, Pensilvânia, abriu suas portas em 25 de outubro de 1829. Aqui, vários criminosos famosos foram privados da liberdade, entre eles Al Capone, o mais famoso mafioso da história. A prisão foi desativada em 1969, passando a funcionar como museu. Hoje, é possível fazer um tour pelas instalações do complexo.

Estação de trens, Polônia

Esta linha de trens na cidade de Czestochowa, sul da Polônia, foi construída no auge da revolução industrial. Atualmente, a principal estação servida pela linha é considerada um dos lugares mais misteriosamente belos da Europa.

Arranha-céu Sathorn Unique, em Bangkok, Tailândia

No começo dos anos 1990, a Tailândia atravessava uma das épocas de maior crescimento econômico de sua história, e centenas de projetos de construções de grandes proporções começavam em Bangkok. Porém, alguns anos depois, devido à crise financeira na Ásia, a prosperidade acabou e, com ela, em 1998, a construção do arranha-céu Sathorn Unique foi interrompida. Hoje, o futuro do Sathorn é incerto, pois seria mais barato construir um novo prédio do que fazer os reparos necessários na estrutura já existente. Além disso, dizem que a construção inacabada é repleta de fantasmas.

Ilha North Brother, Estados Unidos

Entre os anos de 1880 e 1930 aqui ficava a clínica Riverside, que era o último refúgio para pacientes com varíola, tifo, escarlatina e hanseníase. Antes de ser fechada definitivamente em 1963, foi também um centro de reabilitação para adolescentes viciados em drogas. Nos dias de hoje, a ilha é um território reservado e santuário para aves. O edifício da clínica continua de pé, mas dentro não sobra nada. As janelas estão quebradas, a pintura descascou e as paredes e teto estão prestes a cair.

Teufelsberg (Montanha do Diabo), Alemanha

Este vestígio da Guerra Fria descansa silenciosamente na colina mais alta de Berlim ocidental. No local, ficava a escola nazista de preparo para a guerra. Tempos depois, foi soterrada por 120 toneladas de escombros resultantes dos bombardeios americano e britânico e depositados no local por soldados soviéticos, que não conseguiram derrubar o prédio. Após a queda do Muro de Berlim, as ruínas mudaram de dono várias vezes. Um deles foi o cineasta americano David Lynch, que planejava construir ali uma universidade dedicada à meditação. Os planos, porém, foram impedidos pela prefeitura.

Castelo Miranda, Bélgica

Durante a Revolução Francesa, a influente família Liedekerke Beaufort precisou abandonar o castelo para se esconder na propriedade vizinha e esperar o resultado da revolução. Durante a Segunda Guerra Mundial e até os anos 80 do século passado, a Companhia Nacional de Vias Ferroviárias da Bélgica usava o castelo como espeço de verão para crianças órfãs. Mas, com o aumento dos custos de manutenção, o lugar está abandonado desde 1991.

Kijŏngdong, Coreia do Norte

Na Coreia do Norte, este povoado foi construído com o único propósito de ficar vazio. Kijŏngdong fica numa região desmilitarizada entre as duas Coreias. Depois da Guerra da Coreia na década de 1950, o governo norte-coreano decidiu usar o povoado como instrumento de propaganda política, já que é o único local que pode ser visto a partir das fronteiras dos vizinhos do sul. Por isso, deve ser exemplar. Apesar de declarações de autoridades da Coreia do Norte de que são pessoas normais que vivem em Kijŏngdong, é possível ver, usando binóculos de boa qualidade, que as casas construídas não são residências, as janelas não possuem vidros e as luzes acendem em todas as construções ao mesmo tempo, em determinada hora do dia. Ou, seja, quase uma cidade cenográfica.

Fordlândia, Pará, Brasil

No ano de 1927, Henry Ford comçou o projeto "Fordlândia", uma enorme plantação de borracha na floresta amazônica, às margens do rio Tapajós, oeste do Estado do Pará. A ideia era fornecer borracha para os pneus dos veículos nas fábricas da Ford. O empresário americano desenvolveu a ideia de uma cidade corporativa que teria piscinas, campos de golfe, bangalôs e até uma escola para o ensino de danças norte-americanas. Mas os índios e moradores locais da região não gostaram das regras restritivas, que proibiam, por exemplo, o consumo de bebidas alcoólicas. Os choques entre os trabalhadores locais e os chefes norte-americanos tornaram-se constantes. Durante um deles, os empregados da Fordlândia fizeram um motim numa cafeteria local e lançaram um automóvel ao rio. Depois disso, desde 1945, o lugar ficou praticamente deserto.

Cinema abandonado, Deserto do Sinai, Egito

Segundo o relatado por habitantes locais, o cinema foi construído por um francês que, um dia, durante uma caminhada com seus amigos pela solidão do deserto, pensou que faltava ali um cinema. Ele não pensou duas vezes e foi ao Cairo para comprar um gerador, centenas de poltronas e uma grande tela. Tudo estava pronto para a primeira sessão, mas a população nativa não gostou muito da iniciativa, danificando o gerador. Até hoje, o cinema esquecido que nunca exibiu nenhum filme sequer, continua parado no tempo.

Varosha, Chipre

No início da década de 1970, as praias refinadas e chiques de Varosha eram o lugar favorito para o descanso de milionários. O turismo em Chipre estava no auge, e estrelas de cinema como Brigitte Bardot e Elizabeth Taylor queriam tomar sol naquelas areias. Mas tudo mudou em agosto de 1974, quando Chipre foi invadida pelos turcos, que ocuparam o norte do país. Quinze mil moradores assustados deixaram Varosha, abandonando casas e objetos de valor, pois sua intenção era voltar logo. Porém a situação política continuou tensa por muito tempo, e o retorno para casa tornou-se impossível.

Hotel "El Salto", Colômbia

No ano de 1924, nos arredores de Bogotá, capital colombiana, foi construído o luxuoso hotel El Salto, com um mirante para a famosa catarata de Tequendama (queda d'água com 185 metros de altura). Após pouco tempo de funcionamento, foi fechado por conta dos vários casos de suicídio registrados entre hóspedes. A partir daí, surgiram várias lendas e rumores sinistros sobre este lugar abandonado.

Ilha Discovery, Estados Unidos

A Ilha Discovery foi um parque de diversões da Disney, na Flórida, Estados Unidos. Foi fechado ao público em junho de 1999, depois que bactérias perigosas para os humanos foram encontradas nas águas do lago Bay (no qual a ilha fica situada). Desde então, esse hoje sinistro parque de diversões está abandonado.

Parque "Terra Santa", Estados Unidos

Em 1958, no povoado de Waterbury, Connecticut, um homem chamado John Greco construiu um parque temático bíblico, que foi muito popular nos anos 60 e 70 do século passado. A atração era visitada por cerca de 40 mil pessoas por ano. Em 1982, Greco resolver fechar o parque para fazer reformas de ampliação, mas ele morreu dois anos depois. O parque continuou com suas portas fechadas por mais de 30 anos. Em 2014, o local foi reconstruído e reaberto ao público, mas as lendas em torno dele continuam.

Teatro New Bedford, Estados Unidos

O New Bedford é um teatro fora de uso situado em Massachusetts, Estados Unidos. Ele foi aberto ao público em 15 de abril de 1912 (no mesmo dia em que o Titanic afundou) e fechou em 1959, reabrindo apenas em ocasiões especiais. Durante seus anos de história, parte de sua estrutura funcionou como supermercado e como loja de uma empresa de tabaco. Atualmente, os donos estão levantando recursos para a restauração.

Fonte factroom
1-1-
337