Incrível
NovoPopular
Inspiração
Criatividade
Admiração

10 lugares do Planeta que desaparecerão com o tempo

----
667

Muitas vezes ouvimos falar do aquecimento global, responsável por causar a mudança do clima, da paisagem e do nível dos oceanos na Terra. Estamos tão acostumados a ouvir sobre esse tema, que nem começamos a pensar sobre o grande perigo que está por trás dessas mudanças.

No Incrível.club imaginamos como serão no futuro alguns lugares que todos conhecem, mas que correm o risco de desaparecer.

Ilha de Páscoa, Chile

Hoje a Ilha de Páscoa está passando por uma fase difícil. Isto está relacionado com um grande fluxo de turistas, que deixam atrás de si pilhas de lixo, prejudicando, assim, as estátuas de pedra e a frágil ecologia da ilha.

Vulcão Kilimanjaro, Tanzânia

← deslizar →

O vulcão Kilimanjaro é o ponto mais alto da África e é coberto de neve. Durante os últimos 100 anos, esta camada de neve começou a derreter rapidamente e as precipitações ajudaram a piorar este processo. Portanto, os cientistas preveem que, até 2033, a neve do vulcão vai ter derretido completamente e sua aparência original terá se perdido para sempre.

A Ilha Culebra, Porto Rico

Antigamente a Marinha dos Estados Unidos usava esta ilha para fazer testes de bombardeios, que impactaram a flora e a fauna deste lugar. Em 1975 os bombardeios terminaram, mas, depois disso, o turismo de massa afetou a ecologia instável deste lugar. Por esse motivo, o ecossistema da ilha está sob o risco de desaparecer.

Madagáscar

← deslizar →

Supõe-se que até 2025 todas as florestas terão suas árvores cortadas, se não forem tomadas medidas contra essa prática. Na ilha existem vários tipos de animais ainda não estudados. Eles estão susceptíveis a serem extintos antes que os cientistas consigam estudá-los.

Grande Muralha da China

← deslizar →

A Grande Muralha da China é visitada por milhões de turistas todos os anos e muitas pessoas levam como recordação alguma pedrinha do muro. Algumas áreas da muralha também sofreram atos de vandalismo: as pedras foram roubadas para serem vendidas. Outro problema é que os agricultores destroem o muro para construir currais para os seus animais. Outras partes da muralha foram destruídas pela erosão provocada pelas tempestades de areia. Com tudo isso, 22% do muro já desapareceu. E estamos falando de cerca de dois mil quilômetros!

Bagan, Birmânia

← deslizar →

Bagan é o lar de mais de 2.000 templos budistas, construídos nos séculos XI e XII. De 1995 a 2008 os templos foram restaurados, no entanto, logo sofreram com o fluxo de turistas. Muitos deles sobem nos telhados dos templos para conseguir uma melhor vista do lugar ou para tirar uma foto boa, fazendo com que a destruição destes edifícios antigos se amplie.

Nuuk, Groenlândia

Nuuk é a capital da Groenlândia, o reino de neve e dos ursos polares. O governo desse país pensa em começar ali a escavação de pedras preciosas, o que resultará na construção de minas e de perfuradoras, que vai alterar significativamente a situação ecológica. Também em 2100 as geleiras da Groenlândia poderão ter derretido.

Lago Cocibolca, Nicarágua

← deslizar →

A Nicarágua é o único lugar no mundo onde vivem tubarões de água doce. Em julho de 2014, o governo aprovou a construção do Canal da Nicarágua. O projeto irá ligar os Oceanos Pacífico e Atlântico. Centenas de povoados serão evacuados e realocados. Por causa disso, a Nicarágua pode perder mais de 0,5 milhões de hectares de floresta tropical e dos pântanos.

Seychelles

← deslizar →

Aos poucos a água vai inundando as praias das ilhas Seychelles. As alterações climáticas e o aumento do nível do mar provocam a extinção dos corais, a erosão das rochas e a destruição das ilhas pelo Oceano. Os cientistas dizem que é apenas uma questão de tempo para as Seychelles desaparecerem debaixo d'água.

Grande Barreira de Coral, Austrália

← deslizar →

O aquecimento global representa um grande perigo para a Grande Barreira de Coral: por causa do aumento da temperatura, ainda que seja de 1° C, as algas e os corais começam a sofrer de radiação solar excessiva. Juntamente com eles, também desaparecerão outros habitantes deste lugar.

Imagem de capa depositphotos
----
667