Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

Pontos turísticos incríveis e super misteriosos que estão fechados à visitação

Todos os anos, os países tentam atrair a atenção dos turistas com roteiros e locais interessantes. Mas no mapa-mundi há lugares misteriosos e inacessíveis aos viajantes.

O Incrível.club decidiu apresentar alguns segredos desses locais. Nem tente visita-los porque, se fizer isso, você perderá a viagem.

Clube de Bilderberg

Trata-se de um clube quase secreto de encontros anuais cujos participantes são reis, chanceleres, banqueiros, jornalistas, presidentes e donos de grandes corporações. A entrada é estritamente por convite. No total, existem 383 membros no clube. A reunião discute assuntos internacionais e políticas nacionais, os quais os membros do clube claramente influenciam.

Atol Enewetak

Um grande atol coral é composto por 40 ilhas no Oceano Pacífico e é possível imaginar que seja um verdadeiro paraíso para os turistas. Na verdade, é um dos lugares mais perigosos da Terra onde, segundo os cientistas, mesmo os insetos não sobreviveriam. O fato é que, depois da Segunda Guerra Mundial, o Atol de Enewetak foi campo de testes mais importante de armas nucleares. A ilha sobreviveu a 43 explosões, incluindo um teste de bomba de hidrogênio. Em 1977, o programa de desinfecção começou e o solo contaminado foi enterrado sob uma enorme cúpula. As autoridades até começaram a organizar excursões, mas esse é um lugar para onde não recomendamos a ninguém ir.

Ilha Gruinard, Reino Unido

A ilha, pertencente ao Reino Unido, está contaminada com esporos de antrax tóxico e está fechada à visitação de turistas. O governo britânico decidiu durante a Segunda Guerra Mundial testar o antrax como arma biológica e comprou a Ilha de Gruinard para campo de testes. Em 1986, 280 toneladas de formaldeído foram pulverizadas para matar os esporos, mas o território continua super tóxico.

Fort Knox, Estados Unidos

O lendário Fort Knox seria o depósito de barras de ouro do governo americano. Na verdade, é um bunker localizado debaixo do edifício. As paredes que guardam o tesouro são feitas de granito e a porta pesa 22 toneladas, não podendo ser aberta nem mesmo com uma explosão. Existem unidades militares em torno de Fort Knox, preservando o local.

Caverna de Kapova, Bascortostão

A caverna, localizada no Bascortostão (Rússia) é única por seus desenhos paleolíticos. O constante tráfego de turistas levaria à destruição dessa arte única. As autoridades planejam reproduzir os desenhos numa reserva separada. O Centro Histórico e Cultural vai tratar dos problemas da preservação da pintura.

Ayers Rock, Austrália

A idade da famosa rocha é de aproximadamente 680 milhões de anos e sua base é composta de cavernas decoradas com pinturas rupestres antigas. Ao redor da rocha vivem povos nativos, que defendem ativamente seu santuário. Eles pediram o fechamento do lugar, considerado sagrado. De acordo com uma das lendas, após uma sangrenta batalha entre os nativos, a Terra se elevou e se tornou uma montanha vermelha como sinal de tristeza. O acesso montanha será fechado a partir de 2019.

Área 51, EUA

A lendária Área 51 é uma base militar dos EUA no deserto de Nevada, que consiste em 15 níveis subterrâneos. Um dos funcionários da base disse que existe um laboratório ufológico, dedicado ao estudo de ovnis. Provavelmente, isso seja apenas um jeito de acobertar testes de veículos modernos de combate aéreo. Se você se aproximar desse lugar, os militares vão pedir que abandone o local e delete todas as fotos. E você, acredita que lá existem ETs?

Mount Weather, Estados Unidos

O Mount Weather Emergency Operations Center é um dos bunkers mais protegidos dos Estados Unidos. No caso de desastres envolvendo ataques nucleares, por exemplo, funcionários civis e militares devem se deslocar para lá. O centro foi fundado durante a Guerra Fria e está localizado perto de Washington.

Complexo de cavernas Tora-Bora, Afeganistão

O complexo de cavernas localizado no leste do Afeganistão é conhecido como o campo do movimento radical islâmico "Taliban" e da organização terrorista "Al-Qaeda". Desde 1980, forças especiais da KGB (da extinta União Soviética) realizaram várias operações militares, para tomar a fortaleza. É um dos lugares mais perigosos para os turistas e definitivamente não deve ser incluído nos mapas de passeio, mesmo para quem gosta de aventuras.

Santuário de Ise, Japão

É o principal santuário do Xintoísmo no Japão. A entrada só é permitida aos membros da família imperial e clérigos de hierarquia superior. O território é protegido por quatro cercas e os turistas só podem ver o telhado. O templo consiste em 2 complexos. O primeiro é dedicado à procriadora da família imperial, a deusa Amaterasu. O segundo, à deusa dos alimentos, Toyouke.

Há no total três cavalos sagrados no santuário. Um deles vive no interior do edifício e os outros dois, na parte externa.

Ilha Tachai, Tailândia

As autoridades tailandesas decidiram fechar a visita à ilha de Tachai, parte do Parque Nacional Similan, para evitar danos à ecologia causada pelos viajantes. Embora o parque feche anualmente durante o período das monções (temporada de chuvas), esse tempo não é suficiente para restaurá-lo.

Ilha de Coral, Phuket, Tailândia

O fechamento da ilha ocorreu por causa da necessidade de proteção urgente das espécies na Ilha de Coral. Infelizmente, apenas 25% dos recifes de corais foram conservados. Anteriormente, a ilha era o centro da vida marinha, em que viviam mais de 30 espécies. Hoje, restaram apenas 4. Atualmente os cientistas se dedicam à restauração da vida marinha na região.

Via dell'Amore, Itália

Em Cinque Terre, na Ligúria, existem cinco cidades: Riomaggiore, Manarola, Corniglia, Vernazza e Monterosso, entre 1 e 4 quilômetros de distância uma da outra. Sua característica é que estão localizadas nas rachaduras das rochas costeiras. As cidades estão conectadas por caminhos que passam por lugares incrivelmente pitorescos. O caminho entre Riomaggiore e Manarola está localizado em uma rocha dura ao longo da costa e é chamado de "Via dell'Amore". Mas, infelizmente, está fechado por um período indefinido, por causa dos riscos de deslizamento de terra.